22 jul 2011 | Notícias
Minha primeira turnê…

Ok, “turnê” é um termo meio exagerado, afinal foi só uma semana de viagem para divulgação do trabalho, mas acho que não tem outro termo pra encaixar aqui com a mesma intenção.

Quem é leitor antigo do Blognejo sabe que em outros tempos eu costumava escrever uma seção com histórias sobre o dia-a-dia de um cantor sertanejo, no caso eu. Não eram histórias sobre mega shows e tal e coisa, afinal como cantor eu ainda não sou  sucesso, hehe. Eram histórias sobre o dia a dia nos bares e baladas e tudo o que aquilo podia trazer de implicação. Confesso que eu até aproveitava para denunciar caloteiros.

Talvez por tratar de um artista “pequeno”, a seção acabou sendo rechaçada numa enquete realizada por mim junto aos leitores e por isso foi retirada da nossa pauta semanal. Hoje, no entanto, resolvi fazer um post meio Old School e trazer de volta, ainda que por um dia, um pouco do nosso “diário de um cantor sertanejo”, apenas para contar a história da minha primeira grande viagem a trabalho junto com minha dupla, Marcus & Leandro.

Por intermédio e iniciativa da Web Rádio Zona Sertaneja, fomos convidados a realizar uma série de apresentações na cidade de Curitiba e em outras cidades próximas entre os dias 12 e 17 de julho. O pessoal da rádio marcou apresentações em alguns dos principais points da região. Seria a primeira vez que eu sairia de Uberlândia para ficar tanto tempo fora tocando, afinal até o último dia 08 de julho eu ainda era um funcionário público com horários a cumprir e portanto nunca pude arriscar uma longa viagem a fim de apresentar meu trabalho artístico. Mas agora estou livre e posso ir para onde eu quiser quando eu quiser hehehe.

Depois de doze horas dentro de um carro de Uberlândia até Curitiba e de uma tarde de descanso no hotel (legalzinho, mas não um cinco estrelas), nos apresentamos no Austin Bar, um pub de altíssimo nível na região central de Curitiba. No dia seguinte, show no Jack Bar em São José dos Pinhais, outro point muitíssimo bem frequentado. Antes da viagem, eu fiquei com receio de que o público da região de Curitiba não fosse tão adepto do estilo que a gente costuma apresentar, cujo repertório mistura músicas moderninhas da parada de sucessos com clássicos na viola caipira. Pelo contrário. A galera curtiu sim um estilo mais rústico se alternando com as musiquinhas que todo mundo toca.

Na quinta-feira, aproveitando para agradecer a oportunidade de mostrar o nosso trabalho na região de Curitiba, nada mais justo e conveniente que um estúdio ao vivo na Zona Sertaneja. Aliás, estúdio ajeitadíssimo o dos meninos. Um espaço de dar inveja até para rádios comuns, diga-se de passagem.

Mais tarde participamos do lançamento do CD da dupla Jeter & Rodrigo, realizado na Momentai, um dos vários incríveis espaços que existem em Curitiba. O Jeter é um grande compositor da cidade. Por conta do respeito que a galera sertaneja da cidade tem por ele, também participaram do lançamento as duplas Jota Junior & Rodrigo, Álvaro & Daniel e Edu Cezar & Serginho. O Matheus, da dupla Erik & Matheus, também esteve presente no evento.

Na sexta-feira, descemos até Joinville – SC para mostrar um pouco do nosso trabalho no Villy Country. Mais uma vez ficamos impressionados com a estrutura. É que a região de Uberlândia carece de casas do nível dessas que eu pude conhecer ali em Curitiba e região. Incrível como a galera investe mesmo numa infraestrutura bacana, coisa que a gente não vê com frequência aqui na região, talvez por desinteresse do público ou até por falta de ambição dos donos de casas de eventos, mas enfim…

Já no sábado, jornada tripla. Aproveitando o equipamento e o talento fotográfico de um curitibano muito amigo meu, o Renatão (abração, Renatão), aproveitamos para renovar nosso estoque de fotografias e fomos até o Jardim Botânico para aproveitar o entardecer e fazer algumas belas imagens.No fim das contas, saímos com cerca de 150 fotos, muito mais do que as…, as…., hehe, na verdade a gente não tinha NENHUMA foto ainda. A da capa do nosso CD, por exemplo, foi uma montagem de uma foto minha com uma do parceiro, rsrs. Pelo menos agora material para artes visuais não vai faltar.

À noite, dois shows. O primeiro no North Bar, da minha amigona de Twitter Andréia (a @annzinhaa), e o segundo no Território Sertanejo, tradicional reduto dos amantes de moda sertaneja na região central de Curitiba. No total, só nesse dia, cerca de 5 horas de apresentação. Haja garganta e dedo pra aguentar todo esse tempo.

No domingo, o show seria num dos locais mais badalados da cidade, a Wood’s Pub. O point é concorrido tanto para o público quanto para os que se interessam em tocar por lá. Saímos mais cedo do hotel (antes do almoço) para evitar o gasto desnecessário com a diária, já que voltaríamos para Uberlândia logo após a apresentação. Oportunamente, fomos agendados para abrir a noite, logo após o término do jogo do Brasil. Por conta disso, ficamos a tarde toda passeando pelas ruas de Curitiba esperando a hora chegar. E não é que por conta desse nosso passeio involuntário, acabou acontecendo algo extremamente inusitado?

Interessados em assistir o famigerado jogo do Brasil com o Paraguai no último domingo, saímos em busca de um boteco com TV. Chegamos a ir até a porta da Wood’s para ver se já estava aberto. Assim a gente assistia o jogo e já ficava por lá para tocar. Como estava fechado, acabamos dando uma volta pelas redondezas à procura de um outro lugar. No quarteirão de trás, encontramos um bar com TV. Algumas pessoas já estavam por lá assistindo o jogo.

Nos acomodamos, sem qualquer pretensão que não a de apenas acompanhar a partida. Até que senta bem ao nosso lado um dos maiores apresentadores da TV brasileira, o Ratinho. Pensem na probabilidade de isso acontecer. Um barzinho simples, de uma portinha só, daqueles que servem tira gosto mesmo. Obviamente, o empresário da nossa dupla não perdeu a oportunidade de sair distribuindo souvenirs, como CDs promocionais, camisetas, chaveiros e tudo mais.

A intenção era apenas deixar o nosso trabalho com a galera que estava por lá, e com o Ratinho, claro. Mas um dos frequentadores do bar, que coincidentemente era o assessor do hômi, já nos intimou a cantar ao vivo enquanto o jogo rolava. Olha o resultado da brincadeira:

Reparem no bermudão do coitado aqui, que foi pego desprevenido com a oportunidade de apresentar o trabalho para o Ratinho assim de uma hora pra outra. O reultado desse encontro ainda é uma surpresa. E é melhor não contar ainda pra não estragar, mas se Deus quiser eu conto em breve por aqui.

Depois disso, nos apresentamos na Wood’s Pub e logo depois voltamos para Uberlândia, encarando mais 12 horas de estrada. Como resultado da viagem, a satisfação por ter tido uma sorte que pouca gente tem de encontrar (e agradar, diga-se de passagem) um grande apresentador de TV e empresário e a consciência de que Uberlândia é um ovinho de codorna se comparado ao grande universo da música sertaneja espalhado por esse Brasil. Sem dúvida nenhuma, hoje eu tenho a consciência de que para desenvolver um bom trabalho nada melhor que pegar a estrada e ir à luta. Cada lugar é diferente do outro, aliás. E Curitiba, devo dizer, está anos luz à frente de muitos outrs lugares no respeito aos artistas da noite e na qualidade dos locais onde rola música ao vivo. Ficar parado em casa esperando as coisas acontecerem é uma burrice. Obrigado mais uma vez à Zona Sertaneja por ter nos dado essa oportunidade e parabéns pelo extremo profissionalismo e competência com que tocam os negócios. Vão longe ainda esses meninos, hehe.

6 comentários
  • Dominick Sconiers: (responder)
    14 de julho de 2013 às 15:12

    I simply want to mention I am beginner to blogs and honestly savored you’re web-site. Almost certainly I’m likely to bookmark your website . You amazingly have good articles. Thanks for revealing your website page.

  • Royal Dematos: (responder)
    17 de julho de 2013 às 03:12

    After study a few of the blog posts on your website now, and I truly like your way of blogging. I bookmarked it to my bookmark website list and will be checking back soon. Pls check out my web site as well and let me know what you think.

  • webpage: (responder)
    17 de julho de 2013 às 23:26

    of course like your web site however you have to check the spelling on several of your posts. Several of them are rife with spelling problems and I to find it very bothersome to tell the truth nevertheless I will certainly come again again.

  • Paulo Ricardo: (responder)
    6 de novembro de 2013 às 18:37

    Ei Marcão, estes videos são privados?

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.