02 fev 2011 | Artigos
DE OLHO NELES – Otávio Augusto & Gabriel

Poucas duplas têm o privilégio de, mesmo não sendo consagradas junto ao público, contarem com o respeito da classe sertaneja. Dentro desse seleto rol de duplas com esse ponto a favor, uma das mais notáveis, sem sombra de dúvida, é a dupla Otávio Augusto & Gabriel.

Acontece que esse privilégio não foi conquistado às custas de costas quentes nem de grana. Os irmãos Otávio Augusto & Gabriel galgaram durante os vários anos de carreira uma posição considerável na preferência de muita gente boa. Vivem em meio a mestres da música sertaneja desde que nasceram. E são sempre citados como um dos melhores exemplos de dupla que merece logo a consagração.

São uma das duplas jovens que mais evidencia o respeito à cultura sertaneja. O Otávio Augusto é um grande violeiro e os dois sempre priorizaram essa característica mais de raiz do seu trabalho. Tanto que uma das músicas de maior sucesso da dupla é a já clássica “Mala Amarela”, que foi regravada por uma pá de gente. Criaram inclusive o arranjo da música em parceria com o Maestro Mário Campanha. Eu que toco na noite sei o quanto a galera adora essa música. Não falha um dia sem que alguém peça que ela seja tocada. Sério, não falha um dia.

Um dos diferenciais dessa dupla sensacional é o timbre chorado, mais emocional, e ainda assim sem exageros na interpretação, como gritaria exagerada e essas coisas. De forma consciente, renovaram um pouco o próprio estilo e estão lançando em 2011 um dos melhores discos da carreira. O disco Ao Vivo conta com as participações do Rick, do Eduardo Costa e da dupla Gino & Geno, todos declaramente fãs da dupla. O disco foi produzido por eles e por Ivo Todescatt (Toddy) e Luiz Schumovski. Foi masterizado no mesmo estúdio que masteriza trabalhos como o da cantor Rihanna e outros astros internacionais. Quem já teve a oportunidade de ouvir o trabalho, percebe o peso e a pegada diferenciada do disco.

Eu tenho certeza que muita gente vai gostar de ver o nome desses caras em evidência aqui no Blognejo. Como eu disse, são uma dupla que conseguem realizar a hoje complicada tarefa de agradar até a parcela mais conservadora do público sertanejo. Justamente porque sempre tiveram uma grande preocupação em valorizar as verdadeiras raízes sertanejas.

Ouçam abaixo as 5 faixas do disco que eu particularmente considero as melhores.

1) Um lance não é um romance

2) Eternos Namorados

3) Céu de Solidão

4) Namorando Teu Sorriso

5) Vida Torta

37 comentários

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.