05 dez 2013 | Lançamentos
Higor & Maurício lançam “Olha o rolo que deu”, com a participação de Henrique Costa. Ouçam abaixo.

“Olha o rolo que deu” é o nome da nova música de trabalho da dupla Higor & Maurício, que fará parte do primeiro EP dos caras, que deve ser lançado em breve. O EP contará com a produção do Junior Melo. A música conta conta com a participação do Henrique Costa, que já foi tema de postagem aqui no Blognejo.

Higor & Maurício são primos, nascidos em Unaí, e tem só 16 e 17 anos, respectivamente. Higor começou a tocar violão aos 11, e um ano depois o primo Maurício segui o mesmo caminho. Os dois faziam aula com o mesmo professor. A afinidade musical dos dois acabou vindo à tona e os dois começaram a tocar para amigos e familiares.

Quando decidiram gravar o primeiro CD, entraram em contato com o Henrique Costa a fim de providenciar músicas para o repertório do disco. Durante conversas através do Whatsapp, acabou nascendo a canção “Olha o rolo que deu”. A parceria na composição acabou virando também uma parceria na interpretação da moda, com o convite da dupla ao Henrique para que ele participasse da canção.

Ouçam abaixo a primeira faixa do futuro EP da dupla. Para baixar, basta clicar no ícone especificado.

Abaixo, algumas fotos da dupla.

17 comentários
  • LUCIANO SILVA: (responder)
    5 de dezembro de 2013 às 12:52

    Higor & Maurício! Na boa mesmo, aí em Unaí tem faculdade, tem curso preparatório para concursos, tem ensino profissionalizante e tem muita lavoura de feijão. Pensem nessas possibilidades.

    • goiano: (responder)
      5 de dezembro de 2013 às 13:45

      também conheço unaí caro luciano, cidade famosa pela “grilagem”. Mas, voltando ao assunto que é música, tbm concordo contigo! acho que Cantar não é o forte desses rapazes. Vão fazer outra coisa melhor: ler um livro, pescar, estudar, serem politico. Algo que contribua para a sociedade, menos fazer música.

      • lele da cuca: (responder)
        5 de dezembro de 2013 às 13:57

        Isso serve para blogueiros tbm

  • Renan - SP: (responder)
    5 de dezembro de 2013 às 14:13

    Visual = Restart
    Repertório = Thaeme e Thiago
    Aspiração = Luan Santana
    Musicalmente falando = &$%##%&&*@!%*/

  • artur: (responder)
    5 de dezembro de 2013 às 17:04

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Moro em unaí, meus caros. Esses meninos NUNCA sentaram a bunda em um barzinho. A primeira vez que seguraram um microfone foi pra gravar essa música. Um deles é filho de pai rico, comprador de feijão, que resolveu bancar a brincadeira dos meninos. Interessante é que em todo lugar estão divulgando como a NOVA música, sendo que eles não têm nenhuma anterior. Vamo ver até onde o dinheiro do pai vai leva-los.

    • Luciana: (responder)
      8 de dezembro de 2013 às 02:46

      Nossa, se isso que vc disse é verdade, o Marcão vai me dar licença porque nesse momento, eu preciso dar a essa moçada um pequeno recado: se querem cantar músicas de zoação, aprendam com os mestres: http://www.youtube.com/watch?v=1ZiwwdzHcek

  • Rafael Cesar: (responder)
    5 de dezembro de 2013 às 22:05

    Nossa hoje em dia tá tão facil ser um cantor, qualquer um sai gravando qualquer coisa por ai em busca de fama e grana.Mercado musical atualmente a muito podre, daqui uns dias esses caras ai tão em uma grande gravadora, afinal é isso que elas querem né, musicas ruins e pseudocantores.

  • Alan: (responder)
    6 de dezembro de 2013 às 20:02

    Desculpem falar de um negocio, nada a ver com o post, mas li um review do álbum do Chitãozinho e xororó bem interessante:http://www.blognotasmusicais.com.br/2013/11/chitaozinho-xororo-sintonizam-novos.html

    • LUCIANO SILVA: (responder)
      6 de dezembro de 2013 às 23:57

      Alan, acessei o link e segue as minhas considerações:
      CH&X é a minha dupla preferida até 1995, pois conseguiam acertar a mão na escolha do repertório e gravar vários sucessos. De 1996 até 2004 acertaram nos discos em que mesclaram música country e romântica.

      2004 – AQUI O SISTEMA BRUTO
      Aqui o sistema bruto
      Sinônimos

      2001 – INSEPARÁVEIS
      Frio da Solidão
      100% Adrenalina

      1999 – ALÔ
      Coração Vazio
      Faltou o country no disco.

      1998 – NA ABA DO MEU CHAPEU
      Deixei de ser cowboy por ela
      Pura emoção

      Agora de 2005 até 2013 se perderam completamente no meio do sertanejo universitário e estão na bobagem de querer seguir a onda. Chitãozinho e Xororó é uma das duplas mais queridas nas festas de peão e acho que devem escolher músicas para atender a esse público (country, romântico e caipira) e deixar de lado a ideia de querer entrar para o time dos universitários e baladeiros.

  • Alan: (responder)
    7 de dezembro de 2013 às 11:15

    Acho que a dupla que revolucionou a música sertaneja não ia ficar parada diante das mudanças. Acho que já ouviu falar da Kodak né, eles lançaram a primeira câmera digital, mas não acompanharam a evolução do mercado e das câmeras e foram a falência há uns 2 .anos

  • Rafael Cesar: (responder)
    7 de dezembro de 2013 às 13:40

    Chitãozinho e Xororó sem duvidas uma das melhores duplas, igual o Luciano descreveu, também acho que eles deveria seguir fazendo o que sempre fizeram, sem se preocupar com o momento, eles já tem o publico deles, o publico fiel e acho que isso é o mais importante.

  • Renan - SP: (responder)
    7 de dezembro de 2013 às 14:38

    “Todos estes que aí estão
    Atravancando o meu caminho,
    Eles passarão.
    Eu passarinho!”

    Mario Quintana.

  • Renan - SP: (responder)
    7 de dezembro de 2013 às 14:39

    “Viver em sociedade é um desafio porque às vezes ficamos presos a determinadas normas que nos obrigam a seguir regras limitadoras do nosso ser ou do nosso não-ser…
    Quero dizer com isso que nós temos, no mínimo, duas personalidades: a objetiva, que todos ao nosso redor conhece; e a subjetiva… Em alguns momentos, esta se mostra tão misteriosa que se perguntarmos – Quem somos? Não saberemos dizer ao certo!!!
    Agora de uma coisa eu tenho certeza: sempre devemos ser autênticos, as pessoas precisam nos aceitar pelo que somos e não pelo que parecemos ser… Aqui reside o eterno conflito da aparência x essência. E você… O que pensa disso?

    Que desafio, hein?
    Nunca sofra por não ser uma coisa ou por sê-la…”

    Clarice Lispector.

    • LUCIANO SILVA: (responder)
      7 de dezembro de 2013 às 15:30

      Renan, CH&X devem estar nesse dilema terrível entre renovar o trabalho(aparência) ou manter o paradigma de Meninos do Brasil (essência). Eu penso da seguinte forma: no Brasil temos uma quantidade enorme de festas de peão e considerando que a maioria do público que curte essas festas ainda gosta de música sertaneja com temas voltados para o campo acho que Chitãozinho e Xororó devem se atualizar no sentido a descrever esse novo caipira que hoje já não é mais Jeca, mas é Joia. Não consigo imaginá-los cantando essa suposta evolução musical de bebidas e pegação.

      • Renan - SP: (responder)
        7 de dezembro de 2013 às 15:58

        Pois é Luciano, antes Ch e X gravavam canções dignas de José y Durval (nomes que colocaram a dupla no primeiro lugar da Billboard em 1993), hoje gravam músicas dignas de Chitãozinho e Xororózinho.
        A dupla já tem um perfil, uma história, não precisam mais do mercado, eles poderiam atender o povo do campo e os cowboys que andam tão esquecidos musicalmente.
        A dupla veio numa levada boa até 2004, acertavam de 70 á 100% no repertório, depois começaram a ouvir muito o Junior Lima (2006), aí depois veio o Fresno (2009) e atualmente Fernando Zor.
        Essas foram as principais influências nos albuns, Vida Marvada (2006), Se For Pra Ser Feliz (2009) e o gravado na Wood’s.
        Que falta faz na carreira da dupla, o finado produtor José Homero Bettio.

        • Rafael Cesar: (responder)
          7 de dezembro de 2013 às 18:08

          Acho que quem já se consagrou não precisa de mais nada, eles deveriam sim dar uma modernizada acho que todo artista deve renovar, mas nunca perdendo a essencia, sempre buscar aquela coisa nos trabalhos anteriores.
          Um exemplo é Zezé Di Camargo & Luciano, que agora em 2013 renovaram o estilo dos arranjos e sem perder a linha, ontem foi lançado o novo EP deles eu comprei e ficou muito show, recomendo pra galera comprar aproveitar o preço porque o trabalho ficou bonito , das 5 faixas 2 tem um arranjo mais moderno e 3 delas com a pegada de sempre.

  • Alan: (responder)
    7 de dezembro de 2013 às 20:44

    Eles chegaram em primeiro lugar na bilboard latina, coisa que até o Michel Teló fez, apesar de ser um grande feito para a época onde a música brasileira não tinha muita força fora. Não sei de onde vocês tiraram “baladeiros” nas músicas. As músicas estão românticas com uma pegada muito legal, com a cara deles, com resgate de canções fantásticas como “Somos Assim”, “Pode Ser Pra Valer” e etc. Essa mudança fez muito bem a eles, para a maior dupla sertaneja de todos os tempos.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.