16 jan 2009 | Lançamentos
Luiz Claudio & Giuliano – Ao Vivo na Balada

O pessoal que acompanha o blog já deve ter notado que eu admiro muito o trabalho de Luiz Claudio & Giuliano. O Luiz Claudio é um dos pouquíssimos cantores sertanejos que dominam a técnica vocal com imensa precisão. Tamanho dom já proporcionou a ele trabalhar como backing vocal de artistas como Bruno & Marrone e o grupo Só Pra Contrariar. Fora o seu talento como compositor, também já citado aqui. Da cabecinha dele já saíram canções incríveis como “Te amar foi ilusão” (Bruno & Marrone), “Pra que chorar” (Guilherme & Santiago), “Amor Verdadeiro” (Só Pra Contrariar) e “Momentos de nós dois” (Chrystian & Ralf). Aqui em Uberlândia, o cara é a referência para TODOS os cantores iniciantes. Sempre que alguém daqui quer falar de um bom cantor, fala do Luiz Cláudio. O Giuliano também é um artista muito talentoso. É um p… músico, multi-instrumentista, já tendo trabalhado com Matogrosso & Mathias e Bruno & Marrone, além de ser um grande produtor e compositor também.

Devido a isso, muito se especula sobre os motivos que levam Luiz Cláudio & Giuliano a permanecer no mesmo patamar, isto é, não chegar no nível de sucesso que se espera de uma dupla tão bem preparada. Alguns dizem que um dos motivos é a falta de humildade do Luiz Cláudio. Outros alegam que é a falta de carisma da dupla, que, por mais que tente, não consegue criar aquela empatia com o público, extremamente necessária pra quem sonha em alcançar o topo.

O fato é que provavelmente eles próprios se sintam pressionados. É muita expectativa, de todos os lados, pra que os dois estourem de vez. Eu já disse certa vez que o Bruno e o Edson andaram profetizando que o dia em que o Luiz Claudio chegasse ao topo seria o dia em que a música sertaneja mudaria. Parece muita pretensão, mas isso realmente foi dito. Então, entre um lançamento e outro, nada de efetivamente concreto aconteceu. Já tiveram música em novela, na qual fizeram até uma cena cantando, cantaram no Faustão e tudo mais. Mas o estouro meeeesmo nunca aconteceu.

Penso eu que eles sentaram com os empresários e traçaram um plano pra chegar ao sucesso de uma vez por todas. Como? Cantando o que eles julgam que o povo anda querendo ouvir. Nos últimos trabalhos, haviam muitas canções marcantes, bem escritas e interpretadas. Grande detalhismo nos arranjos era outra das marcas da dupla. Mas agora, nada. Luiz Claudio & Giuliano mudaram radicalmente o estilo numa evidente e desesperada tentativa de finalmente estourar e, quem sabe, chegar ao topo. O fato é que exageraram um pouco na dose.

Expliquemos. Na cabeça deles, o povo quer ouvir discos ao vivo. Então fizeram um disco normal e inseriram a ambiência do “ao vivo” da forma mais caricatural possível, com o povo cantando todas as músicas durante todo o tempo. Ora, quando é que se vai num show e o povo canta todas as músicas durante o tempo todo, ainda mais se tratando de músicas inéditas? É um método muito forçado de se inserir a ambiência. Torna o disco muito falso.

Pensaram também que o povo quer ouvir atualmente discos com metade das músicas dançantes e metade em ritmo de balada “universitária”. Foi exatamente isso que fizeram. Alternaram as faixas entre músicas dançantes e baladas universitárias. Se fossem músicas boas, no entanto, udo bem. Mas parece que eles pensaram também que o povo só quer saber de letras idiotas e sem sentido. A música de trabalho tem um refrãozinho que fala “seu jardineiro, eu pulei esse muro não foi para roubar, seu jardineiro, eu pulei esse muro somente para beijar e bla bla bla.” Provavelmente alguém pensou que se uma música onde um cara que dormiu no banco da praça se explica para o “seu” guarda fez sucesso, uma música onde um cara se explica para o “seu” jardineiro também o faria. Dentre as dançantes, tem uma onde o refrão só tem um verso que se repete o tempo todo: “é no boteco, é no boteco, é no boteco da Maria”. Aquelas músicas com letras incríveis e excelente interpretação foram deixadas pra trás.

Das 17 faixas do disco, as 15 primeiras são ao vivo. Dentre elas, um regravação de “Espuma da Cerveja”. O fato, no entanto, é que as de estúdio são as melhores canções do disco. A 17 é a regravação de “Entre a serpente e a estrela”, com a participação de Zé Ramalho. A outra é a melhor do disco disparada. Talvez a única que realmente valha a pena voltar para ouvir de novo. Chama-se “Mentes tão bem”. Essa sim lembra as boas canções da dupla.

No mais, é isso mesmo. Depois de um disco quase perfeito como foi o álbum “Dois Apaixonados” e um CD Ao Vivo bastante agradável, eu esperava algo no mesmo nível. Acabaram lançando um disco feito aparentemente “pelas coxas” e que fugiu totalmente do sempre tão bem executado estilo da dupla. Ah, Marcus, mas e as músicas inéditas que você tanto defende? Se fossem boas, eu falaria. Mas o repertório realmente foi muito mal escolhido. Eu, como fã que sou, sinceramente não entendi.

Nota: 6

6 comentários
  • Emilio Rokisky: (responder)
    14 de julho de 2013 às 16:18

    I just want to say I am just newbie to blogs and really enjoyed you’re web-site. Most likely I’m want to bookmark your site . You absolutely come with remarkable articles. Regards for sharing with us your website.

  • us: (responder)
    17 de julho de 2013 às 22:24

    Its fantastic as your other posts :D, appreciate it for putting up.

  • Mata: (responder)
    26 de julho de 2013 às 04:16

    Educational requirements are to find a good college that you will be happy with. Sign up for the classes needed to take and any financial aid. Talk to a student advisor to find out your responsibilities in getting your diploma. One needs to have a deep desire and longing to help promote the process of helping to keep earth clean. One must realize the choices, that are made, will help to bring back those lives that have died because of bad choices. Extinct animals and plant lives are also studied to find ways to help prevent the same steps from recurring. There are a lot of new information such as learning about the different plant lives. Animals will become a new name for workers and respect will become more prominent. Graduation will bring a whole new establishment for it’s advisors. Those in the government seats will relish in the thought of new, bright, and knowledgeable minds working for them. Waste management among others are anxious to open their doors for new faces. By learning how to get rid of excessive waste, fluids that can cause hurt, and how to destroy items that will bring concern for others, are some of the concepts of this class.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.