29 ago 2012 | Notícias
Music Trends – Multishow HD

Na semana passada foi transmitido no canal Multishow HD (que não é o Multishow regular) o último programa da série de documentários intitulada Musc Trends, a primeira série brasileira produzida exclusivamente para o Multishow HD.

O programa funcionou da seguinte forma: foi feita uma pesquisa junto ao público sobre os novos sons musicais, o que pode vir a ser tendência daqui pra frente. E a pesquisa foi feita de forma bem ampla, abrangendo todos os segmentos musicais, nacionais e internacionais, sem nenhum preconceito relacionado a gosto musical ou coisas do gênero, o que por si só já é altamente louvável. Após essa pesquisa, chegou-se a uma lista de 100 nomes, que foram divididos em diversas tendências, que o programa resolveu chamar de mood. Dentro de cada mood, cinco sub-tendências, que o programa chamou de micromoods. Vejam os organogramas abaixo, com cada um dos moods abordados e os artistas que deles fazem parte, além de uma explicação geral do que vem a ser cada um dos moods.

* Time:off

* Nowdismo

* Happy-to-be

* Twisted Future

Para explicar as características de cada um dos 100 artistas apresentados no programa, foram convidados vários especialistas, cada um em sua área, para gravar depoimentos. Para os artistas sertanejos, foram convidados dois “experts” no assunto, hehehe: este que vos escreve e o colega André Piunti, do site Universo Sertanejo.

A idéia geral do programa é muito interessante. Com certeza os mais conservadores vão torcer o nariz para o que foi falado no programa. No contexto geral, a música geral contou com representantes em dois micromoods, que os editores do programa chamaram de “sertanejo pegação” e “brazilian way of country”. O primeiro se encaixou no mood “Nowdismo” e o segundo no mood “Happy-to-be”. A idéia geral é bastante coerente, mas com certeza rende um bom debate. Pelo menos reclamações de boa parte dos comentaristas do Blognejo virão, sem sombra de dúvida.

Abaixo, seguem todos os vídeos da série de documentários, incluindo os que não falam dos artistas sertanejos. É que eu julgo interessante acompanhar todo o contexto do programa para entender porque cada artista foi inserido ali e de onde surgiu cada um destes micromoods. Apesar de saber que poucos de vocês terão paciência para assistir todos os vídeos, acho que seria bacana. Caso não se interessem, os vídeos com os depoimentos deste que vos fala e do André Piunti são os dos episódios 2 e 3. Não reparem na gagueira e assistam sabendo que cortaram pelo menos 80% de tudo o que falamos, hehe.

Episódio 1 – Time:off

* Parte 1:

* Parte 2:

* Parte 3:

Episódio 2 – Nowdismo

* Parte 1

* Parte 2

* Parte 3

Episódio 3 – Happy-to-be

* Parte 1

* Parte 2

* Parte 3

Episódio 4 – Twisted Future

* Parte 1

* Parte 2

* Parte 3

21 comentários
  • Leonardo (Bill Moura e Leonardo): (responder)
    29 de agosto de 2012 às 18:19

    Acima de tudo, apesar de sermos sertanejos, SOMOS MÚSICOS.
    E como músico, temos que respirar, mastigar, boa musica, seja ela de qual estilo for, e de que forma.

    Eu respiro música, e apesar de gostar muito de rock, folk setentista, estou sempre antenado no que tem de novo por ai, seja no sertanejo, como no Rock and Roll, Country, etc…

    Acho que se muitas duplas pesquisassem, procurassem por novas sonoridades, estilos, etc…não teriamos essa quantidade de musicas “arrochanejas” “funknejas”, e quem ganharia com isso seria o ouvinte com a diversidade cultural dentro das vertentes da musica sertaneja.

    Abração e Parabéns Marcão e Piunti….

    Leonardo (Bill Moura e Leonardo)

  • Teco: (responder)
    29 de agosto de 2012 às 18:35

    Afff … Bessa ?

    • Dantas: (responder)
      30 de agosto de 2012 às 00:27

      sabia ke essa citação do bessa só podia ser opnião do Marcão,poxa cara te admiro pra caramba marção mais essa insistência em juninho bessa vira essa pagina

  • Tiago: (responder)
    30 de agosto de 2012 às 01:35

    JUNINHO BESSA? TEM CERTEZA? LASTIMÁVEL

    • Leonardo (Bill Moura e Leonardo): (responder)
      30 de agosto de 2012 às 09:36

      O cara tem seu valor. Se esta lá, tem seu valor.

      Respeite-as.

      • Teco: (responder)
        30 de agosto de 2012 às 11:04

        Seu valor ? Esse cara deve ser um coronel de uberlândia !! Ele deve ter muitos valore$$$ só pode ! Assim como Bruninho e Davi com muitos valore$$$$ !!!

        • doniat limas: (responder)
          30 de agosto de 2012 às 14:33

          todos os nomes citados só podem estar de brincadeira, só lixo … menos Kleo dibah q faz um som menos ruim

          o resto tem cara de $$$ gasto

          • Teco: (responder)
            30 de agosto de 2012 às 15:06

            Pois é o KD&R são bons não nego, mas quem não conhece ouve e pensa que é JBeV que o pior ainda são seus empresários…. Os caras gostam tanto deles mesmo que acharam uma dupla idêntica !

      • Maykon: (responder)
        30 de agosto de 2012 às 16:57

        Juninho Bessa tem la seu valor sim, mas artistas como, Israel Novaes (que já emplacou 2), Thiago Brava ( que vem com um repertorio muuuuito criativo seguindo esse ritmo arrocha; e Gabriel Gava ( que já e aposta ate da SOM LIVRE ). mas se Piunti e Marcão apostam em J.B. opinião e opinião né.

        • guto: (responder)
          31 de agosto de 2012 às 08:21

          Thiago brava é bem pior, ahahahha

  • JONATAN: (responder)
    30 de agosto de 2012 às 09:10

    juninho bessaaa????? husahsauhauuhsa
    o cara so tem uma moda … eu vou voltar pro meu arrocha pra moda sertaneja eu quero e arrocha arrocha… aff

  • Eduardo: (responder)
    30 de agosto de 2012 às 11:34

    Eu vou assistir mas se vocês dois falaram bobeira vou meter o pau em vocês. kkkkk

  • jaquisson: (responder)
    30 de agosto de 2012 às 16:51

    Juninho Bessa?

  • Marijleite: (responder)
    30 de agosto de 2012 às 17:16

    Não vi os vídeos ainda.
    Olhando os moods,vi que conheço e ouço cantores de todos os moods,menos do último.
    É legal isso de falar sobre música “no geral”,um pouco de cada gênero.
    petalasdeliberdade.blogspot.com

  • Jhonathan Draw: (responder)
    30 de agosto de 2012 às 18:29

    Só eu que nunca ouvi falar de Villa Baggage? Sério?

    • guto: (responder)
      31 de agosto de 2012 às 08:22

      Villa Baggage faz parte do projeto do Ivan, chamado Sertanejo Play. Sinceramente não vi nada demais neles, a não ser pelo fato de serem um trio, mas enfim….

  • jaquisson: (responder)
    30 de agosto de 2012 às 22:48

    Mas valeu pelo fato de
    Leo Magalhaes estar ali,
    o cara é o cantor sertanejo
    de mais sucesso no norte e
    nordeste! a muito tempo e é
    meio que ignorado pela midia
    sertaneja!

    • Teco: (responder)
      31 de agosto de 2012 às 11:13

      O Léo Magalhães nada mais é do que um cantor de forró fantasiado de sertanejo e ganhando os maiores valores correspondentes !

      • jaquisson: (responder)
        1 de setembro de 2012 às 22:04

        Léo Magalhães é mais sertanejo do que muitos que fazem sucesso por ai!

        • Teco: (responder)
          3 de setembro de 2012 às 11:01

          Até concordo, o sertanejo de hoje é só forró mesmo…

  • Leonardo: (responder)
    31 de agosto de 2012 às 14:45

    quem é juninho bessa? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.