05 fev 2013 | Artigos,Notícias
A arte de enganar o público – Gravações Ao Vivo

Esse texto foi sugerido por alguns leitores nos comentários do blog e via twitter. Alguns dos meus nobres companheiros queriam saber como funcionava uma gravação de DVD. Apesar da nomenclatura “Ao Vivo”, muita gente já percebeu e percebe a cada dia que nem tudo o que é visto no vídeo realmente é tocado de verdade durante a gravação. Aliás, tocado até que é, mas não é gravado. Mais uma das artimanhas do dia a dia da música sertaneja.

Tempos atrás eu escrevi ESTE TEXTO aqui no blog, também nesta seção, falando sobre o uso de um artifício chamado VS, que é a gravação de alguns instrumentos para utilização durante um show, para baratear os custos da apresentação ou para se obter uma performance melhor. Nas gravações de DVD o artifício é basicamente o mesmo, mas com um pouco mais de sofisticação. É que, ao contrário dos shows de estrada, onde as gravações utilizadas são geralmente as próprias “pistas” do CD ou DVD ou algumas outras gravadas “pelas coxas” só para dar uma impressão de “ao vivo” melhor, numa gravação de DVD Ao Vivo a pista utilizada é gravada justamente para fazer parte do projeto.

Por que isso acontece? Eu não sou produtor musical e nem entendo tanto do processo de gravação, então vou tentar explicar o por quê, mas correndo o sério risco de falar algumas merdas. Espero que entendam. E para quem manja mais desse tipo de coisa, se eu falar alguma coisa errada, sintam-se à vontade para me corrigir nos comentários.

Gravações ao vivo, na grande maioria das vezes, acabam sofrendo grande interferência de elementos externos. O principal deles é a ambiência do público. E é difícil ou quase impossível, dependendo do instrumento, abafar o som do público e deixar somente o do instrumento. Fora isso, alguns instrumentos são gravados plugados, obviamente, mas outros infelizmente não soam bem quando gravados assim, como a maioria dos violões e acordeons. A maioria dos produtores prefere gravar previamente em estúdio instrumentos como esses, justamente para melhorar o resultado final.

Alguns instrumentos, entretanto, só funcionam quando gravados ao vivo de fato. Se uma bateria for previamente gravada e no dia da gravação de um DVD ela for dublada, vai dar na cara demais. Por isso ela só funciona ao vivo, assim como o baixo, que geralmente acompanha a bateria nos “groovins”, o que faz com que só se consiga o efeito almejado quando ele é gravado junto com a bateria. São dois dos instrumentos que praticamente não podem ser previamente gravados, senão o vídeo fica muito artifical. Em teoria, a voz deveria ser um desses instrumentos, mas por conta do grande número de participações em alguns DVDs, muita gente tem preferido gravar previamente inclusive a voz pra não correr o risco de fazer feio no dia da gravação. Ainda bem que isso só costuma acontecer com as participações, quase sempre com os veteranos. Preferem gravar antes a voz na música da qual vão participar para não ter que passar vergonha repetindo 7 ou 8 vezes uma mesma música.

E os conjuntos de cordas, então, nem se fala. Acho que nunca vi uma gravação ao vivo contendo cordas na qual os instrumentos foram de fato gravados no dia do evento. Sabe o DVD “Chitãozinho & Xororó Sinfônico”? Pois no meio da gravação, ao cometer um pequeno erro, o Xororó pediu que a gravação de uma determinada música recomeçasse. Nisso, toda a orquestra parou de tocar, mas o áudio continuou rodando por alguns segundos, deixando transparecer que a orquestra havia sido gravada anteriormente. Só pra citar um pequeno exemplo.

Outro motivo apontado para a utilização dessa artimanha é o fato de o produtor querer gravar com os músicos de sua confiança mas os artistas não abrirem mão da banda que os acompanha. Em casos como esses, o produtor acaba gravando muita coisa no estúdio para, no dia da gravação, a banda do artista apenas dublar. É uma forma de agradar os dois lados e ficar bom pra todo mundo, apesar de eu não saber explicar ainda no que isso implicaria com relação aos direitos autorais conexos, mas enfim, isso é tema pra algum outro texto, hehe.

Assim como o uso do VS nos shows do dia-a-dia, também não condeno a gravação prévia de instrumentos antes das gravações de DVD. Se eventos desse tipo já demoram tanto com muita coisa pré-gravada, imagina se tudo fosse gravado no dia. Um erro de um músico poderia comprometer uma faixa. E toda hora seria necessário voltar. Já pensaram? “O violonista errou o solo, volta aí”.

Com muita coisa pré-gravada e com as faixas que foram gravadas no dia, basta sincronizar depois. Apesar de que, conforme um de meus leitores me alertaram via Twitter recentemente, muita coisa anda sendo mal sincronizada. Não é difícil ver no Youtube um vídeo com um cantor cantando a plenos pulmões com o microfone a um metro de distância da boca, ou com o áudio sendo ouvido fora do que aparece no vídeo, ou seja, com um atraso na sincronização. Parece dublagem mal feita de filme estrangeiro.

 

48 comentários
  • emerson: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 16:00

    “outro motivo apontado para a utilização dessa artimanha é o fato de o produtor querer gravar com os músicos de sua confiança mas os artistas não abrirem mão da banda que os acompanha” DUDU BORGES SOP GRAVA DVD COM SUA BANDA, E A MESMA TURMA NO DVD DO JORGE E MATHEUS EM JURERE, BRUNO E MARRONE E NO JOAO BOSCO E VINICIUS A FESTA, MAIS CARA SAO BONS O DO VIOLAO E DA BATERA UNS CABELUDO TOCAM DEMAISSSSS

  • Gaspar: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 17:25

    Uma vez expliquei pra uma moça, isso bem aqui:

    http://blognejo.com.br/blognejo-informa/novas-musicas-da-galera-23

    “Welcome to the Matrix”

  • Daniel Assis: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 18:14

    A participação do Leonardo no DVD do Eduardo Melo deixa transparecer muito essa dublagem

  • leandro: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 19:14

    nosso grande zeze colocou vozes de gravaçoes de 10 anos araz no dvd 2009…esse de 2012 ja nao sei como fizeram…

    • Thiago: (responder)
      3 de julho de 2016 às 21:28

      Percebi isso assim que ouvi e assisti pela primeira vez esse DVD, a música o “último dos apaixonados”, a voz no refrão é a gravação de 1999 do CD “Pare”

  • Adalton Sertanejo: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 19:14

    Valeu por atender meu pedido e tirar algumas de minhas dúvidas Marcão.
    Tb não condeno a pré gravação de alguns instrumentos mas as vezes fica muito artificial, acho até que muita gente tá gravando até a voz em estúdio e dublando na gravação do dvd, ai já acho falta de respeito.
    Um exemplo assim são os dvds da dupla Gino & Geno que parecem ser totalmente no play back, já os shows deles de uns dois anos atrás eram totalmente ao vivo, quando ocorria um erro eles começavam a música denovo.
    Se está escrito ao vivo no dvd então tem que ser ao vivo de verdade, ou pelo menos a voz e uma parte dos instrumentos, essa é minha opinião, mais uma vez obrigado pelo texto.

  • digo nogueira: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 19:47

    Eu acho ridiculo…

    Quer mostrar o estudio, vende o cd.
    quer mostrar ao vivo, vende o dvd.

    Simples! É muito artificial, muito nitido,
    uns exemplos: dvd Jorge e maateus jurere,
    Bruno e marrone(o violao tem um timbre de microfone da Neummamn que só sai em estudio)

    Perde muito em musicalidade, ta ficando chato.

  • Renan: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 19:51

    Até hoje no sertanejo só vi duas duplas lançarem o que realmente gravaram no dia,o primeiro cd ao vivo de João Paulo e Daniel(aquele de capa azul,lembram??) e Durval e Davi(o ultimo) o resto protools,tune e melodyne comendo solto.

    • leandro: (responder)
      6 de fevereiro de 2013 às 11:03

      O DURVAL E DAVI NAO TEM NADA DE AO VIVO NAO AMIGAO…BASTA OLHAR A GRAVAÇAO NO YOUTUBE…JA FUI A UNS 10 SHOWS DA DUPLA TBM E PUDE COMPROVAR..

  • Adalton Sertanejo: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 21:45

    Em meio a tantos “Ao Vivos” pré gravados devo lembrar do Eduardo Melo, que na música Não aprendi dizer adeus com participação de Di Paulo & Paulino cantou ao vivo de verdade com a dupla. Inclusive o Leonardo e o Marrone que entraram no meio da música, algo que não estava combinado, também cantaram ao vivo. No fim da faixa o Paulino ainda disse assim: ” Não é dublado, olha aqui hó: ” E refez o solo mostrando que tocou sua viola ao vivo durante toda a música. Com certeza parte da banda não era ao vivo infelizmente mas os citados acima estão de parabéns por essa faixa do dvd. É como dizem por ai: Quem sabe faz ao vivo.

  • Diego: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 23:09

    Marcão, e o DVD do Victor & Leo em Floripa, não foi completamente ao vivo? Dá pra perceber que eles deixaram bem com cara de show, um som meio cru e com alguns erros de sinc. Obrigado!

  • Felippe Said: (responder)
    5 de fevereiro de 2013 às 23:22

    E ainda tem a turminha iniciante que nem público tem ainda, grava um cd em studio, e coloca um fundo de platéia com umas 100.000 pessoas gritando fervorosamente um som padrão, default, sem oscilações…..

  • carlos cesar: (responder)
    6 de fevereiro de 2013 às 00:04

    DVD GUSTAVO LIMA AO VIVO EM SÃO PAULO
    TEM UM ERRO RIDICULO DE EDIÇÃO NA MUSICA AMOR DE POETA, ELE COMEÇA A TOCAR COM UM TAKAMINE E SEM MAIS NEM MENO, APARECE COM UM GBSON E DEPOIS VOLTA A TOCAR COM UM TAKAMINE,SÓ CEGO E BURRO QUE NÃO VER ISSO

    • Paulo Rodrigo: (responder)
      19 de julho de 2015 às 01:10

      Dei muita risada da música do Gusttavo Lima.

      É uma piada essa artimanha de gravações, aff.

  • Luiz Fernando: (responder)
    6 de fevereiro de 2013 às 01:59

    Na moral, PAREM COM ESSAS PORCARIAS DE “AO VIVO”. Isso da mais trabalho, fica artificial e o som horrível. Horrível, pois ao mesmo tempo que falso é poluído pelas berros do público e pelos cantores mandando aquelas velhas frases pra animar a galera. Nos CDs que não tem DVD é até mais “ouvível”, porém mesmo assim prefiro as gravações de estúdio.

  • Antonio: (responder)
    6 de fevereiro de 2013 às 07:44

    Meu irmão é produtor musical e no ultimo DVD que ele produziu da Dupla Gustavo Moura e Rafael só o violao e Back vocal foi gravado em estudio… o resto tudo ao vivo… e a dupla não refez nada de voz em estudio depois do DVD… Ma ja vi DVD que ao vivo que só o baixo e Bateria era ao vivo. O DVD do Victor e Leo de 2007 em Uberlandia foi todo ai vivo.

  • Marcelo Viola: (responder)
    6 de fevereiro de 2013 às 09:46

    meu último CD foi gravado totalmente ao vivo e qualidade do som realmente cai. Até ai normal mas, quando vc vai até uma rádio divulgar seu trabalho, vem um programador idiota e fala ” cara, vc viu o DVD AO VIVO da Dupla “tal” o som é muito melhor q o seu”. Fazer oq, faltar com a ética e dizer as verdades q rolam nos DVDs ou simplesmente ouvir a besta desavisada calado e concordar com tudo q ele diz? Parabéns Marcão. Alguém tinha q falar sobre isso!!!

  • Joanderson: (responder)
    6 de fevereiro de 2013 às 09:54

    Victor e Léo não gostam dessa onda de gravar instrumentos em estúdio antes do show, pois isso se chama “A Arte de enganar o público”
    Tanto que nos 3 DVDS da dupla todos os instrumentos foram gravados ao vivo no show, a diferença é que no último DVD gravado em Floripa eles quase não fizeram correções em estúdio preferiram pelo som mais crú e original. Isso sim é ao vivo de verdade..
    Mudando de assunto, Vocês já perceberam que essa duplas atuais tão entrando na onda de utilizar banda de produtores musicais nas gravações de DVDS? Isso pra mim é uma falta de respeito com a banda de estrada das duplas que os acompanham nos momentos bons e ruins.. Os únicos que não aceitam esse tipo de coisa são Victor e Léo, pois sempre utilizaram sua banda original nas gravações dos seus DVDS!!
    Abraço Marcão, muito bom o texto!!

    • Neide: (responder)
      7 de fevereiro de 2013 às 23:16

      A profissão de músico é tão trabalhosa, porque exige dedicação a vida toda, tem que ensaiar quase que diariamente para não perder a habilidade e é tão desrespeitada, pelo menos no Brasil, ganham pouco, trabalham em horários ruins e quando integram bandas de cantores que viajam, a vida piora, passam a morar em hoteis etc. e são humilhados com gravação de ums e play back para aparecer na fita em gravações que deveriam ser ao vivo, em DvD. Lamentável o desrespeito de muitos para com uma encantadora profissão.

    • Pedro Breganholi: (responder)
      13 de fevereiro de 2013 às 14:49

      Victor e Léo são incomparáveis. Por isso tamanho sucesso da dupla. Ao vivo em Floripa é AO VIVO MESMO. Usar banda de produtor também é algo que me incomoda. Tanto que no DVD do Jorge e Mateus em Jurere, em 3 faixas eles colocam a banda da estrada pra tocar, acho que pra dar uma moral pros caras. Que sao bons, não vejo porque gravar o DVD com uma banda, sendo que na estrada é outra completamente diferente…

  • Rafael: (responder)
    6 de fevereiro de 2013 às 15:22

    eu não sei se a galera ou alguém já percebeu, mas aquele DVD da dupla Gino & Geno gravado no Estância Alta da Serra, tem muita dessa técnica que o marcão citou no texto, eu percebi isso principalmente na sanfona do Xodozinho na música cara boa, quando a introdução da sanfona começa ele ainda não estava tocando, outro aspecto também foi a dublagem da dupla nas canções que fica bem claro.

  • Pedro: (responder)
    6 de fevereiro de 2013 às 17:32

    Galera, sou engenheiro de gravação e mixagem, inclusive ja mixei e masterizei uma moda do Marcão aqui do Blognejo (hehe). O que posso falar, é que independente de ser gravado previamente no estudio ou não, quando se faz a captação ao vivo de tudo, aumentam as dificuldades para obter “limpeza” no som. O Marcão Explicou Bem, e por mais que muita gente critique, na verdade é muito mais agradável ouvir um violão gravado com um microfone TOP, ambiencia de estudio, e um acordeon gravado também assim, do que ouvir somente um violão plugado.. idem para o acordeon e outros instrumentos. Talvez estejamos em uma época onde tudo se resume em criticar. Se algo é ruim, então não era pra estar dando certo, se esta dando certo, pode ter certeza que sendo gravado em estudio ou não, essa musica chega de forma agradável as pessoas, e não é esse o propósito em se fazer musica?

    Em relação às edições mal feitas… de vídeo.. (sincronismo errado), essas empresas provavelmente são de pessoas despreparadas, ou apenas de gente que tem equipamento bom mas não tem fator humano de qualidade. Pode ter certeza que sempre vai haver gente BOA pra trabalhar e gente PORCA. Vai do próprio artista filtrar onde seu trabalho será feito.

    Boa matéria Marcão… um abraço

    • Neide: (responder)
      6 de fevereiro de 2013 às 22:27

      Caro Pedro, acho a sua profissão brilhante, creio que hoje em dia é o engenheiro de gravação o único artista dos CDs e DvDs. Só que a falcidade ideilógica e penal e moralmente condenável, por que não divulgar no encarte do produto? não colocar no telão do show? por que não gravar só CD de estúdio e deixar os comprovadamente com baixa qualidade sem fazer? Agraços,

  • Carlos: (responder)
    7 de fevereiro de 2013 às 15:53

    Pessoal, sou um leitor diário do blog e aproveitando o assunto, ontem estava vendo o novo DVD do Gusttavo Lima (que sou muito fã por se um dos melhores interpretes hoje da musica sertaneja) e havia acabado de comprar o DVD. Porem acabei vendo varios furos de gravação tanto de audio como video. Porem teve um momento que foi sacanagem, na musica: Amor de Um Poeta, onde fica notorio em alguns imagens que ficam destacando o Gusttavo em que ele aparece com dois violões diferentes. Segue o link do video no You Tube para que vocês possam ver: http://www.youtube.com/watch?v=fvLGHe0y95g

    Só para completar eu parei de ver o DVD quando reparei isso pois fiquei indignado com a falta de respeito pois o nome do DVD é : Gusttavo Lima – ao Vivo Em São Paulo, porem nem o Audio e nem mesmo o video são Ao Vivo.

    Obrigado, abraço Marcão sou fã do seu trabalho!!

  • Troll: (responder)
    7 de fevereiro de 2013 às 22:53

    Conheço cantores q quando vão gravar cds, pergunta pros parceiros se as namoradas não querem fazer backing vocal de publico KKKKKKK.
    Hj ngm vai no show do cara, mais no cd tem 100mil cantando a musica direitim! E O PIOR A MÃE AXA Q O FILHO TA FAMOSO kkkkkkkkk

  • Sílvio: (responder)
    8 de fevereiro de 2013 às 19:07

    cara odeio cd ao vivo, é todo editado o som é totalmente difente e os cantores ainda deixam o publico cantar, quero ouvir o artista e não o publico cantando. ou lança o audio do dvd como cd ou próprio dvd, mais lançar os dois é muito chato, vai comprar a mesma coisa?

  • Rafael: (responder)
    11 de fevereiro de 2013 às 18:34

    Muito bom o texto. Um ponto que já tinha me levantado curiosidade e apontado no texto: alguns músicos na gravação não seriam os que acompanham todo o tour da dupla/cantor. Um que notei esse detalhe foi no DVD do Rick e Renner ao vivo, com o Pinochio na sanfona.

  • dillards wedding dresses: (responder)
    4 de julho de 2013 às 02:28

    I was scrambling to find research information that I could grasp easily for a research project on this subject when I finally found your article. Thank you for making this information so clear and interesting.

  • Luigi Pellon: (responder)
    14 de julho de 2013 às 15:30

    I just want to say I’m new to blogs and seriously enjoyed this page. Most likely I’m want to bookmark your blog . You certainly come with amazing articles and reviews. Thank you for sharing your website page.

  • Otto Mayeux: (responder)
    17 de julho de 2013 às 05:01

    Youre so cool! I dont suppose Ive read anything like this before. So nice to find somebody with some original thoughts on this subject. realy thank you for starting this up. this website is something that is needed on the web, someone with a little originality. useful job for bringing something new to the internet!

  • a knockout post: (responder)
    17 de julho de 2013 às 20:40

    I love reading an article that can make people think. Also, thank you for allowing me to comment!

  • from this source: (responder)
    18 de julho de 2013 às 19:54

    You’ve made some decent points there. I checked on the web for more information about the issue and found most people will go along with your views on this site.

  • seo companies: (responder)
    19 de julho de 2013 às 01:33

    Way cool! Some extremely valid points! I appreciate you writing this article plus the rest of the website is really good.

  • André.: (responder)
    19 de novembro de 2013 às 15:16

    Olá, boa tarde!

    Muito bom o seu comentário.

    Não precisa ser necessariamente na gravação de um DVD. Percebi que isto está acontecendo também em shows comuns. Fui a uma apresentação recentemente aqui em Santos e, em determinado momento, o vocalista fez a introdução de uma música utilizando um copo de lata e um carron. Depois dessa introdução, ele se levantou para cantar e os outros músicos (baixo, bateria, guitarra) começaram juntos, porém, o som do copo e do carron continuou… Creio que eles devam utilizar um “sample” plugado na mesa de som.

  • Thiago: (responder)
    14 de abril de 2014 às 11:56

    Não sabia que os instrumentos eram gravados posteriormente. Pensei que a coisa funcionava assim, eles iam gravavam tudo ao vivo. O que não ficar bom eles gravam e estúdio e botam no lugar.

    Não sabia mesmo.

    • Thiago: (responder)
      14 de abril de 2014 às 12:03

      Anteriormente****** eu quis dizer.

  • Lander Vinicius: (responder)
    25 de agosto de 2014 às 17:45

    DVD Leonardo 30 anos fica muito claro que a voz foi toda feita em estúdio..
    quando ele fala com o publico é de um jeito, cantando é outra..

    quando entra o filho dele pra cantar então vc percebe mais ainda

  • Angelo SIlva: (responder)
    10 de março de 2015 às 23:03

    Acho imensamente ridículo esse tipo de SACANAGEM, é tudo uma farsa em nome de uma pseudo perfeição.

    Sem contar que quando se ouve um show em DVD é tudo lindo, aí quando vão assistir ao show de estrada, está tudo diferente, mal tocado, desafinado, embolado, ou seja uma porcaria.

    Quando a indústria musical brasileira vai deixar de ser canalha, e parar enganar o público? E por outro lado, quando o público vai deixar de ser tão alienado, e aceitar qualquer coisa, que se dia que é música, sendo que não é, e vai começar a boicotar “artistas”, que os enganam, que não tem metade do talento que mostram nessas gravações?

    Enquanto for cômodo para ambos os lados, vamos viver esse marasmo cultural de vaquinhas de presépio, que a cultura musical do Brasil está vivendo há alguns anos…

    Há uma coisa que esqueci de comentar. Sobre a gravação de instrumentos acústicos, há microfones apropriados para que captem o som do instrumento a ser gravado “abafando” outros sons, como de outros instrumentos e o da plateia…

  • ILDSON: (responder)
    15 de agosto de 2015 às 16:41

    Afinal,Eu quero entender uma coisa.Esses artifícios são prejudiciais ao público em qual sentido?
    O fãs querem vê os ídolos, ninguém liga muito para esses detalhes.

  • comprar metodo do respeito: (responder)
    7 de setembro de 2015 às 12:00

    A estratégia de preços de serviços de namoro online varia de site para site.

    Você não pode forçar um relacionamento, se os dois de você are.
    Mais namoro problemas acontecem porque ambos os dois of.

  • formula alpha curso funciona mesmo: (responder)
    9 de setembro de 2015 às 13:23

    A estratégia de preços de serviços de namoro online varia de site para
    site. Mas minha política quando namoro on-line foi google
    informações do cara antes de te conhecer him. O próprio aplicativo
    é lento para atualizar status e carece de um bate-papo feature.

  • lucas dias: (responder)
    14 de maio de 2016 às 01:03

    Legal em a arte de enganar o publico. gostei do artigo

  • Wesley Souza: (responder)
    5 de julho de 2016 às 10:33

    Querem um exemplo atual disso? Olhem no youtube a gravação de um celular no show do Gusttavo Lima da musica: Abre o portão que eu cheguei” ele erra varias vezes a letra da musica. mas pode ter certeza que vai sair certinho no DVD que ainda vai sair.

  • Sistema Bruto: (responder)
    28 de agosto de 2016 às 20:35

    Sinto muito em informar ao amigo acima que mensionou o Durval e Davi kkk,velho cantar eles canta muito, mais na questão de gravar ao vivo é um engano seu,pois sou produtor musical e as faixas das musicas deles todas passaram e passam por mim antes de chegar a eles pois são meus amigos e detalhe vivo reclamando pra eles parar com aquela merda de aparelho que nem existe mais um tal de MD kkk !!!ja que quer fazer o trem é mais fácil comprar um not instalar o programa e tocar com VS ,mas não é tudo no MD pior ainda

  • fabiano marcio: (responder)
    11 de setembro de 2016 às 07:55

    até hoje só vi a banda de uma dupla fazer tudo na hora, na unha mesmo, como disse o baixista finazzi..a banda do CHRYSTIAN E RALF…ali sim, não ha enganaçao alguma….

  • fabiano marcio: (responder)
    11 de setembro de 2016 às 07:58

    principalmente em shows…eles não adimitem enganação…e os caras da banda são quase perfeitos

  • Guilherme Chaves: (responder)
    13 de setembro de 2016 às 00:50

    Na verdade o nome disso é OVERDUBS. Tanto vocal como instrumental…

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.