11 set 2012 | Na Estrada,Notícias
BLOGNEJO NA ESTRADA – João Lucas & Marcelo – Gravação do DVD

A semana passada foi intensa. Na segunda-feira, estive em Goiânia para o aniversário do Gusttavo Lima, num evento só para convidados no Villa Mix. Mas como se tratava de uma festa informal, sem necessidade de divulgação ou de cobertura (não havia nenhum veículo de imprensa no local), não escreverei nada a respeito. Na terça, voltei de carona para Uberlândia para evitar nervosismo por parte da patroa, afinal de contas já na quarta-feira eu voltaria a pegar a estrada e só voltaria depois de 3 dias, o que na cabeça da Dona Onça significa “3 meses”. O primeiro evento, na quarta-feira, era a gravação do DVD da dupla João Lucas & Marcelo. Eles mesmos, os caras do tchu tcha tcha.

Na verdade tratava-se de um evento cercado de incertezas. Para começar, assim que chegamos a Goiânia, por volta do horário do almoço, a dupla estava dando uma entrevista para o jornal local da TV Anhanguera, retransmissora da Globo. Durante a entrevista, os próprios já adiantaram que a dupla Bruno & Marrone, principal participação divulgada, não poderia mais comparecer à gravação do DVD, o que já causou uma certa preocupação entre os convidados do evento. A segunda incerteza se relacionava ao público, afinal de contas é sabido que a dupla João Lucas & Marcelo não faz parte dos tradicionais círculos de amizade (para não dizer “máfia”, hehe) da cidade de Goiânia. E quando isso acontece, todo mundo sabe que acaba ocorrendo uma certa disputa pelo público, o que inclui possíveis tramóias com o intuito de atrapalhar um evento concorrente. Essas incertezas, entretanto, só poderiam ser eliminadas na hora do evento.

Antes do show, durante todo o dia, a logística foi muito bem conduzida. Bons hotéis para os convidados, uma série de presentes (eu inclusive deixei de ganhar um gravador porque não fui à coletiva de imprensa. Como sou burro!!!), almoço num dos restaurantes de comida “de roça” mais conhecidos da cidade, o Chão Nativo… Enfim, a preocupação com o bem-estar dos convidados foi evidente. Comigo aconteceram alguns entraves, mas é claro que é culpa da minha já conhecida má-sorte. É que fui conduzido para três hotéis diferentes porque não havia reserva em meu nome em nenhum dos hotéis que me informaram por e-mail, apenas num terceiro. Mas como eu não me importo de ficar zanzando pra lá e pra cá, tudo bem, hehe.

À noite, durante a gravação, outra preocupação da equipe da dupla parecia ser explícita em vista de alguns dos convidados, que inclusive também foram anunciados no release da gravação: a de não deixar o nome da dupla sumir dos holofotes. Vários Ex-BBBs, atores da Malhação, da novela das 8, Ex-Fazenda, assistentes de palco, gatas do Brasileirão, etc, etc, etc, enfim, pessoas que pudessem gerar algum tipo de repercussão junto a revistas de fofoca e sites do gênero. Esse tipo de preocupação é bastante compreensível (é o tema de um dos próximos textos do Blognejo, inclusive), afinal trata-se de uma dupla que conquistou espaço na mídia devido à explosão de uma única música mas que ainda batalha para conquistar de fato uma posição e não perder o que foi conquistado até agora.

As incertezas apontadas mais acima ficaram para trás durante a gravação. O show estava lotado e, enquanto evento, foi um sucesso. O nome do DVD “A vida é uma festa” foi levado ao pé da letra pela equipe de produção, que espalhou artistas circenses por todo o recinto de gravação. Tirando Bruno & Marrone, que não compareceram, todas as outras participações foram de MCs, DJs e performers de dance music ou algo parecido, o que ia de encontro à temática da gravação durante a primeira metade das músicas. Todas elas na mesma linha do tchu tcha tcha, ou seja, refrões chicletes, se possível com coreografias, e a repetição exaustiva do nome da dupla durante quase todas as músicas dessa linha. Enfim, para quem esperava de João Lucas & Marcelo apenas a continuação do efeito tchu tcha tcha, a primeira metade das músicas disse a que veio.

Uma coisa que acabou sendo mal vista pelos convidados foi o fato de tanto o diretor de vídeo quanto o produtor Guilherme Bicalho se comunicarem com microfone aberto ao invés de usar apenas o ponto eletrônico. Apesar de evidentemente a intenção ter sido mostrar o máximo de transparência durante o processo de gravação, para muitos isso acabou soando como amadorismo, o que surpreende em se tratando de um produtor como o Bicalho, que foi um dos responsáveis pela explosão do gênero universitário quando assinou produções como a da dupla João Neto & Frederico e do grupo Nechivile.

Agora, para quem esperava ver algo diferente e mais interessante, a segunda metade das músicas é que foi o ponto alto da gravação. Canções românticas, que exigiram da dupla, principalmente do Marcelo, o máximo de interpretação. E convenhamos, esse Marcelo caaaaaaanta. Muito. Passado. Fora de base. Apesar da falta de mais músicas compostas por ele (ele é um dos compositores de “Incondicional”, do Luan Santana, e de “Lágrimas”, da dupla Victor & Leo), quando se exige dele a intepretação que pouca gente sabe que ele tem, o negócio fica incrível. Fiquei assustado com o quanto ele cantou, principalmente na música “Se quer a verdade”, do Mário (Marco & Mário). Está mais do que claro que é nesse absurdo talento vocal do Marcelo e nas suas composições que se deve basear os próximos anos de trabalho com a dupla. O Tchu tcha tcha passa, mas um talento assim costuma ficar para sempre. Isto se a equipe enxergar isso e souber aproveitar.

30 comentários
  • Luiz Fernando: (responder)
    11 de setembro de 2012 às 16:49

    show de bola essa dupla

  • Teco: (responder)
    11 de setembro de 2012 às 19:02

    Cerrrrto.

  • Eduardo: (responder)
    11 de setembro de 2012 às 19:29

    Olha só marcão, mais uma vez a MTV não só ignora a música sertaneja como agora à chama de irrelevante para os seus patrocinadores. Diz que os patrocinadores dela não estão interessados no público sertanejo. #RACISMOCULTURAL Quando é que a blogosfera vai reagir á isso e responder com força? Quem são os patrocinadores que consideram o público da música sertaneja irrelevante? http://televisao.uol.com.br/noticias/redacao/2012/09/11/vmb-ignora-mais-uma-vez-a-musica-sertaneja-por-considerar-irrelevante-para-jovens-urbanos.htm

    • jaquisson: (responder)
      12 de setembro de 2012 às 05:36

      Eduardo, ninguém é da “Raça Sertaneja”
      O que vc acha q está acontecendo, deve ser chamado de preconceito, ñ força a barra!

      • Eduardo: (responder)
        12 de setembro de 2012 às 07:11

        Está na moda acusar de racismo. Até explicarem que não é racismo para o povo já se enrolaram e acabam tendo que assumir que praticam preconceito.

  • Eduardo: (responder)
    11 de setembro de 2012 às 19:34

    Olha os patrocinadores do MVB que consideram a música sertaneja e seus fãs irrelevantes para seus produtos. http://www.meioemensagem.com.br/home/midia/noticias/2012/09/11/VMB-2012-tera-duracao-de-4-horas.html

    • Antonionetho: (responder)
      17 de setembro de 2012 às 11:50

      è por isso que essa emissora ja esta quase falindo….

  • Sheyla: (responder)
    11 de setembro de 2012 às 19:48

    Simples… Direto… Objetivo e sincero. Gostei!!!
    E realmente a gravação foi uma festa… Sou suspeita
    Mais estava tudo lindo

  • Eduardo: (responder)
    11 de setembro de 2012 às 20:49

    Marcão precisamos nos organizar e unir forças para responder à MTV com enorme repercusão à ponto de assustar seus patrocinadores.

    • Léuri: (responder)
      11 de setembro de 2012 às 23:00

      Eduardo, acho muito legal essa sua iniciativa de defender a música sertaneja, pois assim como você, gosto e defendo essa cultura.
      No entanto, entendo que nenhuma emissora é obrigado a ter em sua programação cantores sertanejos. Deixa eles defenderem o ponto de vista deles, temos que respeitar a opinião de todos. Vivemos em um mundo que cada indivíduo ouve o que gosta, então se a MTV não passa o que você quer assistir, basta repelir a MTV.
      Faça como eu, Eles não gostam de sertanejo, eu não gosto dos programas da MTV, logo não assisto a MTV! É simples, sem audiencia, os meios de comunicação não são nada, porém, acho que cada pessoa deve fazer o que acha melhor, sem influências de outros!
      Pensando bem Eduardo, se for analizar a situação, Talvez deve ser justamente por essa ideologia, que a MTV está nesse estado!
      Abraço

      • Eduardo: (responder)
        12 de setembro de 2012 às 02:11

        É preconceito. Leia as coisas que os caras falaram. Eles passaram o ano passado inteiro ironizando a música do Michel. É muito abuso o que eles falaram da música sertaneja. Primeiro uma grande mentira dizer que a música sertaneja não tem público urbano. A audiencia das rádios de São Paulo desmente isso, olha aqui(http://f5.folha.uol.com.br/televisao/1090630-fms-com-mais-audiencia-sao-de-musica-para-povao-veja-ranking.shtml). E outra coisa quem eles desrespeitam não é a música sertaneja, mas nós fãs de música sertaneja ao dizer que não se interessam por nossa audiencia, que só se interessam por uma audiencia supostamente de classe A. Como se fãs da música sertaneja fossem pobres e indignos da emissora. Leia a matéria. E engraçado ver os patrocinadores que apoiam ´principalmente a Toyota que aposta que vende 90% das caminhonetes dela para o público sertanejo, e vivem em feiras agropecuárias expondo seus carros.

      • Eduardo: (responder)
        12 de setembro de 2012 às 02:27

        É por causa de emissoras como MTV que vemos o preconceito no nosso país. É esse tipo de emissora que cria e joga os jovens à cometer preconceitos contra as pessoas desse país. É uma mentalidade preconceituosa difundida nos jovens.

      • JhonathanDRAW: (responder)
        12 de setembro de 2012 às 08:39

        Concordo plenamente com o amigo Léuri.
        Se eles não querem a audiência do público sertanejo, problema deles.

  • Eduardo: (responder)
    11 de setembro de 2012 às 21:40

    #MTVRACISTA a Toyota e Honda são patrocinadoras desse evento. E ainda teem a cara de pau de colocar caminhonete em feiras agropecuárias.

    • Carlos Mafra: (responder)
      11 de setembro de 2012 às 22:55

      Apoio você Eduardo!

      E incentivo os blogeiros a fazer o mesmo, já que somos de longe o maior público e temos as maiores festas do Brasil, envolvendo dezenas de milhões de pessoas todo ano.

      Chega de ficar só olhando meia dúzia de idiotas que pensam que são os mais “cult`s” e que, além de tudo, vão ditar pra que lado o mercado deve andar.

      Precisamos mostrar nossa força, pararmos de ser covardes e meros observadores frente aos nossos computadores vendo pessoas fazerem o que bem entendem, sem escutar o que temos a dizer.

      Coragem meu povo! Somos sertanejos e não subordinados a ler, ouvir e assistir tanta baboseira de MTV, Rede Globo, Veja, Band e MPB e afins.

      • Eduardo: (responder)
        12 de setembro de 2012 às 02:14

        Exatamente, o que estou querendo não é obrigá-los à aceitar a música sertaneja. É mostrar ao mercado publicitário e todos os fãs sertanejos quem são essas pessoas e os motivos delas descriminarem a música sertaneja. A MTV é de propriedade da Editora Abril, que é financiada pelo agronegócio, portanto com dinheiro do trabalho do sertanejo, do homem do campo. Estou aqui falando da música sertaneja, mas poderia entrar aí toda a cultura nacional, como o pagode e o forró também. O que quero é pregar uma tarja preta na testa dessas pessoas e dessas empresas.

  • Arthur: (responder)
    12 de setembro de 2012 às 04:58

    Cara, qual o intuito de se rebelar contra uma emissora decadente, à beira da falência, e há tempos reconhecida por revelar artistas toscos e bizarrices? Podem ter certeza que se a MTV fosse adicionar o sertanejo à sua grade e aos seus prêmios, ela usaria o mesmo critérios que usa pra selecionar os artistas de outros gêneros. Vide a reportagem que cita o Luan Santana, um dos maiores lixos atuais da música sertaneja, como um dos únicos candidatos “sertanejos” cotados para concorrer ao VMB.

  • Arthur: (responder)
    12 de setembro de 2012 às 05:00

    Acredito, sim, que já passou da hora de termos um canal 100% sertanejo na tv fechada. Como o CMT(Country Music Television) que ficou no ar entre 1995 e 2002.

  • Eduardo: (responder)
    12 de setembro de 2012 às 05:05

    Olhem esse vídeo da MTV que diz não se importar com os Sertanejos e que seu público é o “Urbano”. http://www.youtube.com/watch?v=Tw4Qsorness

  • jaquisson: (responder)
    12 de setembro de 2012 às 05:38

    Bruno percebeu, a puta queimada de filme que ia ser!

  • Marco Aurélio Caetano: (responder)
    12 de setembro de 2012 às 08:26

    Marcão,
    Parabéns pela cobertura. Você abordou uma parte interessante da dupla que rotineiramente defendo aqui em Goiânia: A capacidade vocal e o talento do Marcelo pra compor. Os acompanho desde as épocas dos barzinhos de Goiânia. Gostava muito quando eles cantavam “De janeiro a janeiro”. A interpretação dele em músicas do Bruno e Marrone também é incrível. Além das composições citadas tem ainda duas músicas do novo DVD do Cristiano Araújo: “Frases de Fogo” e “Não sei me controlar”.

  • fernanda soares santos: (responder)
    12 de setembro de 2012 às 12:38

    Marcos adorei esse texto vc e demais parabens sempre! bj

  • renan: (responder)
    12 de setembro de 2012 às 14:05

    Esses caras são show de bola,cantam muito apesar de feinhos,rsss,mais o talento não esta na blz e sim no talento,e falando nisso olhem este video que recebi hoje,vejam que loucura.
    http://youtu.be/F2NV0nRcadQ

  • RAFAEL: (responder)
    17 de setembro de 2012 às 11:30

    Olá Marcão. Ótimo post porém gostaria de fazer uma ressalva.

    Emissoras como a TV Anhanguera são chamadas de AFILIADA e não RETRANSMISSORA. Qual é a diferença?

    AFILIADA é uma empresa/instituição que possui concessão do Ministério das Comunicações para ser uma Geradora de TV. Com esta concessão pode-se gerar conteúdo próprio durante 24 horas ou afiliar-se à uma rede (Globo, SBT, Record, Band, RedeTV…) que financeiramente é mais interessante tendo em vista que a AFILIADA retransmite programação da cabeça de rede e comercializa espaços publicitários regionais além de exibirem programas locais para manter a região informada sobre as principais notícias.

    RETRANSMISSORA são apenas estações de ANTENA(S) que não produzem nenhum programa, mas levam mais longe a programação das afiliadas e ficam espalhadas por diversas cidades.

    Seria o mesmo de chamar um Blogueiro de “tuiteiro” hahaha.
    Bom sabendo destas informações evita-se levar uma cortada de pessoas arrogantes do meio televisivo e demonstrar conhecimento básico da área de mídia afim de ter o mínimo de respeito por parte destes.

  • Shemika Facey: (responder)
    14 de julho de 2013 às 14:35

    I just want to tell you that I am just new to blogs and certainly loved your web page. Almost certainly I’m want to bookmark your blog post . You actually come with beneficial posts. Thanks a lot for revealing your web-site.

  • Saran Geltz: (responder)
    17 de julho de 2013 às 06:31

    You should take part in a contest for one of the best blogs on the web. I will recommend this site!

  • try this site: (responder)
    18 de julho de 2013 às 02:00

    As I site possessor I believe the content material here is rattling magnificent , appreciate it for your efforts. You should keep it up forever! Good Luck.

  • outdoor pergola katy: (responder)
    20 de julho de 2013 às 07:20

    If you’re still on the fence: grab your favorite earphones, head down to a Best Buy and ask to plug them into a Zune then an iPod and see which one sounds better to you, and which interface makes you smile more. Then you’ll know which is right for you.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.