02 set 2009 | Reviews
I.U.O. – Maria Cecília & Rodolfo – Ao Vivo

capa_dvd_mcer-1

Escrevo este blog há dois anos, sendo que há um ano eu o tornei mais frequente. Desde que comecei com essa regularidade maior nas postagens, criei seções e tudo mais. Numa das seções, eu aproveitava para dar uma dica de algum artista novato e interessante aos leitores. Por intermédio de um sempre fiel leitor, o Fabinho Dorneles (naquela época era só leitor, hehehe), uma das primeiras dicas dadas pelo blog foi a dupla Maria Cecília & Rodolfo. Naquela época (como se fosse há uma década atrás), tocavam em bares e tudo mais, tinham uma certa frequência nas casas de São Paulo, mesmo sendo de Campo Grande. Isso foi há um ano. Desde então, um crescimento fora do comum ocorreu com a carreira dos dois. E olha que um dos primeiros sites a mencioná-los foi o nosso.

Daquele tempo pra cá, a dupla foi varrendo boa parte do Brasil com shows, o que culminou inclusive numa semana de férias forçadas para a Maria Cecília, que segundo dizem teria entrado inclusive em depressão com tamanho sucesso e consequente pressão. Ela é emotiva, e isso fica claro só de olhar pra ela. Então é normal que sucumba à pressão.

O mais interessante é que nunca antes na história da música sertaneja ocorreu um estouro tão repentino de uma dupla tão completamente fora dos padrões do segmento. Ora, é um casal. Uma mulher fazendo a primeira voz e um homem fazendo a segunda. E cantando normal, nada daquela coisa de musiquinhas infanto-juvenis de casal, como era comum à dupla Sandy & Junior, por exemplo, que de sertanejos só tinham os parentes. Duplas nesse formato (casal) existem às pencas, mas nenhuma delas conseguiu alcançar o sucesso que Maria Cecília & Rodolfo já alcançaram até agora.

A discografia da dupla contava apenas com um disco promocional que ajudou a promover os dois, principalmente depois do estouro da canção “Você de Volta”, do Marco Aurélio. Esse disco, ainda que simples, proporcionou um fechamento de contrato com a Som Livre. Aparentemente, tudo indicava que seria com a Universal, mas numa jogada de gênio fecharam com a Som Livre, que, sem dúvida, é a gravadora do momento para os sertanejos. Botaram música na trilha da novela e tudo mais. O caminho era natural para a gravação deste primeiro DVD de carreira. Restava apenas tomar os devidos cuidados para que nada desse errado e a dupla pudesse continuar no mesmo caminho que estava indo.

O Pinocchio e o Ivan, os preferidos dos goianos e sulmatogrossenses, foram chamados para a produção e direção musical do disco. Nenhum segredo. Bastou fazer o trabalho no esquema universitário já tradicional: violões e acordeon nos solos, mais baixo, bateria e percussão. Solos imitando os refrões. No caso das regravações, repetição dos solos originais, mas dessa vez com elementos mais acústicos. Enfim, um trabalho de certa forma correto, padronizado, justamente para evitar um possível excesso, que era tudo o que a dupla menos queria nesse momento. Afinal a intenção com esse disco é manter o alto nível de popularidade e, se possível, fazê-lo crescer ainda mais.

Para a direção do vídeo, uma figura já tarimbada nas produções realizadas em Goiânia: Anselmo Trancoso. No caso desse disco, o Anselmo só precisou mesmo coordenar a captação do vídeo, afinal a “estrela” da parte de vídeo aqui é o cenário, assinado pelo Zé Carratu. Interessante notar que ele introduziu um novo estilo de cenário nas produções sertanejas a partir desse ano. Os painéis de LED foram abandonados. Ninguém mais está usando aquilo. Virou coisa ultrapassada. Graças a Deus, diga-se de passagem. Uma composição de cenário com desenhos, cortinas e tudo mais é a nova onda do momento, fruto dessa ascensão do Zé Carratu como cenógrafo de DVDs sertanejos. E diga-se de passagem, o cara faz um trabalho primoroso. O cenário deste disco é belíssimo, principalmente quando contrasta com a cor azul.

Sobre o repertório, uma repetição daquele disco promocional, com algumas inserções. Faltaram canções inéditas. Como bem salientou um amigo meu, a dupla já está valorizada, não precisaria de regravações para agregar ainda mais valor. Mesmo assim, as regravações valem pela importãncia das canções. Destaque para “Somos assim” e “Deixa eu te amar”. Entre as inéditas, destaque para “Basta Você me olhar”, “Cego, surdo e mudo” (a música inédita mais gravada no ano) e “Quem ama cuida”.

O DVD traz ainda a participação do manjado Alexandre Peixe. Aliás, o pessoal da Audiomix ama esse cara . Esteve no DVD de Jorge & Mateus e agora no de Maria Cecília & Rodolfo. É claro que eles têm que tomar cuidado com o fato de que a onda do sertanejo elétrico já mostra intensos sinais de cansaço. É provável que com o Caldas Country Fest ela ainda tenha uma sobrevida, mas não creio que vai continuar por muito tempo.

Um dos principais alicerces para o crescimento intenso dessa dupla é o genial trabalho do empresário. O Eduardo Maluf está sendo pioneiro na utlização de mídias nunca antes exploradas por outros artistas, não só sertanejos. Propagandas em jogos de futebol, inclusive da seleção brasileira, por exemplo. Até na Estônia tinha placas com o nome da dupla. Olha que eles ainda estão apenas com uma música na novela. Uma participação no Faustão está agendada para breve. Se continuar nessa onda, não sei onde podem chegar.

Toda vez que falo de Maria Cecília & Rodolfo aqui no blog, algum leitor deixa algum comentário jocoso sobre eles. Questionam a qualidade e tudo mais. Mas o fato é que são uma dupla que cresceu muito profissionalmente. O Rodolfo é um cara que sabe muito bem o que está fazendo, conhece de música, é um ótimo segundeiro. E a Maria Cecília tem uma qualidade qua poucas cantores tem na música sertaneja: é intensamente emotiva. Qualquer coisinha é motivo para ela derramar o choro. Eu particularmente me comovo quando vejo um artista subir num palco e se emocionar com a receptividade do seu público. Imagino vividamente o que passa na cabeça daquele artista. É a realização de um sonho, afinal. E o choro é só o reflexo dessa realização que se consagra. Pode chorar à vontade, então. Quando o choro é de emoção, parece até mais sincero.

Nota: 8,5

12 comentários
  • Merrill Giffin: (responder)
    14 de julho de 2013 às 18:32

    I just want to say I am new to blogging and definitely savored this page. Almost certainly I’m want to bookmark your blog post . You absolutely come with incredible well written articles. Thank you for sharing your blog site.

  • Chester Dubre: (responder)
    17 de julho de 2013 às 00:31

    for black ops 2 cheat it awesome

  • my review here: (responder)
    17 de julho de 2013 às 23:53

    I have taken note that of all different types of insurance, health insurance is the most controversial because of the turmoil between the insurance company’s necessity to remain making money and the user’s need to have insurance cover. Insurance companies’ commissions on wellbeing plans are extremely low, therefore some organizations struggle to earn profits. Thanks for the thoughts you talk about through this web site.

  • why not try here: (responder)
    18 de julho de 2013 às 21:20

    I’m very pleased to discover this page. I wanted to thank you for ones time just for this wonderful read!! I definitely enjoyed every bit of it and i also have you book marked to see new information on your site.

  • pop over to this web-site: (responder)
    19 de julho de 2013 às 13:05

    Hi, I do think this is an excellent blog. I stumbledupon it ;) I will return once again since I bookmarked it. Money and freedom is the best way to change, may you be rich and continue to help other people.

  • look at this web-site: (responder)
    20 de julho de 2013 às 02:56

    I blog frequently and I seriously appreciate your information. Your article has really peaked my interest. I’m going to bookmark your blog and keep checking for new information about once a week. I subscribed to your Feed as well.

  • facebook advertising: (responder)
    20 de julho de 2013 às 08:24

    Between me and my husband we’ve owned more MP3 players over the years than I can count, including Sansas, iRivers, iPods (classic & touch), the Ibiza Rhapsody, etc. But, the last few years I’ve settled down to one line of players. Why? Because I was happy to discover how well-designed and fun to use the underappreciated (and widely mocked) Zunes are.

  • cash advance: (responder)
    20 de julho de 2013 às 10:52

    Between me and my husband we’ve owned more MP3 players over the years than I can count, including Sansas, iRivers, iPods (classic & touch), the Ibiza Rhapsody, etc. But, the last few years I’ve settled down to one line of players. Why? Because I was happy to discover how well-designed and fun to use the underappreciated (and widely mocked) Zunes are.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.