14 out 2008 | Lançamentos
DIA DO ÁUDIO E VÍDEO – NINGUÉM FICA ALHEIO À MÚSICA SERTANEJA
Hoje eu resolvi fazer um post especial com algumas canções (em áudio e em vídeo) que “homenageiam” a música sertaneja. Tentei agrupá-las de acordo com o grau de ofensividade que a música tem, ou seja, a primeira é a mais leve e a última é a mais pesada. Espírito esportivo, minha gente. As canções podem falar mal do nosso amado estilo, mas não deixam de ser engraçadas, exceto a última, que eu postei só pra mostrar que às vezes o pessoal abaixa o nível.

* Perdão, Leonardo – Os seminovos

Os Seminovos é um grupo de rock daqui de Uberlândia com letras bem humoradas voltadas aos problemas sociais mais graves, como os emos, hehehe. O líder da banda é ninguém menos que o chargista Maurício Ricardo (aquele do Charges.com.br e do Big Brother), baixista nas horas vagas. A letra da canção (de autoria do próprio Maurício) fala sobre os roqueiros que acabam tendo que abraçar o sertanejo para ganhar a vida, de uma forma muito legal. Detalhe: o baterista da banda, Alex Mororó, é o percussionista da dupla Marco & Mário.

Os Seminovos – Perdao Leonardo

* Boys don’t cry – Mamonas Assassinas

Quem em sã consciência não gostava dos Mamonas? Eu sou viciado até hoje nos caras. Eles eram definitivamente espetaculares. Essa canção, cujo título eu nunca entendi muito bem (o significado), é o clichê básico do antigo preconceito: música sertaneja é música de corno. Muito legal. Inesquecível.

Mamonas assassinas – Boys don’t cry

* Camioneta Zera – Pedra Letícia

A banda goiana, sucesso da Internet com a música “Com quioce pode abandoná eu”, gravou essa canção meio que em protesto contra os que acham que goiano só pode fazer música sertaneja.

Pedra Leticia – Camioneta Zera

* Odeio Rodeio – Chico César

Essa eu já tinha até mencionado dias atrás. Trata-se simplesmente de uma canção de autoria do próprio em parceria com a Rita Lee que fala mal simplesmente de TUDO o que tem a ver com Rodeio, música sertaneja, e afins. Essa é a mais pesada das quatro, porque ultrapassa a linha do respeito mútuo com os cantores sertanejos. A música fala mal até da quantidade de discos que os sertanejos vendem, sinal de que é só mais um retrato da inveja ou despeito que os autores sentem pelo sertanejo.

Chico César – Odeio Rodeio

5 comentários
  • Jody Milar: (responder)
    14 de julho de 2013 às 22:01

    I just want to say I am very new to blogging and site-building and really liked you’re blog site. Almost certainly I’m going to bookmark your website . You surely have amazing articles and reviews. Thanks for sharing with us your webpage.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.