12 nov 2010 | Top Five
As Piores Capas…

Olá amigos, de volta hoje a saga mais esperada pelos internautas de toda a rede, causando indignação e crise de risos indiscriminadamente. Para alegrar o seu começo de feriadão, o “Piores” de hoje é sobre “o que fazer com as mãos na hora da foto”. Cuidado, se tiver coração fraco não prossiga, volte deste ponto.

Dado o aviso vamos ás selecionadas:

Duduca & Dalvan – Vol.7

A primeira capa dessa nova edição é um verdadeiro “gorpe” no mau-humor. Duduca & Dalvan, uma das duplas mais promissoras do Brasil se preparavam para lançar seu novo trabalho em 1983 . Porém, durante a sessão de fotografias, sem saber o que fazer com a mão, Dalvan depositou-a suavemente sobre o ombro do parceiro. O fotógrafo acabou gostando da pose pediu que ele chegasse um pouquinho mais perto para “caber na foto” e não deu outra: uma das imagens mais cômicas da história da música sertaneja. Reparem na cara de safado do Dalvan, e a cara de quem ta achando tudo normal, do finado Duduca.

Moreno & Paraguai – 1978

Até agora eu estou tentando entender essa foto. Afinal, o Moreno está dando um soco na cara do parceiro ou segurando o galho da árvore? Mais um caso clássico de não saber o que fazer com as mãos na hora da foto. Eu sei, eu também já passei por isso, é mesmo um problema. Vejam também o Paraguai, ele apoia o cotovelo direito no galho da árvore, enquanto segura o cinto apenas com o dedão da mão esquerda, uma pose clássica e genuína de cowboy. O artifício de autopromoção do disco que saiu como “Edição Limitada” é algo que vale ressaltar. Se você comprou, comprou, se não comprou não compra mais.

Edivan & Brasileiro – Lembrança de Quem eu Amo

Gente, essa imagem é muito forte, é muito mais do que não ter onde colocar as mãos na hora da foto, ela chega a ser desnecessária. Vejam, ainda era  dia e  a dupla posava de maneira indecente. Quem nos dias de hoje se daria ao desfrute de tirar uma foto para a capa do LP com as mãos entrelaçadas dessa maneira? Chega a ser extremamente comprometedor.

Destaque para as camisas no estilo Agostinho Carrara (da Grande Família), os óculos escuros (para dar um charme?) e os relógios que aparentemente  eram iguais, tudo com muito luxo, uma verdadeira ostentação. Se você conhece alguma dupla que posou para a foto do LP com as mãos no lugar errado, por favor nos avise, ela entra no próximo “Piores”.

Nossos agradecimentos especiais ao site “Saudade da Minha Terra” que forneceu as capas, valeu mesmo.

8 comentários

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.