04 nov 2008 | Lançamentos
Juliano Cézar ao vivo – assim vive um cowboy

Olá. Desculpem o atraso nas postagens. É que ainda estou fazendo uns últimos ajustes no micro depois de uma recente formatação. Além disso, o pessoal da área de informática do meu trampo resolveu bloquear metade dos sites que existem no mundo, o que me impede de pesquisar em horário comercial. Mesmo assim, male-male a gente vai levando.

Como eu já disse em posts anteriores, o Juliano César é um cantor respeitado no segmento. Há anos ele segue a mesma linha, sendo um dos únicos legítimos representantes da influência country na música sertaneja ainda em atividade. É claro que ele não adota um estilo 100% country, mas sempre fez questão de gravar músicas que mostram bem essa influência.

Em seu novo CD e DVD, intitulado “Assim Vive um Cowboy”, o cantor ainda insiste na mesma roupagem. É claro, no entanto, que ele percebeu a necessidade de adaptar à modernidade. Convenhamos que ele nunca alcançou um sucesso estrondoso. Por isso a necessidade de se alcançar um público maior. Prova disso são as participações que ele convidou para o CD. A “patota” universitária está presente em peso, hehehe. João Bosco & Vinícius, Fernando & Sorocaba e Jorge & Mateus representaram a “categoria”. De outras subdivisões do segmento, o DVD contou com Matogrosso & Mathias (andavam sumidos), Zé Henrique & Gabriel, Teodoro, Fred & Pedrito. E ainda tem o grupo Calcinha Preta. De certa forma, a alta quantidade de participações serve para mostrar que Juliano Cézar é respeitado e admirado pelos profissionais do segmento.

Com relação à produção do CD/DVD, é uma repetição dos outros trabalhos do cantor. Nota-se, no entanto, uma leve modernização do repertório ou da roupagem de seus antigos sucessos. Tudo para se adequar ao novo. Gravado em Ribeirão Preto, importante reduto da música sertaneja, o DVD conta quase que apenas com regravações. As músicas regravadas pelo menos são maravilhosas. “Noite de Tortura” (Chrystian & Ralf), “O cantor e o peão” (João Mineiro & Marciano), “Não vá pra Califórnia” (composta pelo Victor, gravada no primeiro CD de Victor & Léo) e algumas outras. Além das próprias canções de sucesso da carreira do cantor, como “Rumo a Goiânia”, “Rodo sem borracha”, “Faz ela feliz”, “Bem aos olhos da lua”, “A Malvada”, “Cowboy Vagabundo”… Faltou, na minha opinião, “Não aprendi a dizer adeus”, que ele gravou antes mesmo de Leandro & Leonardo.

Um dos pontos interessantes deste trabalho foi a atuação das participações tocando instrumentos. Na participação de Zé Henrique e Gabriel, o Zé tocou viola caipira. e Fernando e Sorocaba tocaram bandolim e gaita, respectivamente. No mais, é um trabalho regular, sem nada inovador. Porém, é fiel ao estilo do cantor, apesar do sutil, porém evidente desespero em alcançar um público mais jovem e contemporâneo. Espero que faça sucesso, pois considero Juliano César um exemplo de perseverança. Ele leva umas rasteiras de vez em quando mas sempre se levanta novamente pra continuar a batalha.

Ah, eu já ia me esquecendo. Eu tive o prazer de ter este CD entregue a mim em mãos pelo próprio Juliano. Que moral, hein!!!

Nota: 8,0
1 comentário
  • Trish Mikolajczak: (responder)
    14 de julho de 2013 às 15:19

    I simply want to mention I’m very new to weblog and honestly loved this web-site. Likely I’m likely to bookmark your site . You really have beneficial writings. Many thanks for sharing your web page.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.