25 nov 2013 | Lançamentos
Euripinho Sollo lança clipe de “Cabaré da Lena”. Confiram abaixo.

Foi lançado ontem na web o novo clipe da música “Cabaré da Lena”, que já vinha sendo trabalhada pelo cantor Euripinho Sollo e que agora ganhou nova roupagem com produção do Bigair Dy Jaime e videoclipe com direção do Rafael Terra, repleto de participações especiais.

Euripinho Sollo nasceu em Olímpia, no interior de São Paulo. Com poucos anos, já cantava nas rodas de família. A partir da influência do avô materno, que era sanfoneiro, e do tio, guitarrista, Euripinho acabou entrando cada vez mais no meio musical. Participou de algumas seleções de talentos e ganhou seu primeiro violão aos 11, o que o estimulou a começar a compor, já nessa idade.

Apesar da paixão pela música, Euripinho Sollo acabou se dedicando aos estudos, decidindo dar um tempo da música. Aos 16, começou a promover eventos, realizando shows de diversos artistas nacionais e regionais. Aos 18, chegou a realizar um evento para mais de 12 mil pessoas.

Mas a música acabou novamente falando mais alto. Euripinho Sollo voltou a se dedicar à carreira, abandonando tudo para voltar a cantar. Ele acaba de lançar seu terceiro CD, repleto de músicas inéditas, todo gravado em Goiânia com a participação de alguns dos maiores profissionais do ramo no Brasil.

O clipe abaixo marca o recomeço dessa trajetória. A música “Cabaré da Lena” ganhou uma nova versão, mais agitada e moderna, através do produtor Bigair Dy Jaime. O videoclipe contou com a direção do grande Rafael Terra, da Terra Produções. Diversos rostos conhecidos marcam presença. Entre eles, o locutor Cuiabano Lima, a panicat Carol Dias e o Marquito, vereador na cidade de São Paulo e assistente de palco do Ratinho, além de alguns sósias inseridos de forma bem extrovertida no roteiro da história.

Assistam abaixo ao videoclipe.

Para fazer o download da música, basta clicar AQUI. Abaixo, mais algumas fotos do Euripinho, feitas pelo Maurício Antônio.

41 comentários
  • Artur: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 10:18

    Puta que o pariu. Olha essa dsgraça de música. Olha essa desgraça de nome. E principalmente, olha essa desgraça de música. O que me deixa mais triste, é que tem empresário pra divulgar essa merda. Será que ele pensa que algum dia na vida, EURIPINHO SOLLO vai fazer sucesso? Vai tomar no cú caralho da porra. Que raiva.

    • sacolé: (responder)
      21 de novembro de 2013 às 11:02

      Acha cara, top demais a musica

    • Arthur A.: (responder)
      22 de novembro de 2013 às 17:03

      Concordo em número, gênero e, principalmente, em grau, xará!

  • Boré Loureiro: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 10:30

    Só preciso de uma bala e um Colt Cavalinho…

  • goiano: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 11:26

    Chega de Tanta Sujeira! eu vou começar varrendo. Kkkk.

  • Teco: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 11:29

    Cada uma que parece duas caramba !!

  • Alan: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 12:42

    (comentary empty of Alan)

  • Renan - SP: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 13:16

    Cada figura!
    Euroe$pinho, tá pegando mal pra região.
    Panicat, Marquito, só faltou o papagaio.

  • Rafael Cesar: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 14:01

    Coisas de Empresários.
    Ta virando moda os clipes com essa linha.E Sobre a musica nem vou comentar e sobre o cantor muito menos.É nunca pensei em dizer isso, mas o Mercado ta poluído demais, conseguiram dominar tudo e o que é bom só ficou no passado.Daqui pra frente nem sei mais o que esperar.

  • Alan: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 14:41

    Fazer o quê né…nós somos um público exigente he he

  • Claudio: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 17:55

    Serio, acho q o dono desse blog, deveria mudar de BlogNEJO pra BlogNOJO e ainda colocar assim na pag inicial: ” Caro leitor, se você procura musica sertaneja de qualidade, CAIA FORA, aqui nao é seu lugar, aqui o dinheiro fala mais alto, portanto quem paga melhor, tem sua musica aqui. Agora, se você procura, musicas sem conteúdo e cheio de vulgaridades, ai sim, sinta se a vontade”

    OBS: meu comentário nao vai ser postado provavelmente, pq aqui a verdade nao pode ser dita.

    • Marcus Vinícius: (responder)
      21 de novembro de 2013 às 18:22

      Vou deixar seu comentário no ar, pra vc poder fazer seu churrasco de comemoração hoje à noite. Como eu disse no e-mail que lhe enviei recentemente (e que espero de coração que tenha recebido), entra aqui quem quer. Se não gosta, vaza. Mas num volta não, por favor. Vai embora e fica por lá, ok?

      Caso você não tenha recebido meu e-mail em resposta ao seu último comentário deixado aqui, segue abaixo a íntegra do mesmo, só pra vc poder ler, ok?

      Amigo,

      me estranha uma alegação do tipo “e ainda reclama pelas pessoas preferirem o outro blog”. Assim, sem querer adivinhar as opiniões das outras pessoas como você está adivinhando, mas saiu alguma pesquisa em algum instituto sobre qual blog a galera prefere? Saiu em algum lugar e eu não tô sabendo?

      Por que você perde o seu tempo comentando numa postagem que você obviamente não curtiu no Blognejo apenas para alegar uma coisa sobre a qual não existe a possiblidade de você ter certeza (afinal você precisaria de fato saber o que todos os leitores dos dois blogs estão pensando, né?).

      Por que você não muda de postura e faz um favor não só a mim mas também a você mesmo: pare de acessar o Blognejo. Assim sobra mais tempo pra você acessar o blog da sua preferência e que segundo você as outras pessoas também preferem.

      Só pra esclarecer essa questão pontual. Para quê eu vou falar dos 20 anos da morte do Tião Carreiro se o outro blog (o seu preferido e o preferido de todos) já falou? Vou repetir assunto por que?

      Estou tentando ganhar meu dinheiro honestamente. Não estou machucando ninguém. Você tem o livre arbítrio, cara. Não gosta, não leia. É simples. Pula. Vai pra outro site. Deixa pra lá. Não precisa perder o seu precioso tempinho entrando no Blognejo e deixando um comentário nojento vindo obviamente de um idiota arrogante que fala como se soubesse exatamente o que as outras pessoas estão pensando.

      Já apaguei seu comentário. No mais, quero que você pra puta que o pariu.

      Obrigado.

      • Claudio: (responder)
        22 de novembro de 2013 às 12:01

        Nem li.

  • Alan: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 19:28

    Tem zé ruela que parece que não sabe que o marcão tem família pra sustentar e vem falar merda aqui…se não gostou da música, tudo bem, mas vim xingar o blog porque?…é só uma otário mesmo…

    Ps: outros blogs são chatos pra caralho

    • Diogo: (responder)
      21 de novembro de 2013 às 21:05

      Ah cara não banca o puxa saco q nao cola

  • Renan - AC: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 21:11

    Daqui a pouco até o Catra vai divulgar seu trabalho aqui, lamentável viu

    • Marcus Vinícius: (responder)
      22 de novembro de 2013 às 01:57

      Ele tá lançando um disco sertanejo. Se entrar em contato comigo pra divulgar, estarei às ordens, é claro.

  • Alan: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 21:16

    Se defender o único blog onde posso ver um review decente sobre um álbum sertanejo é puxar saco, vou continuar he he

  • Felippe Said: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 21:58

    É…. o melhor exemplo de farofa.

    Pegou panicat, sub-celebridade, sócias, dancinha de arrocha, cantor com cara de Lambe-Glande, faltou só falar de direitos humanos, racismo, fome, política, e etc. Quem sabe no próximo clipe?

    Ahh….. a tentativa leva À perfeição… vai tentando companheiro

  • Artur: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 22:20

    Por mais que eu fique triste com esses tipos de postagens, que a cada dia só pioram e aumentam aqui no blognejo, eu entendo o lado do Marcao. Não dá pra falar pra um artista : cara, sua música é podre, e embora vc tenha dinheiro para me pagar, eu não quero postar sua música.
    É foda, mas cada um faz o que pode pra ganhar seu dinheiro.
    Eu só nao entendo como um cara tipo Euripinho Sollo, com uma música TOSCA como essas, vem querer postar sua música aqui no blognejo. Todos estão cansados de saber que todas as postagens com músicas desse tipo são altamente criticadas aqui. E acho também que é de conhecimento de todos que o público do blognejo é o mais conservador do mercado, e isso se deve principalmente ao fato de que o blognejo não nasceu coml um blog lucrativo. Antigamente o Marcao só falava de músicas e artistas de qualidade e que eram do gosto dele. E foi isso que nos acostumou mal. O blog nunca mais será como era e nós temos que aceitar. Mas novamente, entendo seu lado Marcao. Se eu vivesse disso, postaria até funk ostentação, desde que me pagassem! Haha, abraço

  • Alan: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 22:30

    do jeito que a gente critica, o cara vai pedir pro marcão tirar o anúncio e devolver a grana kkk

  • Alan: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 22:38

    Mas claro que nem tudo que é post pago é ruim. Márcio e Leandro e esse tal de Felipe salles são muito bons. Quanto ao conservadorismo, é só ver os comentários de um Tal de Renan he he

    • Paulo Ricardo: (responder)
      21 de novembro de 2013 às 23:06

      Verdade, vide o publieditorial do Alex e Wilian que saiu há alguns dias. Moda excelente, melhor que muitas de artistas consagrados e que não pagam publieditorial. Eu pra ser sincero nem costumo entrar em posts publieditoriais com título chulo como este. Nem ouvi a música, só vim por causa dos comentários. E para o colega Piunt… digo Cláudio, o outro blog faz vários publieditoriais, inclusive fez um do Felipe Salles simultaneamente ao Blognejo, a diferença é que não destaca no início do post e nem assume publicamente, prefere rotular como “Artistas Novos”, como se estes estivessem ali apenas pelo talento e qualidade, e não por causa do jabá.

  • Renan - SP: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 23:29

    Esse negócio de blogs, essas discussões, estão pior que as brigas entre escritórios universitários.
    Como eu já disse antigamente, o sertão está virando água.

  • Alan: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 23:31

    Eu tinha um blog, e ganhava meu dinheiro com o Adsense, minha miséria que ele paga por mês, ou seja, também fazia um “jabá” de produtos. Eu sempre clico nos anúncios, sei como é importante pro blogueiro esses posts e anúncios.

  • LUCIANO SILVA: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 23:39

    Rasguei o dicionário, não existem no idioma português palavras que descrevam esse clipe, essa música e esse nome artístico.

    Infeliz por não encontrar uma definição satisfatória com palavras, me desdobrei na busca de uma imagem ou de outro vídeo que pudessem, TALVEZ, concorrer na mesma categoria de maiores atrocidade feita pelo ser humano contra a “música”. Após procurar por quase dois dias encontrei isso daqui:
    http://www.youtube.com/watch?v=7LVq0GLB45Y

    • Paulo Ricardo: (responder)
      22 de novembro de 2013 às 00:02

      Ééé Luciano, a diferença, é que este “Quadradão” dentro do gênero funk, tem grande chance de se tornar um “clássico”. Já a música do cantor de nome ruim… sei não, hein.

  • Alan: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 23:54

    A gente só está segmentando anúncios. Os novos artistas mais conservadores vão agradar quando anuncirarem aqui, como no caso do Márcio e Leandro, que foi um ótimo acerto, já quem errou foi Europinho… assim que se acerta um público…testando.

  • Renan - SP: (responder)
    21 de novembro de 2013 às 23:55

    Não somos obrigados a gostar de algo, só porque o dono está recebendo $$$, a nossa critica é até pra ajudar esses caras a fazerem algo melhor com a música, arte é coisa séria, e estão fazendo dela um mecanismo de “meio de vida” e não colocando em primeiro lugar a própia arte.
    Essa é a verdadeira voz do povo, que não é aquilo que vemos na Globo, nas rádios, aqui somos livres para expor nossos pensamentos e opiniões.
    Cabeça ruim é phoda, da critica tem que se tirar algo que o faça crescer como profissional e pessoa.
    Critica é bom, elogio é cheio de segundas e terceiras intenções, a pessoa não quer ver evolução.
    É tão bom aprender, ver a vida de um outro angulo, pena que as pessoas são muito orgulhosas pra entender.

  • Alan: (responder)
    22 de novembro de 2013 às 00:12

    É como eu disse, eu entendo o lado do blogueiro, mas o cantor é ruim mesmo, fazer o que né…

  • Luciana: (responder)
    22 de novembro de 2013 às 01:41

    É, Marcão! Você podia estar matando, podia estar roubando, podia estar traficando… Podia estar dançando funk (e tá aí uma coisa que queria ver #sqn)… Mas está aqui, mantendo o blog, divulgando música (seja ela boa ou ruim), ganhando a sua grana e, como você mesmo disse: de forma honesta.
    Fazer o quê quanto a isto? “Deixe que digam, que pensem que falem…”, do sábio Jair Rodrigues.

    • Marcus Vinícius: (responder)
      22 de novembro de 2013 às 02:01

      Já me acostumei. Tanto que só respondo os comentários que considero realmente ofensivos e desnecessários, como o daquele otário daquele Claudio mais acima, que quando comenta só o faz pra me ofender. O restante é válido. Infelizmente tenho que deixar no ar, porque é disso que o blog é feito, da diferença de opiniões. O fato deste, assim como os outros, serem “publieditoriais” já deveria ser o suficiente para que a galera pegasse leve nos comentários. Afinal trata-se meramente de uma divulgação de um artista. E quem sou eu pra impedir um artista, quem quer que ele seja, de tentar divulgar seu trabalho?

    • Marcus Vinícius: (responder)
      22 de novembro de 2013 às 02:05

      Ah, e tem uma outra coisinha também. Note que a galera só se manifesta quando é pra falar mal de alguma coisa. Faz parte do ser humano desdenhar de algo que não aceitam e ficarem indiferentes ao que gostam. Quando eu posto aqui algo que em teoria só teria comentários positivos, a quantidade de comentários é reduzida. Vide o post anterior, com a Laís cantando. Agora quando posto algo mais, digamos, “picante”, aí já viu né?

      • LUCIANO SILVA: (responder)
        22 de novembro de 2013 às 09:11

        Na música atual o fato é que:

        O artista é bom – Dados os últimos acontecimentos (Cantor falando sem pudores que não cantou ao vivo e depois editou a voz e aquele vídeo com o pessoal estragando a música do CH&X) está difícil de saber quem canta de verdade e quem está trapaceando com ajuda do melodyne. Do jeito que as coisas estão só dá pra saber se o artista é bom quando ele canta sem truques. A dupla Emílio e Eduardo na entrevista dada aqui ao blognejo provaram que cantam de verdade. Gostaria de ver um clipe da Laís naqueles moldes, só voz e violão a seco. Procurei na internet e não achei.

        O artista é ruim – nem com grande produção e software de correção da voz melhoram o “PRODUTO” final. Uma das formas de detectar pseudo cantores é através das músicas que cantam, percebam que eles têm dom para fuleiragem (vide este post).

        As críticas aqui são mal interpretadas, pois quase sempre são relativas ao conteúdo do que está sendo cantado. Se o artista não tem VOZ ele deve procurar supri-la com qualidade em outros aspectos da música (letras, sentimentos, arranjos e uma interpretação convincente). Essa é a mensagem das críticas que leio aqui.

        • Luciana: (responder)
          22 de novembro de 2013 às 11:38

          Luciano, dá uma olhadinha neste vídeo (http://globotv.globo.com/rede-globo/encontro-com-fatima-bernardes/v/roberta-miranda-canta-com-lais-a-musica-majestade-o-sabia/2716850/). A Laís canta “Majestade o sabiá” ao vivo no programa da Fátima Bernandes, inclusive acompanhada da Roberta Miranda. Ela escorrega em dois trechos, o que acredito que tenha sido devido ao nervosismo de estar com a Roberta. Mas a própria Roberta toma um “escorregão”. O fato é que, em todos os shows ao vivo que já fui até hoje, quase sempre ouvi um pequeno deslize dos cantores, principalmente quando estão em princípio de carreira, pois fazem muitos shows numa semana (tá, alguns são muito ruins mesmo e deveriam se ater a cantar no banheiro), ou no fim dela, quando a má-técnica vocal empregada por toda a vida reflete nas cordas. E dos show que fui e os artistas não desafinaram, cito: Marisa Monte, Roupa Nova, Paula Fernandes, Eduardo Costa, Ivete, Ch&X (e era o segundo show da dupla na noite) a antiga formação de Fred e Gustavo, Teodoro e Sampaio (o show mais divertido que já fui em todos os tempos), Jorge e Mateus, Almir Sater e pasme: o Mariano, da dupla com o Munhoz. Enfim: quem trabalha ou estudou um pouco de música tende a ser mais exigente que o público normal. Quem é da velha geração tende a abominar o novo. Mas a verdade é que o próprio tempo se encarrega de separar o joio do trigo, porque a juventude não é eterna. Tenho certeza que nossas críticas são bem vindas e o Marcão nem se importa com elas. Abraços!

      • Luciana: (responder)
        22 de novembro de 2013 às 12:00

        Marcão, eu acredito que toda crítica é válida. Mas criticar é uma coisa, e ofender é outra.
        Quanto a qualidade, você msm já disse: tratam-se de publieditoriais, esse é seu “ganha-pão”. Não julgo, pois é idôneo. Mas têm coisas que aparecem (e não é só aqui) que é tão ruim que eu assisto uma vez, não acredito e assisto de novo pra ter certeza de que não foi uma alucinação. Particularmente não sou de “descer a lenha”, então o que eu faço? Chamo a minha irmã pra ver e damos boas gargalhadas (porque acredito piamente que rir é sempre o melhor remédio). Abração!

  • Victor235: (responder)
    22 de novembro de 2013 às 02:17

    Esse cantor tem uma música muito boa, procurem aí “Prejuízos de um amor (part. Spartaco).

  • @ariomester: (responder)
    22 de novembro de 2013 às 16:20

    Vou deixar uma dica construtiva, caso algum produtor/compositor/artista esteja lendo isso aqui, se precisar depois eu repito.
    A regra da música é muito simples: se é bom, as pessoas vão atrás. Se é ruim, elas toleram por algum tempo e depois começam a criar repúdio, sentem envergonhadas de terem escutado ou dançado tal música. É simples.
    Quantas pessoas ficam com vergonha de terem dançado lambada, ou É o Tchan? Mas na época curtiam, né? Acontece.
    Muita gente confunde tolerância com gosto. Muita gente vai no rodeio porque tem mulher solteira, porque tem homem bonito, ou porque é a única festa do ano na cidade. Não se iludam achando que o povão vai no show simplesmente porque gostam do artista. É bem mais complexo do que isso.
    Sobre o melodyne, overdub e afins, eu acho válido, acho interessante o “ao vivo” gravado em estúdio dentro de algumas propostas. Mas temos que lembrar o seguinte.
    Boas composições, bons cantores, boas bandas, bons arranjos o público tolera em gravações mais ou menos e imortaliza nas boas produções. Vide o enorme mercado de discos gravados ao vivo em condições precárias de Led Zeppelin, dos Beatles, do Michael Jackson e outros artistas pop e rock. São gravações amadoras, de baixa qualidade, mas como o repertório e o artista são de alto nível, isso acaba ficando aceitável.

    Então, resumindo, antes de despejar milhões de reais, gastar horas e mais horas de estúdio e videoclipe, ter um bom repertório, com músicas BOAS, bem arranjadas e uma proposta coerente podem fazer toda a diferença. Só conheço esta música do Euripinho e desejo todo sucesso. Mas como o pessoal está levando pra esse lado de composição, vou deixar minha opinião em geral.

  • Arthur A.: (responder)
    22 de novembro de 2013 às 17:24

    Aos que estão reclamando do blog postar esse tipo de música: Acesso o Blognejo desde 2009, época em que os fins comerciais não eram tão evidentes, e desde aquela época este blog jamais se propôs a ser uma curadoria das melhores músicas ou dos melhores artistas (salvo, é claro, os posts exclusivos à essa finalidade, top 10, apostas do semestre, etc.). São os publieditoriais que mantêm o Blognejo, nós não pagamos assinatura pra ler o Blognejo. Se os meios tradicionais de comunicação têm seus “informes publicitários” por quê tanta resistência ao publieditorial?

    Eu juro que abro cada publieditorial postado aqui na esperança de ver alguma futura revelação da música sertaneja (em todos seus subgêneros), apesar de ser decepcionado na maioria das vezes.

    O Blognejo é uma das poucas fontes que se aprofundam na música sertaneja, e se vocês estão aqui é porque concordam comigo, e são os publieditoriais e outras formas de publicidade os responsáveis pela manutenção do blog e de seu autor, então vamo parar de mimimi em relação a isso, né?

    • Alan: (responder)
      22 de novembro de 2013 às 20:08

      Exatamente. Já sobre as gravações ao vivo antigamente, O Led Zeppelin tem pouquíssimos registros ao vivo, e nesses poucos, provaram que cantam mais ou menos bem, o mesmo vale pros Beatles, apesar do John Lennon ter uma voz meio esganifada. Hoje, as correções vocais chegam a níveis inimagináveis em alguns casos. Eu gosto do som bem “seco”, daí sei que é ao vivo mesmo.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.