06 out 2011 | Na Estrada,Notícias
BLOGNEJO NA ESTRADA – Michel Na Balada

Na terça-feira estive acompanhando a parte goiana da gravação do novo DVD do Michel Teló, até o momento intitulado “Michel Na Balada”. Como já divulgado por alguns veículos, o DVD está sendo gravado em algumas boates ao redor do Brasil. Curitiba, São Paulo, Balneário Camboriú, Goiânia e Ribeirão Preto foram as cidades escolhidas para receberem cada uma uma etapa da gravação do DVD, que reproduzirá o clima de balada inserido no videoclipe da música “Ai se eu te pego”, gravado em Curitiba, na Wood’s, há alguns meses, e que já ultrapassou a marca de 20 milhões de views no Youtube.

Não é o show inteiro que está sendo gravado em cada uma destas cidades para depois editar com a melhor parte de cada uma. Na verdade cada uma das cidades “contribuirá” com 3 ou 4 canções do repertório do DVD previamente selecionadas, repertório este que será predominantemente inédito. Como eu só assisti a etapa de Goiânia, então só acompanhei a gravação de 3 canções, apesar de que o Michel acabou tocando uma das músicas que fora gravada em outra cidade e que pela reação da galera, tanto em Goiânia quanto nas outras etapas, vai ser a que impulsionará o sucesso do disco e o clima da balada que ele pretende transmitir.

Pelo que eu pude acompanhar, aliás, já se vê inclusive uma mudança mais significativa na linha de repertório do Michel Teló. As três músicas gravadas em Goiânia são um pouco diferentes da linha que o Michel tem adotado. Até um “arrocha” foi gravado em Goiânia (mas eu esqueci o nome da música).

A música “Lara” mexeu bastante com o público por conta da letra simples e da pegada gostosa. Tem cara de hit. Depois da primeira vez que o Michel cantou o refrão, a galera já tinha decorado. Aliás, essa parece ser uma das preocupações deste DVD: letras simples, fáceis de decorar e cantar e que por conta disso tem muito mais potencial de se tornarem hits.

A própria “Ai se eu te pego”, por exemplo, é uma música de uma única estrofe e um refrão mais fácil do que amarrar cadarço. A outra que eu mencionei acima que pode ser um dos carros chefe do disco, “Eu te amo e Open Bar”, vai mais além. É uma música de apenas uma estrofe. O diferencial dela é o duelo entre a parte “eletrônica” e a gaita do Michel. Além de “Lara”, uma das músicas gravadas em Goiânia e que também é mais simples do que o convencional.

Em Goiânia também foi gravada a música “Vamo Mexe”, com a participação da dupla Bruninho & Davi. O único ponto teoricamente negativo de Goiânia, aliás, foi a já conhecida frieza do público de lá. Até em DVDs de arena gravados em Goiânia é fácil notar que o público tá se importando mais com a balada do que com o show. Durante a gravação a galera participou bastante, maaaas deixou um pouco a desejar se comparado às baladas de Balneário, São Paulo e Curitiba. Aliás, antes que uma polêmica desnecessária se instaure com o pessoal de Goiânia, o que eu quero dizer é que o público goiano é tradicionalmente menos participativo. Palavras de profissionais de música da própria Goiânia, inclusive. As baladas lotam, mas a galera vai pensando na curtição e não tanto nos shows.

Apesar de seguir a mesma idéia do DVD “Acústico pelo Brasil” da dupla João Bosco & Vinícius, o DVD “Michel na Balada” inova por enaltecer as baladas sertanejas ao redor do Brasil. O clima de balada do DVD é contagiante e as músicas, pelo menos a julgar pela edição goiana, são de fato cativantes. E esse clima não se resume ao DVD apenas. O ônibus foi adaptado também para este objetivo e a festa sempre continua logo depois do show no camarim, especialmente preparado para receber alguns convidados e para comemorar o sucesso da gravação. Me impressionou, aliás, o clima de descontração. Já era o quarto dia de gravação e nenhum dos “chefes” envolvidos aparentava cansaço. Não estou puxando o saco de ninguém, mas o sorriso no rosto da galera envolvido era evidente. Todos estavam ali contratados e tudo mais, mas a dedicação era gigantesca e a satisfação por estar ali era clara, de fato.

Destaque inclusive para os novos profissionais envolvidos, como a Jacques Vídeo de Maringá e o Carlinho na iluminação, que estão ajudando a imprimir uma linguagem até então não muito utilizada. Além do Fernando Hiro, já conhecido, com a parte das fotos mas também praticamente coordenando quase todo o processo de gravação. A título de curosidade, por exemplo, este DVD também está sendo feito somente com câmeras Canon 5D, que como eu já falei aqui em outras ocasiões, garantem uma linguagem de videoclipe ao disco. Aliás, em breve (depois de uma pesquisa mais detalhada) falarei sobre o barateamento dos custos de produção de clipes e DVDs com a dominação deste tipo de câmera no mercado.

Ah, e eu fiz alguns vídeos, sim, durante a gravação. Inclusive alguns acompanhando a montagem do cenário e tudo mais. No entanto, por se tratar de uma idéia nova, o pessoal quer guardar a surpresa. Ficou combinado de eu postar o vídeo junto com o lançamento do DVD. Então assim que o DVD sair, posto o vídeo com trechos da gravação.

20 comentários
  • Samual Frutiger: (responder)
    14 de julho de 2013 às 15:30

    I just want to mention I am very new to weblog and absolutely liked your website. Likely I’m likely to bookmark your blog . You absolutely come with superb articles and reviews. Thanks for revealing your web-site.

  • look here: (responder)
    17 de julho de 2013 às 19:18

    You’re so interesting! I do not think I have read through something like this before. So nice to discover someone with unique thoughts on this subject matter. Seriously.. many thanks for starting this up. This web site is one thing that is needed on the web, someone with a bit of originality!

  • us: (responder)
    17 de julho de 2013 às 21:11

    very nice post, i certainly love this website, carry on it

  • click for source: (responder)
    18 de julho de 2013 às 15:21

    Hey there! I simply wish to offer you a big thumbs up for your great information you have here on this post. I am returning to your web site for more soon.

  • go to the website: (responder)
    19 de julho de 2013 às 12:28

    This site was… how do you say it? Relevant!! Finally I have found something that helped me. Kudos!

  • you can look here: (responder)
    19 de julho de 2013 às 17:20

    Excellent post. I am dealing with some of these issues as well..

  • read: (responder)
    19 de julho de 2013 às 17:51

    I’d like to thank you for the efforts you’ve put in penning this website. I really hope to check out the same high-grade blog posts from you in the future as well. In fact, your creative writing abilities has inspired me to get my own blog now ;)

  • why not look here: (responder)
    20 de julho de 2013 às 00:35

    You are so cool! I don’t think I have read through something like that before. So great to find somebody with unique thoughts on this topic. Really.. many thanks for starting this up. This website is one thing that is required on the web, someone with a little originality!

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.