11 mai 2012 | Artigos,Notícias
A ARTE DE ENGANAR O PÚBLICO – Compositores que não compõem

Sou fã de novelas, confesso. E atualmente tenho acompanhado com afinco as novelas das 19:00 hs e das 21:00 hs. O capítulo de ontem da novela das 19:00 hs, “Cheias de Charme”, em especial, atentou o público a um tema que, coincidentemente, estava na pauta para os próximos dias aqui no Blognejo. A jovem cantora e compositora Rosário, personagem de Leandra Leal, assinou um contrato de cessão de direitos de uma canção que ela compusera, tudo isso em benefício da estrela do eletro-forró Cheyenne, personagem de Cláudia Abreu, que passaria então a ser a única compositora reconhecida da canção e gozaria de todos os direitos dali decorrentes, principalmente direitos autorais. Rosário aceitou o contrato mediante o pagamento da quantia de 10 mil reais, que é o valor que ela precisava para pagar a operação do pai, que convalesce no hospital depois de um ataque cardíaco. Coisas de novela. Mas confesso que nunca vi tal assunto ser tratado com tanta naturalidade e realismo, mesmo numa novela satírica.

A prática de cessão de direitos de uma música é uma das mais comuns no universo da música sertaneja. Consiste em permitir que outra pessoa assuma a autoria e todos os benefícios provenientes da autoria da canção, como o direito de gravar ou autorizar a sua gravação, bem como os direitos autorais que serão recolhidos a partir de então. Trata-se, na prática, de um compositor que na verdade não compôs a música, mas que ainda assim goza de todos os benefícios de sua composição, como se fosse ele o verdadeiro autor.

Como eu disse, é uma prática muito comum no mercado sertanejo. Além disso, não é uma prática ilegal quando baseada num contrato assinado pelo real compositor da música. Mas apesar de corriqueira e legal, essa obviamente não é uma prática aceitável pela opinião pública. Imaginem um compositor simplesmente assumindo que não compôs determinada música, mas que tem o direito, por contrato, a tudo o que a música render. O verdadeiro compositor da música sempre vai ser considerado o coitadinho, a vítima, o oprimido. E o compositor beneficiado pela cessão de direitos passa automaticamente a ser considerado o vilão da história toda.

Por ser uma prática altamente mal vista pelo público, os seus adeptos costumam manter suas ações sempre em segredo. O mais comum em situações assim é a pessoa receber ou descobrir determinada música de um simplório compositor e, aproveitando de sua ingenuidade e inexperiência, propôr a cessão de direitos como se aquilo fosse representar um enorme benefício para o real compositor. O pobrezinho acaba aceitando o contrato simplesmente por achar que não vai conseguir fazer a música chegar aonde ele quer que ela chegue por conta própria ou por precisar de dinheiro, o que realmente é compreensível.

Geralmente, o compositor que cai nesse tipo de “armadilha” e cede os direitos de uma boa música por alguns trocados é sempre inexperiente, ingênuo e simplório. E a proposta geralmente vai de encontro à necessidade do cidadão. O cara precisa da grana e acaba aceitando o acordo. Assim como aconteceu na novela. Como culpar a pessoa? Cada um sabe onde a corda aperta.

E realmente é muito complicado furar a barreira para conseguir levar uma canção ao conhecimento de um artista. A maioria dos artistas costuma gravar canções de parceiros habituais ou costuma pegar canções com editoras que nem sempre aceitam canções de compositores desconhecidos. Eu particularmente custo a acreditar que entregar um disco com composições próprias nas mãos de um artista, sendo o compositor um ilustre desconhecido, adiante de alguma coisa. E justamente por conta da falta de oportunidade, o compositor acaba entrando nessa de ceder os direitos.

Em alguns casos um pouco mais extremos, adeptos da cessão de direitos costumam ter profissionais à disposição o tempo todo. Explicando: o cara que assina diversas canções pode às vezes pegar músicas sempre com uma mesma pessoa. Se brincar, rola até salário ao invés de pagamento por canção. E o real compositor, descrente quanto à possibilidade de fazer sucesso por conta própria e precisando do salário, aceita essa situação.

Algumas práticas podem ser consideradas subsidiárias da cessão de direitos. A concessão da parceria na autoria, por exemplo. Muitas vezes, uma música que conta com mais de um compositor nem sempre foi composta por todos aqueles que aparecem na lista de autores. Alguns artistas, aliás, só gravam canções cujos compositores aceitaram conceder a parceria na autoria das mesmas aos próprios. E isso não é de hoje, já é uma prática antiquíssima, assim como a cessão de direitos propriamente dita. Nesse caso, o real compositor cede parte dos direitos e não os mesmos de forma integral.

Por que, afinal, isso acontece? Por que algumas pessoas aceitam ceder o seu próprio trabalho a outras e por que essas outras agem com tanto descaramento, assinando canções que não foram compostas por elas? Ora, a música vai gerar, a partir do momento de sua composição, diversos benefícios. O mais evidente são os direitos autorais a serem recolhidos pelo ECAD. O “investimento” na compra da música vai gerar muitos lucros posteriormente. O pobre coitado do compositor verdadeiro ou desconhece todos esses benefícios ou simplesmente prefere passar adiante a canção em troca de grana por não conseguir fazê-la alcançar o objetivo esperado ou por não acreditar no potencial da mesma.

Nem todas as músicas, enfim, foram compostas por quem o encarte do disco ou o ECAD diz que foi. Boa parte delas vem da cabeça de outras pessoas e isso é muito mais comum do que se imagina. Grandes compositores da história da música sertaneja são adeptos dessa prática. E o público, mais uma vez, é quem mais se ilude com informações falsas divulgadas pelos artistas e/ou compositores. Ainda bem que isso não acontece com todo mundo. Mas a lista de adeptos é bem grande. E como é…

Em tempo: a lista de semelhanças dos elementos da novela “Cheias de Charme” com os do mundo sertanejo não pára por aí. Em breve, um TOP FIVE apontando e destrinchando algumas destas interessantes coincidências.

136 comentários
  • Max: (responder)
    11 de maio de 2012 às 03:46

    Matéria bem explicada, só achei que faltaram exemplos reais, como Zé Servo, Fernando e Sorocaba, Bruna Campos… e um time por fora ai? Sempre te admirei (passado), voce sempre dizia as VERDADES aqui, agora isso mudou? Será propina? Voce recebeu algo pra nao dizer da bomba do zé servo( thiago, dupla thaeme e thiago) Seja justo!

    • Bruna Campos: (responder)
      11 de maio de 2012 às 09:23

      Olha Marcão, não vou nem me defender da acusação do primeiro comentarista, o MAX, porque o twitter, o Face Book e todos os meus mais de 500 compositores da Rede Pura sabem que eu sou uma das pessoas mais contrárias a esta prática que existe.

      Perdi as contas de quantas cessões de direitos já elaborei na editora, a fim de ajudar o compositor que está cedendo seus direitos a não ser mais prejudicado do que já está. A minha opinião é só uma: Música boa é música boa, ela será gravada se você ceder ou não os seus direitos.

      Eu continuo na luta para que esta prática acabe, mas com muito desânimo. O pessoal do sertanejo tem muito dinheiro e o dinheiro hoje compra muita coisa, inclusive reconhecimento profissional. Muitos dos grandes compositores da atualidade não o são, assim como muitos dos compositores da antiguidade também. E as histórias são muito conhecidas no meio.

      Eu poderia dar nome aos bois, JAQUISSON? Poderia. Mas não o faço para defender a integridade do MEU compositor. O compositor da Rede Pura que já está calejado, procurando o reconhecimento profissional e que por motivos financeiros abre mão do reconhecimento como compositor para dar prioridade à comida que ele leva pra casa.

      Eu sou totalmente contra essa prática. E a maioria é contra, mas não fala nada, assim como não falam nada sobre a nova Lei de Direitos Autorais que está sendo empurrada goela abaixo na gente e que vai comer uma parcela do direito autoral do compositor em favor do Governo, inclusive dos que ganham bem.

    • Marco Aurélio, compositor: (responder)
      11 de maio de 2012 às 09:39

      Bruna campos não é compositora, ela é proprietária de uma editora e não se enquadra na sua afirmação.
      E mesmo se fosse (compositora) tenho CERTEZA que ela não compartilharia com tal ato abominável no meio musical.
      Procure se informar antes de acusar alguem…
      VENDER MUSICA É VENDER UM FILHO!!!!

      • weverson - compositor: (responder)
        11 de maio de 2012 às 11:50

        concordo com você marco Aurélio,as pessoas falam coisas que obviamente não existe,muitos usa a musicas pelo dinheiro,muitos usam pessoas nesse meio para ganhar dinheiro,a musica para muitos compostores não é nada só uma forma de lucrar,e como você falou VENDER A MUSICA É VENDER UM FILHO

    • Marcus Vinícius: (responder)
      11 de maio de 2012 às 11:32

      Amigo, que inocência essa sua… Acha que é tão simples assim simplesmente citar nomes?????? Não sei você, mas eu não tenho dinheiro pra ficar bancando processo judicial não, garoto. Na verdade, nunca fiz isso aqui no blognejo. Nunca citei nomes de ninguém em acusações que poderiam render processos judiciais contra a minha pessoa. Não seja ridículo e nem idiota ao ponto de exigir que eu faça uma coisa dessas. Sério, quanta bobagem…

  • EBERTH OLIVEIRA: (responder)
    11 de maio de 2012 às 07:31

    Matéria excelente! Não há necessidade de dar nomes aos bois, porque quem é do meio tem conhecimento de quem faz essa prática,que do ponto de vista da lei não é ilegal,mas moralmente costuma arranhar a imagem do pseudo-compositor, que pagando valores irrisórios, se deleita às custas do talento alheio,se gabando de uma obra que comprou,mas não teve a capacidade de fazer. Sinto é pena.

  • jaquisson: (responder)
    11 de maio de 2012 às 08:18

    O Texto é legal, mas sem dar nome aos bois, fica dificil!

  • Iolanda: (responder)
    11 de maio de 2012 às 08:23

    Parabéns pelo texto, muito inteligente! Crítica forte que dispensou totalmente a citação de nomes (concerteza a carapulssa serviu em muita gente).

  • Thiago Elias: (responder)
    11 de maio de 2012 às 08:44

    Então.. aí quando eu falo que não é fácil trabalhar corretamente nesse meio, tem gente que fala que nós só reclamamos.

    Um exemplo… Já cheguei a receber proposta de PRODUTOR.. “Thiago, tua música é boa. Vai entrar. Mais tem que colocar o meno nome aí no meio, pra eu conseguir te ajudar.” Exatamente com essas palavras. Não aceitei. Mas tem muitos que aceitam. Muitos mesmo.

    E esse lance de comprar composição do ‘coitado’.. tem que ser revisto também. Quem é o mais culpado da história ? Na minha opinião, o ‘coitado’ do compositor que se sujeita a isso. Esse tipo de ‘compositor’ só atrapalha ainda mais o meio, de uma forma geral.

    Por isso, hoje, GRANDES COMPOSITORES vivem reclamando que anda cada vez mais difícil se fazer reconhecido e respeitado. E não estou falando de mim não, pra não parecer auto-defesa.

    Enfim, é essa merda toda aí.. todo santo dia.

  • Bruno Átila: (responder)
    11 de maio de 2012 às 09:07

    Pessoal, agora o Marcão depende do blog, ele não pode mais simplesmente citar nomes, isso pode render até processos ou perda de publicidades. Não podemos criticá-lo por isso, qualquer pessoa que tem um veículo de comunicação, rádio, TV, blog, sites e etc, não pode simplesmente falar o que vem na cabeça, isso não é censura, é bom-senso.
    O que resta é ele saber driblar tudo isso, criticar de maneira a não sofrer essas consequências.

    Pelo menos ele ainda fala desses assuntos, mesmo que sem citar nomes, ou com a críticas que antes, eram mais fortes.

    Me lembro há muito tempo quando ele criticou com TODAS as palavras (fez até charge na época rs) o fato de Victor e Leo terem NÃO se intitulado “sertanejos” numa entrevista coletiva.
    Tempo depois ele mesmo entrevistou Victor e Leo, e o Victor esclareceu que foi sensacionalismo da mídia que EDITOU a entrevista e pegou apenas UMA frase fora de contexto, fazendo com que parecesse que ele renegava o sertanejo. E o Marcão ficou com cara de tacho depois de tudo isso.
    (Marcão, confirma essa história?)

    Agora imagina o Marcão falando isso hoje em dia, com a dimensão que se tornou seu blog, hoje referência na música sertaneja? Não adiantaria pedir desculpa DEPOIS da besteira.

  • Bruna Campos: (responder)
    11 de maio de 2012 às 09:24

    Não vou nem me defender da acusação do primeiro comentarista, o MAX, porque o twitter, o Face Book e todos os meus mais de 500 compositores da Rede Pura sabem que eu sou uma das pessoas mais contrárias a esta prática que existe.

    Perdi as contas de quantas cessões de direitos já elaborei na editora, a fim de ajudar o compositor que está cedendo seus direitos a não ser mais prejudicado do que já está. A minha opinião é só uma: Música boa é música boa, ela será gravada se você ceder ou não os seus direitos.

    Eu continuo na luta para que esta prática acabe, mas com muito desânimo. O pessoal do sertanejo tem muito dinheiro e o dinheiro hoje compra muita coisa, inclusive reconhecimento profissional. Muitos dos grandes compositores da atualidade não o são, assim como muitos dos compositores da antiguidade também. E as histórias são muito conhecidas no meio.

    Eu poderia dar nome aos bois, JAQUISSON? Poderia. Mas não o faço para defender a integridade do MEU compositor. O compositor da Rede Pura que já está calejado, procurando o reconhecimento profissional e que por motivos financeiros abre mão do reconhecimento como compositor para dar prioridade à comida que ele leva pra casa.

    Eu sou totalmente contra essa prática. E a maioria é contra, mas não fala nada, assim como não falam nada sobre a nova Lei de Direitos Autorais que está sendo empurrada goela abaixo na gente e que vai comer uma parcela do direito autoral do compositor em favor do Governo, inclusive dos que ganham bem.

  • Bruna Campos, Rede Pura Editora: (responder)
    11 de maio de 2012 às 09:24

    Marcão, não vou nem me defender da acusação do primeiro comentarista, o MAX, porque o twitter, o Face Book e todos os meus mais de 500 compositores da Rede Pura sabem que eu sou uma das pessoas mais contrárias a esta prática que existe.

    Perdi as contas de quantas cessões de direitos já elaborei na editora, a fim de ajudar o compositor que está cedendo seus direitos a não ser mais prejudicado do que já está. A minha opinião é só uma: Música boa é música boa, ela será gravada se você ceder ou não os seus direitos.

    Eu continuo na luta para que esta prática acabe, mas com muito desânimo. O pessoal do sertanejo tem muito dinheiro e o dinheiro hoje compra muita coisa, inclusive reconhecimento profissional. Muitos dos grandes compositores da atualidade não o são, assim como muitos dos compositores da antiguidade também. E as histórias são muito conhecidas no meio.

    Eu poderia dar nome aos bois, JAQUISSON? Poderia. Mas não o faço para defender a integridade do MEU compositor. O compositor da Rede Pura que já está calejado, procurando o reconhecimento profissional e que por motivos financeiros abre mão do reconhecimento como compositor para dar prioridade à comida que ele leva pra casa.

    Eu sou totalmente contra essa prática. E a maioria é contra, mas não fala nada, assim como não falam nada sobre a nova Lei de Direitos Autorais que está sendo empurrada goela abaixo na gente e que vai comer uma parcela do direito autoral do compositor em favor do Governo, inclusive dos que ganham bem.

  • Bruna Campos, Rede Pura Editora: (responder)
    11 de maio de 2012 às 09:31

    Ah, outra coisa! Todos assistimos a novela ontem e o seu texto está magnífico, reflete o pensamento de todos aqui na editora. Parabéns.

  • Felippe Said: (responder)
    11 de maio de 2012 às 09:47

    Marcão, se os cantores/editoras não costumam pegar músicas de compositores desconhecidos, como fazer com que a música do mesmo seja gravada, tenha uma oportunidade?

    • Bruna Campos, Rede Pura Editora: (responder)
      11 de maio de 2012 às 09:52

      Felippe, entre em contato conosco para vermos o que podemos fazer por você. No repertório do novo DVD do Munhoz & Mariano gravado sábado passado tem músicas que entraram porque são boas e seus compositores não são conhecidos. Isto depende muito do produtor valorizar a música, e não o nome do autor.

  • emerson: (responder)
    11 de maio de 2012 às 09:58

    Bom materia, eu acho que jamais cara que escreveu a musica deveria perder vinculo com ela, caso venda direitos autorais, fique com porcentagem minina 10%, sendo esta porcentagem nao podendo ser comprada e de direito de quem escreveu a musica, assim sempre existiria vinculo de quem escreveu musica, isto acontece no futebol clube formador tem direito sempre a 5% do valor da transferencia ate uma determinada idade, acho que algo assim deveria acontecer na musica.Masd sabemos que são pouquissimos cantores que compoe suas musica, mas uma vez destaco Joao Carreiro …..

  • Estela Menchon: (responder)
    11 de maio de 2012 às 10:02

    Quem ama múscia de verdade, sabe que o compositor tem uma relação direta com o sucesso, como fazer um arranjo incrível sem uma melodia boa? Pra que os melhores músicos, estúdio do bom e do melhor…sem A música?
    Aos compositores que cedem a autoria de suas obras, só lamento..
    Aos compositores que cedem a autoria de sua obra em troca do artista gravá-la, só lamento e ainda, penso que vocês são culpados pela classe ser tão desvalorizada!
    E ao Max, que comentou ali em cima que a Bruna Campos é adepta a essa pratica: Você está redondamente enganado e não sabe de quem está falando.
    Não conheço ninguém que defende tanto os autores e luta pra isso ACABAR.
    Por favor, Informe-se em http://www.twitter.com/brunacampos e http://www.facebook.com/brunildinha

  • Marco Aurélio, compositor: (responder)
    11 de maio de 2012 às 10:07

    Minha resposta pro max não entrou ai, onde esta ela marcaoooooo????????? hehehe
    Parabéns pelo texto…

  • DTMIDIA: (responder)
    11 de maio de 2012 às 10:13

    Hoje não tem coitadinho não, a maioria de compositores que vendem músicas, fazem isso nesse propósito mesmo.. cedem porcentagem pra artistas grandes, recebem um “X%” em troca, caso a música estoure, maravilha. Senão ele ganhou já pela venda e exposição. De coitadinho não tem mais nada.
    As editoras só fazem o trabalho delas, buscar conteúdo a ser vendido e regravado. REDE PURA é um exemplo muito sério e de confiabilidade do que se é uma EDITORA.
    Esse mercado nada mais é que um jogo de interesses, é simples e sem xororo!
    “Cada um sabe onde a corda aperta.”

  • Max: (responder)
    11 de maio de 2012 às 10:13

    Esse vai pra Bruna Campos antes do comentário dela ser liberado aqui! Olha Bruna, nao é bem o que sei, tenho como provar que voce, registrou uma música no nome da mulher do ninho (aline Lube) que é de outro compositor que nao merece ser lembrado, pois nem vivo está mais! Isso é o que? Voce conhece a Aline, e sabe que ela nunca compos nada, vc pode nao comprar, mas ajudar nao seria a mesma coisa?

    • Bruna Campos, Rede Pura Editora: (responder)
      11 de maio de 2012 às 10:24

      Max, você disse que eu compro músicas. É uma acusação muito forte a ser feita. Pelo menos na minha opinião, que sou contra essa prática.

      Quando o compositor me procura, eu oriento sobre a forma correta a ser feita. Mas como a editora é apenas administradora, e não dona da obra do artista, eu não dou a palavra final, apenas faço o que for da vontade dele. Todos meus compositores sabem que têm a palavra final aqui na Rede Pura.

      Em defesa de minha compositora Aline Lube e do Ninho, que é muito querido no meio sertanejo, só posso dizer que se ela disse que é compositora da obra, pra mim ela é. E se outro compositor viesse reivindicar a autoria da música com certeza eu cancelaria o contrato de edição até resolver o problema.

      Tome cuidado ao citar nomes. Você pode responder por danos morais.

      • Allysson Lourenço: (responder)
        11 de maio de 2012 às 12:24

        Bruna Campos, qual é o seu contato? Gostaria de saber de maiores informações de como participar de uma editora, pois sou compositor daqui do Paraná, e estou a procura de uma!

        Att,
        Allysson

    • Marcus Vinícius: (responder)
      11 de maio de 2012 às 11:33

      cara, quantas acusações bestas, hein. Nem era esse o foco do texto.

  • Renata Carvalho: (responder)
    11 de maio de 2012 às 10:34

    Querido Max, procure conhecer um pouco mais o trabalho da Bruna Campos, proprietária da Rede Pura Editora, com sede em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A editora está no mercado desde 2007, defendendo os direitos de vários compositores no Brasil e no exterior. Antes de fazer críticas degenerativas tenha provas e conhecimento de causa.

  • Timpin: (responder)
    11 de maio de 2012 às 11:14

    Eu estou disposto a dar o nome aos bois no meu blog. Quem tiver disposto a me passar as informações, basta entrar em contato comigo.

  • Luiz Titõe: (responder)
    11 de maio de 2012 às 11:55

    Muito bom o texto Marcão! Na minha opinião, o compositor faz o que quiser com a musica… vende, “dá”, empresta kk… A musica é dele ué! Se tem artista que compra, esperto do artista que viu potencial na musica!

    • Marcelo Denna: (responder)
      13 de maio de 2012 às 06:14

      E onde fica a sua ética, meu filho?

  • Renato Murakawa: (responder)
    11 de maio de 2012 às 12:27

    Essa discussÃo vai muito além deste problema citado. É toda uma estrutura sócio-econômica do país.

    Apesar do ideal ser todo compositor valorizar o seu trabalho, a classe que ele pertence, o que manda é o “dinheirinho” no bolso.

    Não estou dizendo que sou a favor disso, só expondo que o problema é geral. O pequeno compositor, sem fama, sem perspectivas, é que acaba se sujeitando a isso. Mas como cobrar isso dele, se a realidade do cidadão é contas a pagar, filhos a tratar, enfim, “capitalismo”.

    Você compra um litro de leite no mercado. Você acha que compra PARMALAT, LIDER, enfim, diversas marcas. Mas o nome do seu Zé, que acordou 5 horas da manhã, pra ir lá tirar nem é citado. Mas o cara precisa vender pra gente maior, porque precisa. Grosseiramente comparando, é isso.

    Enfim, cada um tem o poder de escolha sobre seu trabalho, mas é a necessidade sócio-econômica ou o caráter das pessoas quem geralmente decidem todo tipo de subordinação.

  • Teco: (responder)
    11 de maio de 2012 às 13:26

    Minhas musicas são todas minhas !!!!! Comprei e paguei então são minhas !!!

  • Marcelo: (responder)
    11 de maio de 2012 às 13:35

    Marcão, sugiro que faça uma postagem sobre o CD do Zezé di Camargo e Luciano de 2000, um dos mais bonitos da história da música sertaneja na minha opinião na da muitos. Tem as pérolas “Dou a vida por um beijo”, “Tarde demais”, “O que é que eu faço”, “Você não é mais assim”, “Antes de voltar pra casa”, “Sem você” e várias outras…
    Este CD foi o ápice em questão arranjos e produção pela dupla, acho que merece atenção especial…

  • Lucas: (responder)
    11 de maio de 2012 às 13:38

    Quando se compra ou vende uma musica que nem faz tanto sucesso passa batido. Quando estoura acontece o que aconteceu com a AI SE SEU TE PEGO, MORANGO DO NORDESTE e outras que agora nao me lembro.

  • Pedro: (responder)
    11 de maio de 2012 às 14:46

    Quanta hipocrisia!
    São todos uns anjos e santos condenando a prática.
    Isso é comum sim, e daí? Qual o problema? Ninguem tá roubando nada de ninguem, tá comprando um bem como outro qualquer e ao comprar ele pode falar que é dele.

    Querem exemplos, e daí de citar nomes? Não tem nada ilegal nisso!

    A música BEBER BEBER é um exemplo claro, o Guilherme Lopez gravou a música, quando viu que ia fazer sucesso e despertou interesse do Leonardo gravar, ele foi lá e PAGOU para ser um dos compositores da música também. Só pra falar que tem uma música dele gravada pelo Leonardo. O cara cita uma palavra que entrou na música e já é compositor.

    Valorizo muito mais o seu Zé que ninguém conhece, que compõe e vende DIGNAMENTE sua músíca do que uns otários que nem o Guilherme Lopez que faz isso depois.

    Parabéns pelo texto Marcão! É disso que um blog sertanejo precisa, discussão!

  • Giovanni Silva: (responder)
    11 de maio de 2012 às 15:29

    Zeze di camargo é bom pagador!
    Sorocaba não, vc manda a musica e ele copia
    Luan Santana e Anderson, pagam marromeno hahaha

    Mas assim, se quiserem receber legal, oferece pro zeze!

  • valdirene borges: (responder)
    11 de maio de 2012 às 15:57

    MARCUS AMEIII TUDO CONCORDO COM VOCÊ !!!!!!! MAIS EU GOSTEIMAIS DO MARCUS VINICIUS NOVELEIRO AMEIIIIIIII VCÉDEMAI |BEIJO

  • Ninho: (responder)
    11 de maio de 2012 às 16:26

    Queridos amigos e leitores do Blognejo.
    Venho aqui expressar a minha opinião, com entusiasmo ao parabenizar o Marcos Vinicius pelo texto, e com indignação ao ver o meu nome e de minha esposa, sendo citados de maneira caluniosa e mentirosa.
    Não há motivos para grandes explicações diante do único e verdadeiro fato que, SIM, Aline Lube; minha esposa, é uma das autoras da música em questão. Sim, defenderei sempre esta verdade, pois é a única existente.
    Se eu precisasse ou dependesse deste tipo de prática, tinha feito a muito tempo, mas NÃO, eu não preciso, eu não gosto e por tal motivo não a prático!
    Cito como exemplo, algumas ocasiões, onde por mais de duas vezes, apareceram pessoas que se disseram donas da composição, e em duas destas oportunidades a composição foi reclamada pela Aline (minha esposa), e que de pronto foi aceita e reconhecida como autora da mesma.
    Entristece-me ver, que, em um lugar onde deveríamos ter uma troca de ideias construtivas, encontro pessoas que citam outras que infelizmente não estão mais entre nós, só para garantir as suas inverdades.
    Desde de 2003, ano em que descobri e lancei a dupla Jads e Jadson, houveram inúmeras ocasiões onde poderia de fato ter feito algo parecido a isto. Mas não, não vejo o porquê de agir assim, e creio que existam outras formas para que uma composição seja transmitida ao público através de uma canção pronta, use sua criatividade e a inspiração!
    O meu escritório estará sempre de portas abertas para receber quem quiser sanar qualquer tipo de dúvida com relação ao assunto.

    Aos amigos que acompanham o blog, fica um grande abraço.

    Obrigado.

  • Anônimo: (responder)
    11 de maio de 2012 às 16:50

    MNHNM

  • Timothy Nery: (responder)
    11 de maio de 2012 às 17:23

    Rapaizzzzz…..

    inocente sou eu mesmo…hehehe…

    e tô vendendo % das minhas composições aí…

    alguém avisa os pagadores aí!!!

  • nando marx: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:02

    comprei e paguei ,entao sao minhas todas elas kkkkkkkkkkkkkkk e algumas dei parceria pro douglas mello ,flavinho tinto e umas pro meu cahorro o nick ,afinal o cao e’o melhor amigo do homem rs

  • Flavinho Tinto: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:05

    Carai hein Nando.. Vendi todas as minahs fazendas pra comprar essas modas ai, e vc me entrega, Putz kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Flavinho Tinto: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:06

    Inferno.. viu…. Agora descobriram que agente era milionário caramba…

  • Flavinho Tinto: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:07

    kkkkkkkkkkkk idiota

  • nando marx: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:10

    ah seu eu pudesse falar tem mais uns 4 ai que estao entre os 50 maiores recebedores do ecad que nao compoem ,nao tocam e nem ao menos sabem o que e’um do’maior ,acham que e’ uma pessoa com muita pena dos outros kkkkkkkkkkkkkkk

  • COMPOSITOR TCHE DO SWING: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:12

    OLHA UMA COISA VCS PODEM TER CERTEZA TA CHEIO DE ATRAVESSADOR QUE NAO COMPOE PORRA NENHUMA , BATENDO NO PEITO E DISENDO EU SOU COMPOSITOR COM BOUCA CHEIA
    GENTE DO CEU QUE E ISSO , VAMOS RESPEITAR
    PRIMEIRO LUGAR PRA FALAR QUE E COMPOSITOR DE VERDADE QUE ME PERDOE QUEM ACHAR QUE ESTOU ERRADO , MAS TEM QUE VIVER DAS COMPOSICOES QUE FAZ E ALEM DOMAIS SABER DOS SEUS DIREITOS COMO AUTOR SABER RESPONDER PERGUNTAS SUPER FACEIS COMO QUAIS O PROCEDIMENTO EM UMA LIBERACAO OU AUTORIZACAO DE OBRA LITERARIA TAMBEM SABER QUAL A ASSOCIACAO PRA SER SUA DEFENSORA PERANTE O ECAD ALEM DE VARIAS OUTRAS COISAS
    VOLTANDO AO ASSUNTO ANTERIOR QUEM QUISER DAR SUA PARTE DA SUA OBRA A QUALQUER UM PODE DAR NAO E PROIBIDO MAS GENTE TAMBEM SE ALGUEM CHEGAR COM 20 MIL REAIS E TE OFERECER PARA SER PARCEIRO EM SUA OBRA KKK BOM E DE SE PENSAR VARIAS VEZES
    MAS TENHAM CERTEZA QUE ACIMA DE TUDO
    == O COMPOSITOR EO MAIS IMPORTANTE DE TUDO PORQUE ELE RECEBE DE DEUS EM FORMA DE MUSICA O QUE TOCA NO CORACAO DO POVO ENTAO RESPEITEM O COMPOSITOR ==
    COMPOSITOR TCHE DO SWING

  • Timothy Nery: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:16

    Uma dúvida: o sorocaba é da editora Rede Pura???

  • nando marx: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:21

    uma duvida, quem e’o maior compositor do brasil de verdade? rs respondo eu tbem ai e’foda mesmo , me pegou kkkkk

  • nando marx: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:25

    alias se tiver alguns desse povo ai querendo parceria ,pode me ligar , a resposta um grande empresario do parana de uma grande dupla ja sabe rs (naooooooooooooooo) nao vou fazer igual meu amigo que a musica entrou na novela ganharam fortuna nas costas dele e nem sequer citam o nome dele rs tiraram 4 musicas minhas do dvd ,pq eu nao quis dar parceria ,e isso e’fato viu e eu to igual ao meu cel da tim nem to ligando rs em vista que a dupla ate’ja acabou de tanta sacanagem rs entao resumindo
    Deus da a todos o que merecemos, boa noite marcao e te processo depois rs

    • Carlos: (responder)
      12 de maio de 2012 às 20:16

      Alias essa coisa de música em novela é outra coisa bem interessante de se analisar. Quem é que escolhe essas músicas? Outra coisa que também queria entender é qual o critério para aquele ranking de músicas que o Silvio Santos apresenta todos os domingos no programa dele. Será que o Silvio Santos faz uma coisa daquelas de graça? Quem é que elege qual música subiu e qual desceu no ranking? Pra mim aquele ranking não tem nada à ver com a Crowley, pois nunca vi uma música da Paula Fernandes ser tocada em nenhuma daquelas 10 posições do TOP.

  • Timothy Nery: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:28

    Esse post pode até ter acabado sendo desvirtuado nos comentários…mas acho que pode trazer muita coisa boa pra todos os bons compositores do meio….conhecidos ou não…

    Bruna: encaminhei email para vocês!!!

  • Timothy Nery: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:29

    O Nando Marx não pode falar nada….é baita mercenário…

    hushuahuahushuahuahua

    e ele compra as músicas do cara aquele que tocou com Renato Russo e vive nas ruas….

  • Aline Lube: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:41

    Caro Max, já que vc cobra o “dar nome aos bois”, poderia começar colocando o SEU verdadeiro nome, pois a maneira com a qual vc se refere a minha pessoa, parece (tentar) me conhecer e, honestamente não me lembro de conhecer ninguém com esse nome “Max”.
    Não vivo diretamente de música, mas sou compositora SIM da música a qual vc se refere, junto com mais duas pessoas, as quais tenho um carinho imenso! Se vc quer detalhes da composição, foi num dia em que estávamos confraternizando na casa de um dos compositores dessa música, em São Paulo.
    Não tenho Pq comprar composições de outras pessoas, pois como já falei acima, minha única ligação com a música é através do meu marido Ninho. Meu ramo de atividade é totalmente oposto, trabalho com segurança eletrônica (vc deve saber disso, né)
    Eu poderia processá-lo por calúnia e danos morais, mas graças a Deus não preciso “tirar” dinheiro de ninguém pra sobreviver. Ganho o meu HONESTAMENTE!
    Quanto à Bruna Campos, a conheço muito bem e sei da idoneidade dela e da editora dela. Existem muito poucas pessoas como ela nesse meio, e foi por essa razão que escolhi a REDE PURA para editar a música.

  • Victor Mello: (responder)
    11 de maio de 2012 às 18:43

    parem de reclamar da vida e vao trabalhar..toda profissao tem seus altos e baixos,coisas boas e coisas ruins…isso dai existe em tds profissoess..eh dificil fazer sucesso como compositor do msm jeito que eh dificil fazer como cantor,jogador de futebol,medico,engenheiro,e o caralho a quatro!

  • GUTO COMPOSITOR: (responder)
    11 de maio de 2012 às 19:41

    CARAMBA NESTES COMENTÁRIOS VARIAS DUVIDAS MINHAS FORÃO TIRADAS SOU COMPOSITOR NOVO NO MERCADO E SEMPRE OUVI FALAR DE ALGUSN QUE FORÃO CITADOS AI COMO COMPRADORES E NÃO COMPOSITORES.

    JÁ TENTEI EDITAR ALGUMAS DE MINHAS MUSICAS EM UMAS EDITORAS MAS SENTI UMA LEVE IMPRESSÃO DE QUE VALORIZÃO SÓ ALGUMAS MUSICAS QUE ELES ACHAM QUE SÃO BOAS CASO CONTRARIO COBRAM UM VALOR POR MUSICA PARA EDITAR. PO JÁ NAO BASTA A % QUE FICA PRA EDITORA?

    • Joao: (responder)
      11 de maio de 2012 às 20:59

      Tem certeza que você é compositor? Cheio de erros de português! Pelo amor de Deus! É “Foram tiradas, Foram citados” não “Forão tiradas, Forão citados”. É “Algumas das minhas músicas não “Algumas de minhas músicas”. Ooooo miséria de país. Brasil está no fundo do fosso mesmo. Ave-Maria! Perdão Marcão mas não me aguento.

      • GUTO COMPOSITOR: (responder)
        12 de maio de 2012 às 16:32

        JOAO DAS COVE FALTOU ACENTO NO SEU NOME AI. HEHEH CALMA PROFESSOR O QUE FAZ AQUI NESTE BLOG? CORRIGINDO ERROS DE PORTUGUÊS SEU LUGAR É NO SOLETRANDO DO CALDEIRÃO DO HUCK.
        SOU COMPOSITOR SIM AQUI ALGUNS ARTISTAS QUE JÁ GRAVARAM MINHAS MUSICAS:
        *TCHE GAROTOS (MEU SONHO)
        *PEDRO HENRIQUE E ALEXANDRE (SEU NOME NAS ESTRELAS)
        *FÁBIO SATIM E LUCIANA (SEU NOME NAS ESTRELAS)
        *TRIO SÓ BATIDÃO (VOU PRA BALADA) (VIDA MALVADA)
        E O JOAO SEM ACENTO FAZ O QUE??????????????????????????????????????????????????
        ANTES DE TUDO O RESPEITO JOAO JOAO JOAO RESPEITE AS PESSOAS.

        • Joao: (responder)
          13 de maio de 2012 às 06:22

          Não conheço nenhuma das músicas citadas à cima, então não posso opiná-las. João não usa acento é TIL, TIL, TIL aiaiaia estamos perdidos mesmo.

          • Juca: (responder)
            20 de maio de 2012 às 14:21

            kkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Amannda Cantora: (responder)
    11 de maio de 2012 às 20:04

    Meu Deus,nunca li tantas barbaridades juntas! A coisa tá ficando cada vez mais feia, e as pessoas estão perdendo cada vez mais a educação.
    Amei a matéria Marcus, e achei muito auto nivel as explicacoes dadas pelas pessoas que foram ofendidas, apesar de não ter achado necessário le-las, pois mesmo não conhecendo algumas pessoalmente, eu sei da indole dessas pessoas, não só eu, mas o meio artistico inteiro!
    Vamos trabalhar minha gente, o resto DEUS faz por todos nós!
    Abraço a todos!

  • Marco Aurélio Compositor: (responder)
    11 de maio de 2012 às 20:16

    Só para constar, demorei 15 anos para acertar um sucesso nacional…
    Cedendo % pra cantor é fácil ter sua música estourada.Quero ver colocar sua música no top 30 do Brasil durante seis meses com a cara e a coragem.
    Parabéns, Fred & Gustavo, Munhoz e Mariano, por valoizar um bom repertório e respeitar seus compositores..
    E principalmente Parabéns aos meus parceiros que não cedem a chantagem de artistas e não vendem música.
    Sem vocês nossos repertórios não seriam tão bons!
    Então Valeu!

  • Gustavo Marques, Compositor: (responder)
    11 de maio de 2012 às 20:41

    Mais uma vez parabéns marcão, por não ter medo de expor a verdade e pelo belo texto também…
    Essa prática é bem comum, uma lástima e desrespeito ao trabalho intelectual, é difícil fazer com que artistas grandes ouçam e gravem músicas quando se é iniciante, mas com trabalho sério, fé e insistência, isso acontece!
    Parabens aos amigos Nando Marx, Douglas mello e flavinho tinto
    e tantos outros que sabem se valorizar o próprio trabalho. abraço marcão!!!

  • Leo: (responder)
    11 de maio de 2012 às 21:56

    Eu possuo cerca de 750 composições guardadas. Nunca ofereci para ninguém. Possuo outra profissão, sou professor de tecnologia, mas amo compor, faço isso desde criança, adoro escrever versos, poemas de diversos temas. Uma vez pensei em oferecer para algum cantor, mas com minha assinatura, só que fico com receio de acontecer algo deste tipo. Minhas composições são como meus filhos, tenho um ciúme danado deles, rsrs… Mas um dia talvez vou tentar oferecer para algum artista.

  • César: (responder)
    11 de maio de 2012 às 23:06

    Já perdi as contas de quantas músicas escrevi. Já perdi as contas de quantas músicas encaminhei para cantores, seja através de cds ou mesmo e-mail… Sabe o que aconteceu ? Nada… E isso dá um enorme desânimo … me faz questionar sobre a qualidade daquilo que componho, ainda mais quando ouvimos tanta coisa ruim fazendo sucesso… Não condeno quem venda, quem dá, quem aluga ou qualquer nome que queiram dar pois a pior sensação é essa de se sentir um compositor frustado, fracassado, compondo canções que ninguém ouve e com a incerteza se um dia será ouvido. Aos compositores que como eu vivem o mesmo dilema, boa sorte !!!

    • sergio cezar: (responder)
      25 de outubro de 2013 às 14:30

      vivo com essa mesma sensação componho há 15 anos e nunca consegui, me pergunto o que estou fazendo de errado, mas sei que um dia Deus vai olhar pra mim e mandar pessoas que me ajudem pois quero sobreviver do meu talento e dom que Deus me deu de compor, um abraço a todos aqueles que vivem como eu acreditem, persistem e trabalhem tudo tem a hora certa pra acontecer.obrigado, deixo aqui o site de divulgação de minhas composições,www.musicasregistradas.com/perfil/sergiocezar

  • Thiago Machado (compositor-redepura): (responder)
    11 de maio de 2012 às 23:15

    Lamentável e sem qualquer conhecimento essa afirmação MAX.
    Podemos fazer uma conferencia com os 500 compositores da rede pura que tenho certeza que JAMAIS; sequer um compositor, afirmaria que a Bruna Campos apoia e compartilha esse tipo de comércio de música, que pra mim não deixa de ser ILEGAL.
    Postar publicamente opiniões sobre outra pessoa, sem estar corretamete informado, é
    uma grande falta de caráter. E triste.

  • Thiago Machado (compositor-redepura): (responder)
    12 de maio de 2012 às 00:48

    A propósito, parabéns mesmo pela matéria Marcãoo. Sou seu fã e vc é foda!

  • lisboa: (responder)
    12 de maio de 2012 às 02:32

    QUE VERGONHA VIU GENTE TA A MUSICA BRASILEIRA ONDE VAMOS PARAR O SOROCABA E O MAIOR COMPRADOR DE MUISCA QUE TEM NA ATUALIDADE ATRAS DELE VEM O LUAN SANTANA QUE NAO COMPOE PORRA NENHUNA E SE DIZ SER O COMPOSITOR DE TODAS AS MUSICAS DO CD TENHO PROVAS DO ESTOU FALANDO,

    • Giovanni Silva: (responder)
      13 de maio de 2012 às 00:08

      Sorocaba é o maior safado desse meio!

  • Victor235: (responder)
    12 de maio de 2012 às 04:20

    Ótimo texto, Marcão.

    E os comentários por aqui são demais. A gente tem a chance de ler várias opiniões para tirar nossa própria conclusão. Não consigo ler o Blognejo sem ler os comentários.

  • João Gabriel: (responder)
    12 de maio de 2012 às 05:12

    Belíssima matéria Marcão. Virei fã do seu blog e estarei aqui no Rio divulgando pra galera!
    Com Deus
    Abraço

    • werner: (responder)
      14 de maio de 2012 às 16:33

      Joao gabriel cantor sertanejo?
      Abraço

  • Junior Ferti: (responder)
    12 de maio de 2012 às 07:54

    MAX, SEU COMENTÁRIO É TOTALMENTE SEM FUNDAMENTOS CARA -.-, FERNANDO E SOROCABA ?, CALADO VEI, SOROCABA É UM DOS MELHORES COMPOSITORES DA ATUALIDADE PRA MIM HOJE SÓ PERDE PRO MARCO AURÉLIO, DA DUPLA MARCO AURÉLIO E PAULO SÉRGIO, JÁ QUANTO A QUESTÃO DO ZÉ SERVO, VOCÊ ESTÁ CERTO, E NÃO INTENDI O QUE A BRUNA CAMPOS TEM HAVER COM ESSE COMENTÁRIO SEU, VEI NA BOA, SE MATA ANTES DE VIR FALAR MERDA -.-

    • Eduardo: (responder)
      12 de maio de 2012 às 10:56

      Quem é esse Zé Servo? Pode me explicar direito essa história?

      • Giovanni Silva: (responder)
        13 de maio de 2012 às 00:12

        Aff…

        Sorocaba é um pilantra,
        Zé Servo é da turma do sorocaba,

        Marco Aurelio não conheço nada pra afirmar,
        porem as modas dele são fracas e infantis…
        Enfim, é um dos responsa pela queda de qualidade
        da atual musica sertaneja

        Deixando claro q Sorocaba e zé servo, tbm fazem
        essas musiquinhas idiotas á esmo.

  • Eduardo: (responder)
    12 de maio de 2012 às 10:53

    Quanta coisa interessante estou lendo aqui.

  • Eduardo: (responder)
    12 de maio de 2012 às 12:30

    Fico triste, queria muito saber quem são essas pessoas. Mas existe uma coisa que á ceção da música para o artista gravar somente como interprete e outra em que o intérprete compra a música e passa à ostenta-la como de seu lavra. Essa última é um caso sério de corrupção e grave violação de questões éticas. Andei pesquisando sobre esse Zé Servo e vi que ele é o compositor da música “Nega” juntamente com o Luan Santana, que foram acusados de plágio pelo rapper Projota. É isso mesmo?

    • Giovanni Silva: (responder)
      13 de maio de 2012 às 00:13

      isso mesmo

  • Eduardo: (responder)
    12 de maio de 2012 às 12:40

    Festival Sónar colocando Banner em blog de música Sertaneja? Shiiiiiii… eu tenho avisado sobre isso à algum tempo.

  • Anônimo: (responder)
    12 de maio de 2012 às 13:48

    É verdade que o sorocaba tem um contrato em que paga mensalmento para uma pessoa compor???

    • CACO NOGUEIRA: (responder)
      26 de agosto de 2012 às 02:55

      mentira

  • Junior Ferti: (responder)
    12 de maio de 2012 às 14:50

    EDUARDO, ZÉ SERVO, É O THIAGO DA DUPLA THAEME E THIAGO, ELE TEM VARIOS SUCESOS NA PRAÇA, ALGUNS COM O HUGO PENA E GABRIEL, E OUTROS, MAS ESTOUROU UMA BOMBA DE QUE AS MUSICAS ERAM TODAS COMPRADAS E QUE ELE NAO POE A MAO EM NADA SÓ COMPRA.

    • Eduardo: (responder)
      12 de maio de 2012 às 15:17

      Isso é fácil de descobrir. Não é tão difícil, se fosse verdade já estaria às claras. Afinal, duvido que um compositor vendo sua música estourada por aí não vai dar nos dentes numa mesa de bar para os amigos. Se realmente isso está acontecendo qualquer hora vai aparecer. Alias, deviam expor todos que tem essa prática. Todos tinham que ser desmascarados. Isso é uma forma de mascara. Fiquei interessado sobre isso, nunca tinha imaginado que a coisa poderia chegar à esse ponto. Nunca nem passou pela minha cabeça.

      • Giovanni Silva: (responder)
        13 de maio de 2012 às 00:17

        Meu amigo, aqui é uma mesa de bar praticamente!

        O bom do blog é q nos comentarios do post
        a gente descobre mais coisas erradas do na
        propria publicação…

        Esse meio só tem safado, Brasilia é juvenil
        perto do Sertanejo…

  • Carlos Batista: (responder)
    12 de maio de 2012 às 19:56

    O nome do tópico é : Compositores que não compõe . E em relação aos “compositores” que dão apenas o nome a musica, ou a idéia, ou uma palavra que mudam. Eu acho isso tão fraude como comprar uma parte. Compositor ter que saber escrever, rimar, e fazer a melodia, caso contrário não é compositor.

  • Alan Reis: (responder)
    12 de maio de 2012 às 22:02

    Tenho uma gaveta cheia de modas prontas… Tá em promoção, quem quiser pode gravar até de graça ou se quiser dou até parceria. É melhor que alguém grave do que elas morrerem comigo.

    • Carlos: (responder)
      13 de maio de 2012 às 03:32

      Quem é que grava moda fio? Pelo amor de Deus, cresce!!!

    • Carlos: (responder)
      13 de maio de 2012 às 03:34

      Vou responder minha pergunta: quem grava moda, é gente chata.

      • Alan Reis: (responder)
        14 de maio de 2012 às 20:02

        O que é “moda” agora ? Você acha que o sertanejo universitário vai ficar eterno ? Quando essas “mercadorias” quero tchu, quero tcha, ai se eu te pego e tantas outras passarem, o que o povo vai lembrar será de página de amigos, fogão de lenha, meu disfarce, ainda ontem chorei de saudade e tantas outras belas “modas”. Acho que não sou eu que devo crescer musicalmente !

  • Marcelo Denna: (responder)
    13 de maio de 2012 às 06:32

    Ético seria isso:

    Nome da música: –
    Artista: –
    Compositor: –
    PROPRIETÁRIO: –

    Quem trabalha direito se garante, porque a gente só colhe o que planta. Não existe desculpa para falta de ética. Não há razão que justifique uma mentira comprada. Um dom divino como o de compor, usado gananciosamente é no mínimo sujo. O compositor que vende se valoriza e o comprador não vale um centavo. E ambos vão colher o que plantam, pois a lei do mundo e da natureza é essa.

  • Carlos: (responder)
    13 de maio de 2012 às 09:59

    Compositores que não compõem, produtores que não produzem e cantores que não cantam nada.

  • Junior Ferti: (responder)
    13 de maio de 2012 às 10:20

    Eu vi um comentário ali em cima de um cara dizendo que as musicas do Marco Aurélio são infantis, CARA, ESCUTA: ENTÃO VALEU,BOLA DE CRISTAL,CARA A CARA COM A SAUDADE, PRA DEIXAR SAUDADE,VOCÊ DE VOLTA, AMAR NÃO É PECADO, SUPER AMOR, ESCUTA ESSAS MUSICA ANTES DE VIR FALAR MERDA -.- NA BOA SE MATA CARA.

    • Giovanni Silva: (responder)
      14 de maio de 2012 às 01:04

      Eu ouvi tudo, e enfatizo:
      São infantis e fracas demais.

      • Giovanni Silva: (responder)
        14 de maio de 2012 às 01:04

        Descartáveis, diria.

  • Elieser Santos: (responder)
    13 de maio de 2012 às 10:23

    SOROCABA É SIM UM ENGANADOR!ALÉM DE COMPRAR MÚSICAS NÃO CANTA PORCARIA NENHUMA!……………….

    • João: (responder)
      13 de maio de 2012 às 10:47

      Eu andei lendo algumas postagens à respeito disso. Em que Sorocaba é um enganador do meio na questão de direitos autorais. Isso só reforça esta informação. Pra quê conseguir o primeiro lugar a todo custo. Uma hora a verdade aparece, e a moral do cara cai no chão.

      • CACO NOGUEIRA: (responder)
        26 de agosto de 2012 às 01:26

        bom parceiro, eu acho que voce tem que analisar melhor as suas fontes, acho que voce ta lendo post de pessoas mal informadas, nao acredita em tudo que te falam nesse meio nao. 90% do que voce vai ouvir é mentira.. abrass caco fica com Deus

  • Renan: (responder)
    13 de maio de 2012 às 11:19

    Rapaz, eu não vou dizer que sou um compositor, até porque ninguém gravou nenhuma música minha ainda. Mas se alguém me fizer uma proposta pra compra de direitos, ou parceria, eu aceitaria com certeza. Até porque, minha voz não é nada boa e eu não teria futuro como cantor. Se bem que hoje em dia tem cada pérola se dizendo cantor e fazendo sucesso… Mas é isso, não vejo problema com isso não, só acho muita cara de pau de quem comprou sair dizendo que é dele de cara lavada, e ainda sair dizendo como foi composta ‘no camarim’, ‘em 5 minutos’… e tantas outras conversas fiadas deles.

  • Timothy Nery - Jonathan & Matheus: (responder)
    13 de maio de 2012 às 13:39

    Aos bons compositores de verdade deixo o email onde recebemos músicas para possíveis gravações.

    timothygaiteiro@hotmail.com

    Já gravamos Nando Marx/Douglas Mello/Flavinho Tinto; Everton Matos; Giba Costa; Editora Lumi Art; Eberth; entre outros parceiros e nossas próprias composições.

    Respeitamos o trabalho de compositor, tanto que no nosso DVD existe a lembrança de TODOS que fizeram parte do repertório, nos extras (depoimentos).

    Parabéns aos verdadeiros compositores do Brasil!!!!

  • Bruninho: (responder)
    13 de maio de 2012 às 17:16

    Eu sou um bosta mas vou deixar a minha OPINIÃO.
    Concordo em tudo que o Marco Aurelio q pra mim é um dos maiores compositores do Brasil e nunca precisou fazer isso… Qm faz isso não respeita o maior dom que Deus nos deu que é a música!
    As pessoas estão esquecendo do verdadeiro sentido da música q é levar emoção, seja ela qual for, amor, alegria, euforia, tristeza, animação, saudades… Tudo virou cifras e motivos de fofocas e brigas!!!

    Vamos voltar ao primeiro amor!!

    Abs a todos os compositores e amigos, vocês sim passam o sentimento!

    B

  • emerson: (responder)
    15 de maio de 2012 às 13:39

    postagem 1000…bchou pegou aqui, lavação de roupa suja eim akaka

  • JÚNIA: (responder)
    16 de maio de 2012 às 22:23

    É ,TUDO FOI DITO. MAS SIGO AINDA DESOLADA POIS , SOU COMPOSITORA ECLÉTICA APESAR DA MAIORIA DAS MINHAS COMPOSIÇOES SEREM SERTANEJAS (QUE EU AMO).MAS É MUITO DIFICIL ALGUÉM ACREDITAR QUE VC É COMPOSITORA E TE OUVIR, CHEGAR ATÉ OS CANTORES DE SUCESSO PRA PELO MENOS VER UMA MÚSICA SUA GRAVADA POR UM CANTOR DE PESO É EXTREMAMENTE DEFÍCIL, DEVERIA TER MAIS CONCURSO E NOVAS OPORTUNIDADES PARA OS COMPOSITORES EXPOREM SEUS TRABALHOS. TEM MUITA GENTE BOA ESCONDIDA AGUARDANDO OPORTUNIDADES!

    • JUNIA: (responder)
      23 de dezembro de 2013 às 02:50

      OPS, DIFÍCIL,RSRS

  • Valéria Costa (comp. Rede Pura): (responder)
    17 de maio de 2012 às 11:52

    Sou compositora da Rede Pura e (Então valeu etc.), parceira do Marco Aurélio e tenho um grande respeito por ele!! Sou contra vender e comprar música, não sei quem está mais errado nisso, se é quem compra ou quem vende! Infeliznente existem sim as propostas: “Olha eu gravo sua música mas quero parceria”, ai vai do compositor querer ou não, achar que precisa disso ou não! Sei que a Bruna e o Marco são pessoas íntegras e que merecem muito sucesso e RESPEITO. Admiro e quero estar junto de pessoas como eles que batalham e são competentes, mas infelizmente quem ta vitrine é quem leva pedrada. Agora é muito fácil se esconder atrás de um nome falso e da internet, queria ver TRABALHAR, ser competente, dar a cara a tapa e aguentar o rojão como a Bruna e o Marco!
    Beijosss Marcão parabéns pelo post…..

  • André: (responder)
    22 de maio de 2012 às 14:37

    Na verdade então o compositor vende também os direitos morais, digo o nome, e não só os autorais. Eu já pensei em vender os direitos autorais de algumas músicas minhas por não confiar no Ecad e achar muito injusto o sistema de direitos autorais no Brasil, é claro que eu pediria um bom valor em cada música.
    Porém, tô achando que o ideal é mostrar minhas músicas para intérpretes daqui da região onde moro, Sorocaba (SP), e talvez até eu venha a me tornar empresário de algum artista.

  • jose roberto cruz: (responder)
    5 de agosto de 2012 às 10:05

    sou compositor da rede pura e vejo na pessoa da bruna campos uma grande incentivadora de novos compositores como eu e fazendo um trabalho muito honesto e dando oportunidade todos
    e quanto as discordancias dos comentarios aquele que se sente prejudicado existem meios legais de procurar seu direitos

    att
    beto cruz email betocruzzz@hotmail.com

  • Silvio Aloni: (responder)
    26 de agosto de 2012 às 02:18

    E isso aí Caco, ninguém atira pedras em arvore que nao da frutos. O Sorocaba e um dos melhores artistas desse pais, um grande compositor e tem junto com seu parceiro Fernando (gente fina) o melhor show do Brasil. Minha filha ta gravando com o Laercio da Costa e estou acompanhando de perto o trabalho deles. Top dos Top.

  • andrade: (responder)
    8 de setembro de 2012 às 01:12

    Sou da seguinte opinião?/tem mais compositor que musico ,sendo assim se o cara se acha o bambambam é so é reconhecido quando um artista estoura ele tem que tirar o chapéu ja que vai receber seus direitos pelo resto da sua vida…Se o compositor se acha desprotegido pague jaba na radio como todo artista o faz…ou quem disse que a radio toca musica por causa do nome do compositor?/que mais se tem hj é lixo tocando e ninguém sabe quem são os compositores e sim os cantores ,vamos parar de viver de saudades ,mercado hj mudou ,qualquer um faz musica ..

  • rorami: (responder)
    11 de setembro de 2012 às 18:42

    Excelente texto,passagem livre a imoralidade, ao falseamento da verdade, o NORDESTE, por exemplo é um dos mais usurpados por esses falsos talentos que descaradamente enganam o público, sustentado habilidades que não possui, seria muito mais descente cantar fazer sucesso mais escancarar o compositor seria um gesto de gratidão decência e verdade.

  • Reynalda Beringer: (responder)
    14 de julho de 2013 às 20:48

    I just want to say I am newbie to blogs and absolutely savored this page. Very likely I’m likely to bookmark your blog . You definitely have exceptional article content. Thank you for sharing your blog site.

  • go to these guys: (responder)
    17 de julho de 2013 às 23:08

    When I initially left a comment I appear to have clicked on the -Notify me when new comments are added- checkbox and from now on whenever a comment is added I receive 4 emails with the exact same comment. There has to be a way you can remove me from that service? Many thanks!

  • blog: (responder)
    19 de julho de 2013 às 13:07

    Good blog post. I definitely love this website. Stick with it!

  • try here: (responder)
    19 de julho de 2013 às 19:24

    This website definitely has all of the info I wanted concerning this subject and didn’t know who to ask.

  • JUNIA: (responder)
    23 de dezembro de 2013 às 02:46

    QUE TRISTE, UM ASSUNTO TÃO IMPORTANTE PARA PESSOAS COMO EU QUE ESTÃO TENTANDO INGRESSAR NO RAMO E AS PESSOAS LEVAM PARA O CAMINHO DOS PORCOS,SE AGRIDEM VERBALMENTE,DENIGREM A IMAGEM UM DOS OUTROS ,FOCO NA MATÉRIA GENTE E TRABALHO , NÃO VAMOS PERDER TEMPO COM BESTEIRAS NÃO !

  • thiago Mendonça: (responder)
    4 de maio de 2015 às 13:44

    Ol, olha achei muito interessante a matéria, pois sou compositor sem nenhum reconhecimento,e estou tentando divulgar meu trabalho, porém estou meio perdido, eu mesmo estou gravando inkasa e já tenho algumas prontas a pergunta tá é, e agora? O q fazer para divulgar?

  • Bruna Campos: (responder)
    22 de fevereiro de 2016 às 19:11

    Eu tava aqui fazendo uma pesquisa e revisitei esse seu texto… Será que as pessoas que comentaram no artigo tão fervorosamente mudaram sua opinião quase 4 anos depois?

  • ernesto almeida: (responder)
    8 de abril de 2016 às 11:55

    essa prática foi sempre utilizada…desde o “gênio” Chico Buarque, o “rei” Roberto Carlos entre outros…a lei da “grana” infelizmente fala mais alto…

  • Rael Alves: (responder)
    4 de maio de 2016 às 06:10

    Sou compositor , já componho a mais de 18 anos , mas a inda não gravei com ninguém , é muito complicado chegar até um artista de nome , já mandei muita musica pra muitos artistas mas nunca tive respostas , nem propostas , pra vender minhas musicas , eu acho essa prática , uma falta de respeito , cada uma das minhas mais de 100 musicas , é uma criação minha , é como se fosse um filho , não se vende um filho , pelo menos não deveria ! componho vários Ritmos como SAMBA, REGGAE , e muita moda sertaneja como GUARÂNIA , COUNTRY , BALADA ROMÂNTICA ,XÓTE E MODÃO DE RAIZ BATIDÃO DE VIÓLA , Até porque é a minha essência , sou Caipira nato !! Acredito que logo, logo terá musicas minha ai nas parada s . quem quiser ver e ouvir meu trabalho , é só entrar em contato com a Editora PANTTANAL : Edito minhas musicas na PANTTANAL :

  • Rael Alves: (responder)
    4 de maio de 2016 às 06:29

    Eu pessoalmente , não conheço a Bruna Campos , já entrei em contato , com a Editora rede pura , pra tentar editar minhas musicas e ela me respondeu, foi muito gentil e me orientou , como eu deveria prosseguir , sinceramente não acredito que ela faça isso que estão falando , essa é a minha opinião .

  • LUCIANO LOPEZ RODRIGUEZ: (responder)
    9 de outubro de 2016 às 20:53

    NÃO PRECISAMOS IR LONGE, A CANÇÃO “TENTE OUTRA VEZ” NA REALIDADE É DE RAUL SEIXAS E LUCIANO LOPEZ, COMPOSTA EM MAIO DE 1975 NO APARTAMENTO DO RAUL EM SÃO CONRADO, ESTRADA DA GÁVEA, 638 EDIFÍCIO TIBÉRIUS, APTº 1101. HÁ UMA AÇÃO NO FÓRUM DO RIO DE JANEIRO PELO RECONHECIMENTO E INDENIZAÇÃO DOS DIREITOS AUTORAIS. MAIS INFORMAÇÕES ACESSANDO YOU TUBE: LUCIANO LOPEZ DEDILHANDO.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.