28 fev 2014 | Na Estrada
Na Estrada – O novo show do Luan Santana

As últimas semanas foram bem agitadas, como vocês tem acompanhado por aqui. Diversas gravações de DVD e tudo mais. E no maio dessa correria toda, ainda rolou no Citibank Hall na sexta-feira passada a estreia do novo show do Luan Santana, que traz enfim os diversos elementos do mais recente DVD para o palco de forma mais evidente, com a reprodução quase exata do mesmo cenário e a inclusão de alguns momentos cruciais daquele projeto também no show.

Eu fui convidado a assistir a este lançamento no que seria o primeiro evento de um fim de semana movimentado, já que no sábado eu partiria para Presidente Prudente para acompanhar a gravação do DVD da dupla Munhoz & Mariano, que acabou não acontecendo, assunto que será abordado aqui num próximo texto a ser postado ainda hoje, mais pro fim da noite (assim espero).

Como de praxe em shows no Citibank Hall, ainda mais se tratando de um público mais jovem, pouquíssimo atraso no começo. Chamou bastante atenção a disposição do público na área em frente ao palco: todos em mesas ao invés de em pé como de costume. É claro, entretanto, que isso não segurou o público apaixonado do Luan. A certa altura do show, boa parte dele já estava em frente ao palco, de pé.

Como eu disse, o show traz para o palco boa parte dos elementos do DVD, é claro que em escala reduzida. Aqueles enormes painéis de LED em forma de labaredas ganharam destaque, mas desta vez em tamanho menor. Alguns momentos do DVD também foram trazidos para o show, como o da interação com algumas fãs em uma cena que envolve um sofá, ou no trecho mais intimista com o Luan Santana sentado sobre o piano tocando no violão e acompanhado pelo piano as músicas “Te Vivo” e “Te esperando”.

Por falar em interação com o público, alguns momentos do show levaram as menininhas ao delírio. No primeiro deles, o Luan interpreta o hit “Lepo Lepo” e chama algumas fãs para uma dança “picante”. Em outro, ele troca de camisa separado do público apenas por um biombo, com as meninas vendo a silhueta formada pela sua sombra. Pensa num alvoroço.

Apesar de ser a estreia de um show, o fato de se tratar de uma apresentação na cidade de São Paulo, que serviu também para celebrar a mudança do Luan de residência de Londrina para lá, rendeu momentos interessantes e que não serão vistos nos shows de estrada. Em um deles, o Luan chamou ao palco (depois de fazer um discurso bastante elogioso) o produtor Dudu Borges e repetiu a música “Tudo o que você quiser”, mas desta vez apenas em piano e voz.

Em outro momento, vários dos artistas presentes à apresentação subiram ao palco para dar uma canja, entre eles Bruninho & Davi, Sorocaba e dois membros do Sorriso Maroto, incluindo o vocalista Bruno Carvalho.

O novo show traz muito mais coisas do novo disco do que dos trabalhos anteriores, mas não se limitou simplesmente a repetir as músicas conforme foram gravadas. Algumas tiveram mudanças sutis em arranjos, até por conta da montagem do show e tudo mais.

De novidades no cenário, a mais evidente é provavelmente a presença de dois painéis movéis de LED, que eram dispostos cada hora em um lugar diferente do palco, de forma bem dinâmica. Em um dos momentos mais marcantes da apresentação, enquanto o Luan troca de roupa um vídeo é transmitido nestes dois painéis com depoimentos do maestro João Carlos Martins, do Lulu Santos e do Zezé di Camargo a respeito dele.

No mais, o que eu pude testemunhar é algo em cuja tecla venho batendo e que se tornou um fato incontestável: a sempre marcante e acachapante presença de palco do Luan, a sempre vibrante paixão das fãs por ele (eu fui literalmente um dos últimos a deixar o local do show e MUITAS delas ainda se encontravam praticamente acampadas esperando apenas ele sair de van) e o repertório cada dia mais maduro.

Seu público ainda é bem jovem, claro, mas pelo show já deu pra notar que o Luan vêm se preocupando em fazer com que seu público acompanhe seu amadurecimento. O repertório é cada vez mais adulto e é bem perceptível que ele anseia com que seu público também acompanhe essa evolução natural da sua música.

Pra variar, um showzaço. Abaixo, algumas fotos da apresentação e dos bastidores.

11 comentários
  • Luciana: (responder)
    28 de fevereiro de 2014 às 19:20

    Apesar de não ser fã, eu acredito que ele é merecedor de respeito em função da consciência de que, tanto ele como artista, como o seu público amadurecem. E houve uma melhora considerável na escolha do repertório. Que ele continue nesse caminho (só de ser um show onde os pais podem levar os filhos ou filhas de idade entre 10 e 14 anos sem que estes sejam expostos à uma linguagem vulgar, já está ótimo). Bom ou ruim, eu respeito o trabalho!

  • Renan - SP: (responder)
    28 de fevereiro de 2014 às 20:46

    Luan Santana, Sertanejo?
    Não, Pop infantil, estilo Sandy e Junior, Wanessa Camargo, isso em termos de sonoridade, porque as letras, são bem mais maliciosas e ao mesmo tempo bem mais infantil, do que as dos citados acima, quando tinham sua idade.
    Ex: Eu quero ser o seu amor, o o o
    To pronto pra me entregar, a a a
    Talvez seja uma Chiquititas, Carrossel, com mais malícia.
    O que me chamou a atenção nesse post, foi o Lulu Santos, um cara que em 1994 disse:
    “Espingarda de dois canos, serve para matar dupla sertaneja”
    Agora faz depoimento para o Luan Santana?
    O mundo gira, isso só comprovou pra mim mesmo, como Sir Lulu, é um tremendo bunda mole, que se não fosse o Nelson Motta, estaria até hoje surfando nas praias do Rio de Janeiro.
    Não sei se é verdade dele ou falsidade, só sei que ele expôs sua imagem, e isso é suficiente para autenticar o feito.
    Que moral em Lulu?
    Já o Luan, disse esses dias no UOL:
    “Sertanejo é um vírus que se espalha”
    Não caro Luan, Sertanejo é um estilo de vida, um jeito de viver.
    Vírus é sinônimo de praga, coisa ruim.
    Não achei errado você dizer que sua música é um vírus, pois é mesmo, e como a maioria, estou vacinado e uso o Avast no meu pc.
    Não vou ser hipócrita comigo mesmo, de dizer que seu sucesso é merecido, ele é fruto de políticos corruptos que passaram e estão aqui até hoje (descaso com a educação + jabás e shows cheios de tramóias), e também das famílias, que se desmoralizaram em nome do capitalismo.
    Na minha época de criança, aos domingos, eu conversava sobre tudo com a minha família, e num consenso, sabíamos o que era melhor pra cada um de nós.
    Já ouvia música de “adulto” nessa época, e isso se refletiu em mim atualmente, como gostar de músicas de uma época, em que eu nem era nascido, como por exemplo, Sertanejo Raiz?
    Agradeço meus pais até hoje por isso, e se eu fosse seguir o pessoal da minha idade na época, teria ouvido Menudos, Xuxa, É o Tchan…
    E não pensa que eu não ouvia música infantil não, tenho até hoje os LP’s do Toquinho voltado para o público infantil…
    Meu questionamento, não tem nada a ver com amadurecimento, pois você já é adulto, e sim com a qualidade, que você se preocupa $$$$$.
    E que venham as “lindinhas” defender o “Ivan Carlos”.
    OBS: Lindinha e Ivan Carlos são os protagonistas do filme nacional, “Família Vende Tudo”, que retrata alguns bastidores do Sertanejo universitário.

    • tairo: (responder)
      1 de março de 2014 às 14:31

      renan sp seus comentarios sobre luan santana que sao mais infandil que chiquititas , e outra esculta a musica promete , e vem fala que aquela musica e infantil , depois esculta parede branca , esqueci te te esquecer , lembranças vão na mala , e muito mais , comparar luan santana com chiquitas e ser cego troxa e muito ignorante tudo isso que você e , conheço tudo de musica sertaneja , e sou fa de luan santana

      • Renan - SP: (responder)
        1 de março de 2014 às 15:03

        Tairo, você está de brincadeira comigo?
        Primeiramente esclarecendo, eu não disse igual a Chiquititas, o que eu quis dizer, é que o “romantismo” dele, é infantil, assim como dessa novela e de suas músicas voltadas para tal, romantismo juvenil onde os sentimentos não são firmes, e que muda como se troca de roupa.
        Só que tem malícia, afinal é um adulto de 20 e poucos anos, que nas suas letras, fala para o sogrão não se preocupar, que a filha dele está na cama com o Santana.
        Seria muito mais interessante, ele fazer algo voltado para o público infantil ou então fazer um romantismo mais sério e concreto, e parar de tratar as criancinhas de idade ou mental, como mulher objeto.

        • tairo: (responder)
          2 de março de 2014 às 01:46

          mais ai voce osou uma excelente tática pego a unica musica que o cara devaloriza a mulher (isso eu cofesso ) e fala isso mais e a promete que eu sitei que e uma linda musica que ele mesmo compos voce nao sida , e parede branca ,esqueci te te esquecer , todas elas musicas lidas romandicas

  • LUCIANO SILVA: (responder)
    28 de fevereiro de 2014 às 23:03

    Cada um vê o que quer:
    Lepo Lepo (animação?)
    https://www.youtube.com/watch?v=SRbvkkqBQn8

    “Te Vivo” e “Te esperando”. (Piano Hello Kitty)
    https://www.youtube.com/watch?v=fFFPQFcREew

    Tudo o que você quiser (só pra fã mesmo)
    https://www.youtube.com/watch?v=JYhBAwI7Rog

    Quando passa pro sertanejo de verdade se complica:
    https://www.youtube.com/watch?v=-eEPoqrSC_c

    Pout-pourri
    Só dá você em minha vida/Saudade Bandida/- (Somos apenas um)

    SOMOS APENAS UM
    https://www.youtube.com/watch?v=bxnanBaAfz8
    Compositores: Diego e Dyliel
    Provavelmente a melhor do Luan, desse nível em diante é amadurecimento.

  • Alan: (responder)
    1 de março de 2014 às 00:47

    Não gosto dele, mas como artista é bom, apesar de suas músicas serem meio infantis como Renan citou.

  • ricardo: (responder)
    1 de março de 2014 às 01:56

    esgotada

  • Brenda Toniazzo: (responder)
    23 de dezembro de 2014 às 11:29

    Renan SP
    Sou fã do Luan a dois anos e posso te dizer que numa música dele desvaloriza as mulheres e que nenhuma é dessas paixonites infantis, acho que se você não é fã e não acompanha tudo que ele fez e faz durante a carreira não tem motivo algum para estar falando, acho que comparar Luan Santana com chiquititas é burrice MUITA burrice, acho que a música sogrão caprichou ( citada no teu ultimo comentário ) é uma música normal pro público do Luan porque não são todas as fãs que são tao novas e nem todas são mais velhas acho que as músicas dele refletem tudo que ele já passou na vida e esse amor juvenil que tu fala não serve como opinião nas músicas de Luan, acho que primeiro deve se escutar todas as músicas assistir aos três dvd’s lançados entender as músicas para depois poder falar o que você esta argumentando, tem muito cantor que sim desvaloriza as mulheres em músicas, mas ninguém admite que tu diga que o Luan faz isso, pede pra todas as fãs dele se alguma música dele desvaloriza as mulheres acho que não né, porque se desvalorizasse a maioria de suas fãs não seriam mulheres como sao. Obrigada !

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.