28 nov 2011 | Artigos,Notícias
A ARTE DE ENGANAR O PÚBLICO – O Marketing do Factoide

Este talvez seja o mais difícil dos textos que já escrevi para esta sessão. É que, como todos sabem, eu sempre busquei apontar nesta famigerada sessão algumas artimanhas que artistas usam para ludibriar o público, sejam elas positivas ou negativas, mas nunca citei nomes, até para evitar possíveis retaliações posteriores. Mas no caso do tema de hoje não daria para não imaginar de quem eu estou falando. Qual a solução que encontrei, então, para este caso? Trabalharemos na base da suposição, do “e se…”. Não é a melhor saída, mas é a mais fácil no momento. Até porque, como nos outros casos apontados nesta sessão, não é possível apontar com certeza quem se vale de tais artimanhas. São apenas hipóteses, boatos…

Segundo a Wikipédia, “um factoide é um fato divulgado com sensacionalismo pela imprensa, seja verdadeiro ou não. O propósito de um factoide é gerar deliberadamente um impacto diante da opinião pública de forma a manipulá-la de acordo com as aspirações de poderosos grupos que se utilizam de sua influência na mídia“. Acho que já deu pra sacar do que eu vou falar neste texto né? Sim, de notícias ou fatos urgentes, inesperados, intencionais ou não que caem na imprensa e atraem a atenção em determinado momento para os artistas personagens dos tais factoides.

Como bem explicado na definição da Wikipédia, o factoide pode ser verdadeiro ou não. Alguns factoides da história recente da música sertaneja podem ser facilmente apontados e, mesmo sendo tristes e verdadeiros, de fato ajudaram a manter seus personagens em evidência junto à imprensa. A separação e a volta da dupla Edson & Hudson, por exemplo, o acidente e o afastamento do Marrone dos palcos e outros. Mas o foco deste texto são os factoides cuja veracidade é questionada por uma grande parcela do público. No caso específico, como não dá pra fazer o texto sem dizer de que caso se trata, a “separação” da dupla Zezé di Camargo & Luciano.

Durante o Caldas Country, o Sorocaba declarou a um dos órgãos de imprensa presentes que ficou bastante chateado com a repercussão da história da separação de Zezé & Luciano e como essa história abafou completamente a repercussão das notícias a respeito da gravação do DVD “Acústico 2”, que Fernando & Sorocaba realizavam também em Curitiba e que por coincidência estava se encerrando bem no dia da tal “separação”. Não dá para não notar nessa declaração do Sorocaba um certo ressentimento e uma alfinetadinha, ainda que de leve, no que diz respeito às reais intenções por trás deste fato.

Quem estava atento tanto à TV quanto à Internet no dia 27 de outubro de 2011 provavelmente vai se lembrar que a notícia da separação foi divulgada quase que instantaneamente no Jornal da Globo. Quase um “Plantão da Globo”. Sem falar os veículos de Internet que veicularam um vídeo logo após o Luciano subir no palco dizendo que deixaria de cantar com o Zezé. O que já não é tããão surpreendente, afinal todo mundo sabe que na Internet as notícias são de fato instantâneas. “Porra, Marcão, você está levantando essa dúvida baseado apenas na rapidez com que a notícia foi divulgada”? Não, meus amigos. Burburinhos posteriores e coincidências é que indicam que existem vários outros fatores que levantam a hipótese de que tudo aquilo poderia ter sido previamente planejado.

Em primeiro lugar, por qual motivo a cidade de Curitiba teria sido o palco “escolhido” para tal acontecimento? Temos o fato de que boa parte da imprensa sertaneja estava atenta ao que acontecia na cidade naquela semana por conta da gravação do primeiro DVD em 3D do Brasil, por acaso o da dupla Fernando & Sorocaba. Uma mão na roda no que diz respeito à divulgação dos acontecimentos com a rapidez necessária.

Na semana seguinte, a dupla tinha uma entrevista agendada no programa do Jô, o principal programa de entrevistas da TV brasileira. Como era de se esperar, boa parte da entrevista girou em torno da tal separação. Isso numa terça-feira. Entre a quinta-feira (dia do fato) e a terça-feira seguinte (o dia do Jô) a dupla ainda foi personagem de uma série de programas de TV. Em ordem cronológica, primeiro nos telejornais, enquanto o Luciano ainda se encontrava em recuperação por conta da tal mistura de Whisky com Rivotril, depois nos principais programas da Rede Globo e, só depois do dia 07/11, nos programas dos canais concorrentes. O sensacional crítico da Uol Mauricio Stycer fez uma interessante “cobertura” da maratona televisiva da dupla Zezé di Camargo & Luciano neste texto e também neste. “Jornal Nacional”, “Programa do Jô”, “Bom Dia Brasil”, “SPTV 1ª Edição”, “Domingão do Faustão”, “Fantástico”, “Mais Você” . Uma pequena lista dos programas da Globo dos quais a dupla participou somente entre os dias 27/10 e 07/11.

Tá certo que, por se tratar de Zezé di Camargo & Luciano, não seria tão absurdo assim que alguns destes programas tirassem da sua pauta alguém previamente  agendado para incluí-los, principalmente a fim de aproveitar a imagem em evidência por conta da “separação”. Mas todos com certeza imaginam a dificuldade e a antecedência com que uma entrevista no Jô ou uma ida ao Faustão devem ser agendadas. Enfim, outra coincidência no mínimo estranha. Das duas uma: ou a notícia dessa separação teria motivado a ida da dupla a todos estes programas ou, numa hipótese muito absurda, a proximidade da data de veiculação destes programas teria motivado o factoide.

Tudo isso parece extremamente fantasioso e absurdo, mas se formos parar para analisar, não é tão impossível assim de ocorrer. Na verdade, implantar notícias na imprensa a fim de que se tornem factoides e os personagens envolvidos possam colher os louros de uma intensa exposição na mídia é uma prática usual. É óbvio que não dá para brincar com uma história dessas. O Luciano foi para o hospital e tudo. Seria um despaltério pensar que tudo isso seria nada mais nada menos que a maior mentira já contada na história da música sertaneja. O problema é que são tantas pequenas coincidências e burburinhos que a gente começa a imaginar coisas. Além do mais, assim que o Luciano saiu do hospital, a dupla já estava de volta, como se tudo não tivesse passado de uma brincadeira de criança num 1º de abril qualquer. Um factoide como esse, enfim, pode de fato ser favorável aos artistas envolvidos no que diz respeito à exposição na mídia. Verdadeiro ou não, o resultado alcançado por conta dessa exposição é o que importa.

49 comentários
  • Larissa: (responder)
    6 de janeiro de 2012 às 16:54

    Oi, Marcus!
    Meu pai (Ruben) me contou que você havia feito um blog. Pesquisei no google e achei. Primeiro achei coisas sobre a dupla, e depois, por acaso, o nome do blog. O primeiro post que eu li foi este. Bem, o assunto é espinhoso, porque uns defendem o Zezé e Luciano, ou os condenam, e ainda, outros criticam o Sorocaba. Enfim, é natural que as interpretações sejam múltiplas. Mas, o que importa mesmo é a qualidade do seu texto. Manda um beijão para os seus pais e para o Murilinho!
    Ah, escreva bastante sobre a Paula Fernandes em 2012. Ela é maravilhosa.

    Beijos!
    Larissa (Colégio Agrícola)

    • Marcus Vinícius: (responder)
      7 de janeiro de 2012 às 00:48

      oi, Larissa, que saudades de vc. Que bom que agora vc conhece meu canto hehehe. Deixa que eu mando os beijos e com certeza a Paula Fernandes ainda vai ser assunto aqui muitas e muitas vezes.

  • campelo cruz: (responder)
    25 de janeiro de 2012 às 02:42

    hum só agora que vi , esta ridícula abordagem ,uma coisa eu sei que o zeze de camargo e luciano nao precisa de usar destes artifícios,
    e é falo que quem escreveu a matéria , é uma fracassado que não conseguiu fazer porra nenhuma no passado da musica sertaneja , e fica metendo o pal nas duplas mais antigas,
    porra marcao ate gosto seu blog,só que já percebi que você tem rezenha com as duplas como zeze,bruno e marrone, ou seja os barroes do sertaneja,]
    não esqueço daquela matéria ridícula que vocês fizeram sobre a troca de bastões,
    falam mal do sertanejo do passando ,sendo que o desejo das duplas do presente é chegar parto destes monstros sagrados, que estão ae ate hoje ,para o seu desprazer,fica assim não ta , eles vão continuar por muito tempo , pois eles foram forjados a fogo e ferro e não em laboratório.

  • jessica yaskara: (responder)
    27 de fevereiro de 2012 às 11:44

    Acho que a globo manda em todo mundo, a ponto de tirar a gravadora!

  • Lilian: (responder)
    29 de abril de 2012 às 10:33

    Vamos ver isto da seguinte forma:

    1- A dupla em questão é produto de mídia e marketing.

    2- O público alvo dos produtos da dupla são – embora eles insistam em dizer que não, até porque não sabem do que se trata – literalmente, sub-produtos de mídia e marketing e, por tratarem-se de adultos – sem cultura e quase nenhuma informação -, não merecem a menor consideração…

    3- E quem, a não ser os estúpidos fãs, liga pra isso?

  • Isabela Barbosa: (responder)
    6 de maio de 2012 às 09:31

    Dificil texto de ser produzido.. Sem palavras para qualquer comentário.

  • Isabela Barbosa: (responder)
    6 de maio de 2012 às 09:42

    Tudo bem,. não resisti ao ler os comentários e vim aqui apenas comentar alguns pontos aos quais percebi logo após o anuncio da separação..
    Dois meses antes do anúncio, estive no Recife e pude acompanhar um show da dupla ali perto. Fiquei boquiaberta como eles conseguiram mesclar músicas de todos os albuns já lançados. Viajei no tempo neste show…

    Ao receber a notícia pensei: Será?
    não sei, o incrível foi ver os ingressos de todos os shows que aconteceriam no Credicard Hall se esgotarem de forma inacreditável em menos de uma semana após o “retorno” da dupla.. O Navio Sertanejo então, melhor nem comentar do preço das cabines ainda disponíveis.

    Aos fãs da dupla, ficou aquela incerteza e aparencia de… como posso dizer .. “O importante é que voltamos, vamos fingir que nada aconteceu e venham prestigiar nossos show´s .. antes que isso não seja mais possível”

  • Anônimo: (responder)
    9 de maio de 2012 às 20:57

    aiai..quanto recalque desse pobre comentário infeliz@@@@

  • Geraldo: (responder)
    10 de maio de 2012 às 18:52

    M. Vinícios. Me desculpe cara, mas acho que dessa vez ficou uma certa nuvem tendenciosa no ar, a começar pelo título. Uma questão desse tipo, onde não se enxerga nada além de especulações, por sua natureza, já torna a mesma complicada de ser tratada. Não que o Sr. tenha acusado ninguém, mas nos argumentos, meio que leva o leitor a fortalecer a tese levantada. Pelo menos ao meu ver, ficou claro a tendência apresentada pró-Sorocaba, como já tenho visto em outras matérias. Não que seja errado ser fã do cara, como você próprio já declarou ser, mas se estamos falando de uma suspeita que pode ferir a imagem de alguém, não gostei da forma como foi escrito. Mais uma vez repito, não vi ninguém ser acusado de nada aqui, mas como disse, tenho notado uma tendência do Blognejo de advogar a favor de alguns artistas, em detrimento de alguns outros, principalmente esses cantores mais antigos. Sobre a questão, a primeira coisa que notei, isso a tempos atrás, quando se comentava em outra cantos da internet essa atitude imprudente, pra não dizer imbecil, do Sr. Sorocaba ao postar a foto com a referência idiota. Uma coisa é o fato dos factoides existirem, e muitas pessoas se utilizam dos mesmos para prejudicar seus inimigos, outra é você agir de ma-fé sem nem ao menos levantar a fundo os fatos, e assim sair postando fotos, cometários sarcásticos. Se o DVD da dupla é bom mesmo, de alguma forma acabaria se sobressaindo, embora os holofotes em outro direção atrapalhassem. Pra mim até que se prove o contrário, uma coisa não tem nada haver com outra, até porque o cara foi parar o hospital (apesar de também rolarem comentários da causa da briga e do hospital ser outra, acho que todos sabem do que eu estou falando) e tudo não passa de uma dorzinha de cotovelo básica. O que mais me choca, é que é uma coisa totalmente desnecessária, uma vez que quem está por cima é justamente o Sorocaba, e quem deveria estar com dores era o próprio Zezé. Tudo bem que, como já foi postado por estas bandas, o Sr. Zezé por vezes tem se manifestado agressivamente para com alguns novos cantores da nova safra, mas não dava simplesmente pro Sorocaba agir dessa maneira imprudente.

  • Claudia Fassini: (responder)
    21 de fevereiro de 2013 às 09:29

    É Marcão, ainda bem que vc sabe que tudo o que vc escreve rende muito…
    Sobre o que, realmente, importa nesta matéria, já dizia Albert Einsten:
    “- A vida é como andar de bicicleta. Para ter equilíbrio você precisa estar em movimento.”
    Então, eu completo: – Para sair da inércia buscamos um impulso.
    Bjk

  • Jed Heggan: (responder)
    14 de julho de 2013 às 20:21

    I simply want to tell you that I’m newbie to blogging and site-building and certainly loved your page. Almost certainly I’m want to bookmark your blog . You actually come with very good writings. With thanks for revealing your web page.

  • Estela Vitti: (responder)
    17 de julho de 2013 às 04:07

    Sorry for the huge review, but I’m really loving the new Zune, and hope this, as well as the excellent reviews some other people have written, will help you decide if it’s the right choice for you.

  • wikipedia reference: (responder)
    17 de julho de 2013 às 23:42

    Hello there! I simply want to offer you a big thumbs up for the excellent information you have right here on this post. I’ll be returning to your site for more soon.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.