26 fev 2010 | Artigos
A música sertaneja e o país do futuro

timpim

E se o sertanejo fosse comparado ao blues norte americano? A grande maioria das pessoas sempre comparou o samba ao blues, simplesmente por ser o nosso gênero afro por excelência. Mas isso não seria uma espécie de preconceito de cor meio que deformado? Analisar um ritmo partindo da premissa da cor de quem o produziu. Que tal analizarmos de acordo com os sentimentos que o gênero expressa?

O blues é a expressão do lamento do negro camponês do sul dos Estados Unidos. O sertanejo é a expressão do lamento do camponês do interior do Brasil. O blues era tocado com violão, o sertanejo com a viola. À luz dessa comparação, o samba que surgiu da batucada dos escravos libertados soa bem distante do blues, não é mesmo?

luan-santana-e-elvis

Agora chegou a vez do leitor questionar:

– Porque cacete esse mala está fazendo esse trem de perguntas?

Timpin explica. Nas rodas de cervejas com os amigos vivo profetizando, tal qual um Elias bicado de cerveja quente, que a apartir do sertanejo surgirá a nova musica jovem da segunda década do século XXI. Do blues surgiu o rock, do sertanejo surgirá sei lá que nome darão pra coisa. A questão é que os sinais estão aí: anseios e o hedonismo da juventude estão cada vez mais presentes nas letras. Não é mais necessário dançar coladinho na maioria das músicas, além de dançar separado é possível pular e suar bastante nos shows. Os dois melhores exemplos dessa nova tendência são a dupla Maria Cecília & Rodolfo e o ídolo Luan Santana.

Ou você acha que eles fazem sucesso entre as crianças só por que são jovens? Nada. É na música, é no som que está a diferença.

Se minha intuição não for só efeito da cerveja quente, se o sertanejo vai virar o novo rock, se Luan Santana é uma espécie de novo Elvis, então o Sorocaba é o novo Chuck Berry.

sorocaba-e-chuck-berry

Desde que o sertanejo universitário se popularizou, as músicas estão mais aceleradas, da expressão da lamentação à celebração da alegria. As angústias, os tudo isso se concretizar, é só esperar pela copa do mundo de 2014 que o resto do planeta será nosso. Se aquela ilhazinha cagada do Caribe chamada Jamaica conseguiu emplacar um gênero planetário com seu Reggae, porque nós, com o tamanho desse nosso Brasilzão véio sem portera, não podemos fazer melhor?

…………………………………………………………………….

Timpin edita o site musical BiS MTV. Lá se fala de todo o tipo de música, sem um pingo de preconceito de gênero, de Djavan a Djavu. Comanda também o Cabaré do Timpim, o melhor espaço que a Internet tem para a verdadeira e original música brasileira, a MOB.

25 comentários

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.