26 set 2011 | Artigos,Notícias
A ARTE DE ENGANAR O PÚBLICO – Votações do público

Os festivais e concursos de música sertaneja voltaram a se proliferar ao redor do Brasil. Um meio interessante de promover novos artistas e fortalecer a música sertaneja. Acontece que, sob o pretexto de se medir qual das duplas tem mais apelo junto ao mercado, as votações são definidas através da escolha do público. No entanto, esse tipo de votação dá abertura a uma série de artimanhas que tornam o resultado da votação um tanto quanto duvidoso.

Para explicar melhor essa situação, vamos a um exemplo ocorrido recentemente. A CTBC, empresa de telefonia da região de Uberlândia, promove anualmente o festival de música Triângulo Music, que começou como um festival de pop rock e hoje se tornou um festival eclético. A edição deste ano trará, em dois dias de festa, Luan Santana, Skank, Jeito Moleque, Seu Jorge, João Bosco & Vinícius, Nx Zero, CPM 22 e Capital Inicial.

O festival já acontece há uns 5 ou 6 anos. E a partir da terceira edição, se eu bem me lembro, a CTBC decidiu abrir espaço a bandas independentes. Até o ano passado, no entanto, eram apenas bandas de rock e pop rock. No ano de 2011 o festival foi aberto também a artistas sertanejos. E foram diversas eliminatórias, realizadas em 3 cidades da região, até a semi-final, realizada em Uberlândia. Seriam escolhidas duas bandas. Uma de rock para abrir um dos dias de show, e uma sertaneja para abrir o outro.

No segmento rock, tudo numa boa. Afinal não gira tanto dinheiro assim. No sertanejo, no entanto, as coisas não foram tão simples assim. Não vou me ater às fases preliminares. Vamos direto ao que ocorreu na fase final, para explicar de fato como a votação do público não é tão confiável assim.

Os artistas sertanejos classificados para a final do concurso foram Guilherme Lopez, de Uberlândia, e a dupla Marcelo Silva e Rian, de Belo Horizonte. Em que pese o que aconteceu na fase semi-final, onde claramente os dois artistas classificados não foram os melhores da noite (apenas um deles foi), a fase final consistiria em uma semana de votação do público por SMS. O resultado seria divulgado no domingo seguinte, mas não foi. Ao invés disso, adiaram a divulgação por mais 4 dias!!! No fim das contas, venceu o concurso a dupla Marcelo Silva & Rian, de Belo Horizonte. Não julgando a qualidade da dupla vencedora. Longe disso. No entanto, alguns fatores relacionados a esse resultado são um tanto quanto estranhos.Vamos às explicações.

Em primeiro lugar, o concurso foi realizado apenas na área de cobertura da CTBC, que é apenas o Triângulo Mineiro e o Alto Paranaíba. Quem vota, portanto, é praticamente apenas o público da área da CTBC. Não há CTBC em Belo Horizonte. Um dos artistas finalistas era de Uberlândia e um era de Belo Horizonte. Se o público votante era APENAS da região de Uberlândia, como se explica um artista de BH ganhar? Mesmo porque a cidade de Uberlândia nutre uma grande rivalidade com a galera de BH. Seria como os brasileiros votarem num argentino. Será que o público de Uberlândia e região é tão sem consideração assim pra deixar de votar num artista daqui para escolher um de fora?

Logo após a divulgação do resultado, algumas pessoas começaram a entrar em contato comigo para “denunciar” irregularidades na votação. Não posso, claro, apresentá-las aqui como se fossem verdadeiras, apesar de todas as evidências apontarem isso. Segundo tais “informantes”, a dupla vencedora teria contratado, enquanto pessoa jurídica, um serviço de “compra de SMS” junto à própria CTBC. Na verdade, esse tipo de serviço está disponível em qualquer operadora para qualquer empresa que deseje anunciar um serviço. Essa compra de SMS foi computada pela CTBC antes do dia definido para a divulgação de resultados. Na teoria, seria um resultado inválido, mas a CTBC se absteve de divulgar tal fato e, estranhamente, adiou o resultado da votação. No fim das contas, venceram os artistas de BH.

Obviamente, o resultado causou comoção junto ao público de Uberlândia, que simplesmente não acreditou. O fato é que, se essa denúncia for verdadeira, foi uma forma de burlar a tal “soberania” do público e maquiar o resultado. Acontece que foi tudo feito da forma correta, mas o artista vencedor teria se aproveitado de uma brecha para garantir uma quantidade X de votos através da contratação de um serviço legalizado de uma empresa de telefonia.

Recentemente, o festival Paranaíba passou por uma situação similar. A votação estava aberta ao público e a quantidade de votos era ilimitada. No entanto, um dos artistas participantes simplesmente pulou para o primeiro lugar de um dia para o outro com mais de 120 mil votos a mais, o que acabou ocasionando a anulação da votação e o reinício do Festival, que agora só permite um voto por celular cadastrado. Ou seja, teoricamente impossível de burlar. Pelo menos até agora não há evidências de que alguém burlou o Festival desde que esse novo modelo foi implantado. Veremos até o final do concurso.

Colocar o público para escolher um artista num festival ou concurso já é, na minha opinião, incorreto. Afinal o público escolhe o artista com base no amor de fã e quase nunca na qualidade do mesmo. Tais concursos não podem ser considerados termômetros de qualidade, mas sim de apelo junto ao grande público. Falta, sim, algum concurso de grande porte que premie a qualidade do artista e não apenas o quanto ele é querido pelo público. E, claro, um que não permita artimanhas por parte de quem quer que seja.

40 comentários
  • Kendall Kramm: (responder)
    14 de julho de 2013 às 17:42

    I just want to tell you that I am just newbie to blogging and site-building and definitely loved you’re blog. Very likely I’m planning to bookmark your blog . You really come with good writings. Bless you for sharing with us your website page.

  • Kerry Cotant: (responder)
    17 de julho de 2013 às 01:03

    I was very pleased to find this web-site.I wanted to thanks for your time for this wonderful read!! I definitely enjoying every little bit of it and I have you bookmarked to check out new stuff you blog post.

  • our website: (responder)
    18 de julho de 2013 às 00:15

    Good day! I simply wish to give you a huge thumbs up for the excellent information you have right here on this post. I am coming back to your web site for more soon.

  • seo uk reviews: (responder)
    19 de julho de 2013 às 01:49

    Way cool! Some very valid points! I appreciate you penning this write-up and the rest of the website is really good.

  • seo company reviews: (responder)
    19 de julho de 2013 às 05:10

    There is definately a lot to learn about this topic. I really like all of the points you’ve made.

  • his comment is here: (responder)
    20 de julho de 2013 às 01:38

    Pretty! This has been a really wonderful article. Thank you for supplying these details.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.