11 jun 2013 | Na Estrada,Notícias
Na estrada – Paula Fernandes grava novo DVD no Rio de Janeiro

Confesso que nutro um certo preconceito contra o Rio de Janeiro. Na verdade é mais uma retaliação pessoal. Fico bastante incomodado com o fato de os cariocas se considerarem assim tão onipotentes e por eles acharem que tudo o que vem de lá deve ser consumido pelo restante do Brasil sem reclamação e sem que o contrário aconteça. O Brasil deve respirar samba, bossa nova e funk, principalmente aos olhos do mundo, mas o Rio de Janeiro não precisa consumir música sertaneja, tecnobrega, forró, e por aí vai.

Por isso, me causa um certo descontentamento ver artistas sertanejos se preocupando tanto em mostrar ao Rio de Janeiro o seu trabalho sem que eles demonstrem assim tanto interesse. Não sou adepto da ideia de se gravar um DVD sertanejo na cidade maravilhosa, já que desdenham tanto da gente. Mas enfim, trata-se apenas de uma opinião pessoal e que jamais reflete na qualidade dos trabalhos sertanejos gravados lá. Assim como não refletiu na gravação do DVD da Paula Fernandes.

O evento aconteceu no último sábado, no HSBC Arena, um mega espaço de eventos que demorou um certo tempo para ser preenchido. Talvez por isso a gravação começou com um pequeno atraso, atacado pelo público presente através de vaias. E olha que não eram nem 22:30 hs ainda. Entre os convidados presentes, inclusive, houve quem reclamasse que o evento estava começando muito cedo. Mas para o público presente, o DVD já estava era demorando para começar.

O tamanho do espaço, aliás, impressiona. De acordo com a própria Paula Fernandes, cerca de 8 mil pessoas marcaram presença. E a falta de um telão acabou prejudicando quem estava mais longe do palco, que acabou perdendo detalhes de cenas inusitadas.

Toda a estrutura da gravação, repertório, etc, lembram bastante o primeiro DVD, talvez também porque toda a equipe é a mesma. Desde a banda e o produtor musical até o diretor de vídeo. O cenário também trazia um tema bucólico, assim como aquele do primeiro DVD, mas ao invés da árvore, pedras sobre as quais a banda ficou posicionada, por vezes redecoradas com portais típicos de entradas de fazenda, bancos de madeira, uma casa cenográfica e outros elementos. Mas o elemento mais inusitado do cenário foi o lago artificial montado no canto direito do palco, que só poderá ser visto com mais detalhes com o DVD pronto. Na gravação, só quem estava em cima do palco podia ver.

Alguns fatos inesperados deixaram a gravação um pouco mais imprevisível. O primeiro deles é a pane no maquinário que fazia descer a saia cenográfica, aquela usada nos shows durante as canções mais agitadas e que acabou não entrando no DVD. O segundo, talvez nem tão previsível assim, ficou por conta do grande cavalo branco usado pela Paula durante a canção “Jeito de Mato”. Mesmo demonstrando certa timidez perante as câmeras, o que inclusive foi observado pela Paula durante a gravação, o momento de brilho do cavalo ficou mesmo por conta do presente, errr, fecal deixado por ele durante sua curta passagem. Os pobres coitados que ficaram incubidos de limpar a sujeira mereceram inclusive uma salva de palmas por parte do público.

A semelhança com o primeiro DVD ficou bastante evidente até no repertório, que traz mais uma vez uma forte canção (a mais comercial) composta pela Paula Fernandes em parceria com o Zezé; o pout pourrie de canções dançantes, incluindo uma de Gino & Geno, e de guarânias; traz o momento country, novamente com a música “Man I Feel like a woman” mas desta vez com outras canções compondo o medley, entre outros pontos semelhantes.

A dupla Zezé di Camargo & Luciano participou de um dos momentos mais marcantes do show. A Paula já vinha fazendo esse momento na estrada, que consiste na transmissão no telão no fundo do palco de um vídeo dela cantando ainda criança a música “Coração na Contramão” e depois entrando ao vivo a partir do refrão. Para o DVD, a música ganhou versão completa e a participação da dupla responsável pela versão original. A voz do Zezé, pra variar, foi tema das mais variadas discussões entre os convidados.

A participação da Roberta Miranda foi extremamente celebrada. Aliás, uma sacada e tanto da Paula, além de uma homenagem mais do que merecida. Não só pela grande artista que a Roberta Miranda é, mas também por unir no palco duas artistas de características bem semelhantes mas de duas gerações diferentes. Assim como a Roberta Miranda, a Paula Fernandes também é a principal representante feminina do gênero sertanejo e uma das principais e melhores compositoras de sua geração. Costumo dizer que a Paula Fernandes é, de fato, a nova Roberta Miranda. A música escolhida foi “A majestade, o sabiá”, que ganhou uma versão diferente para o DVD. Eu, particularmente, fiquei torcendo para ver as duas cantando uma das grandes canções românticas compostas pela Roberta, como “De igual pra igual”, “Mito”, “Esperando você chegar” ou alguma nessa linha, mas aprovei a escolha.

O DVD ganhou ainda uma outra participação especial, mas através apenas do telão do fundo do palco. A cantora Taylor Swift cantou a música “Long Live”, com o take do rosto dela do vídeo original reaproveitado para este DVD.

A gravação se estendeu durante um bom tempo, principalmente por conta das trocas de roupa e dos problemas durante a gravação, normais aliás em qualquer evento do gênero mas que mesmo assim nunca deixam de virar reclamação na boca do público presente. O resultado final, obtido a partir da eterna “deslumbrância” da Paula e da qualidade das músicas gravadas, com certeza vai ser no satisfatório.

Abaixo, algumas fotos da gravação feitas pela sempre ótima Rosa Marcondes.

marcusblognejo's DVD PAULA FERNANDES - FOTOS BY ROSA MARCONDES album on Photobucket
3 comentários
  • Rafael: (responder)
    11 de junho de 2013 às 19:03

    legal tai uma nova parceria Zezé di Camargo e Paula Fernandes o DVD tá com cara de estar bom, Marcão concordo com você e assino embaixo também sou contra desse negócio de artistas do nosso genêro querer gravar DVDs no Rio de Janeiro, não tem lógica tem muitos lugares ao redor do brasil onde o sertanejo é mais aceito e admirado, como nas regiões norte e nordeste atualmente se eu não me engano lá é um dos poucos estados onde a música sertaneja não é bem aceita, são pouco as músicas e cantores que são bem visto lá, como você falo eles só querem empurrar guela abaixo essa merda desses funks para todo nosso país, é o que está acontecendo atualmente

  • Daniel Assis: (responder)
    11 de junho de 2013 às 23:47

    To com expectativas altas sobre esse DVD! :D

  • http://www.blackhatlinks.com/faq.php: (responder)
    19 de julho de 2013 às 04:18

    ogtbmjhih ptidf lihrsll iinx twhkdrlrecwqsoy

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.