13 ago 2013 | Lançamentos
“Não me toca” – Paulo Vitor & Filipe estreiam videoclipe

Mencionei os caras na minha última lista de apostas como uma das promessas da música sertaneja para as próximas temporadas. Ou neste ou nos próximos semestres. E hoje lançamos aqui no blog o primeiro clipe dos dois, intitulado “Não me toca”, que traz a primeira música de trabalho da dupla nesta nova fase da carreira.

Paulo Vitor & Filipe são amigos desde a infância. Depois de um tempo em caminhos distintos, acabaram se reencontrando durante a faculdade de direito, em Palmas – TO. A afinidade dos dois acabou abrindo caminho para a formação da dupla. Em 2011, gravaram de forma independente, com o maestro Pinnochio, o primeiro disco da carreira, que trazia no repertório canções como “Ainda sou eu”, “Pode ir” e “Nossas Memórias”. Mas a história da dupla e de cada um deles passou por caminhos bastante inusitados.

Paulo Vitor teve o primeiro contato com a música quando começou a fazer aulas de teclado e teatro. Ganhou um violão em um sorteio e aprendeu sozinho a tocar. A partir daí passou a tocar nas festas nas casas de amigos, sempre monopolizando as atenções. Quando reencontrou o Filipe e formou a dupla, viu de fato que poderia levar a música a sério.

Já o Filipe sempre mostrou mais inclinação para a área vocal, e sempre fez da voz um grande instrumento de trabalho. Não só como cantor mas também como dublador. Ainda jovem e influenciado pela mãe, passou a freqüentar aulas de canto lírico e acabou se apaixonando pelo teatro. Morou em São Paulo e pôde, por lá, se dedicar à música e à atuação. Como cantor lírico, foi solista do Coro Jovem Liberdade, regido pelo Maestro Donaldo Guedes, um dos maiores coros paulistanos, o que lhe deu a chance de se apresentar em vários recitais no Memorial da América Latina. Como ator, trabalhou em musicais e em dublagens. A voz de Filipe faz parte de versões brasileiras de alguns filmes e novelas de sucesso como “Morangos com Açúcar”, novela exibida pela Band em 2004, e “Brilho eterno de uma mente sem lembranças”, filme vencedor do Oscar de melhor Roteiro Original em 2005, bem como a série do desenho animado “Garfield”, vejam só. Depois de voltar para Palmas, passou a cursar a faculdade de direito, onde reencontrou o amigo Paulo Vitor.

Paulo Vitor & Filipe já acumulam quatro anos de carreira, sendo dois em Palmas e dois em Goiânia, tocando em bares. De uns tempos pra cá começaram a ganhar certo destaque também como compositores, quando a música “Nossas Memórias”, já gravada por eles em 2011, entrou no repertório do mais recente DVD da dupla Bruno & Marrone, sendo gravada com a participação de George Henrique & Rodrigo. Paulo Vitor & Filipe assinam a composição da música junto com o Bryan Tavares. O Filipe ainda conseguiu emplacar mais alguns sucessos. Compôs junto com o Samuel Deolli a música “Logo eu”, atual de trabalho da dupla Jorge & Mateus, e tem duas músicas no próximo disco da dupla Guilherme & Santiago (“A cura”, composta em parceria com o Lucas Lucco, e “Medo de amar”, composta junto com os parceiros Ricardo e Murilo).

O clipe “Não me toca”, como eu disse, inaugura uma nova fase na carreira dos dois. Assinaram há pouco tempo com a Nuxx Publicidade e Entretenimento, uma das empresas por trás da carreira da dupla Jorge & Mateus, e o novo projeto está sendo lançado em pela Audiomix Records, gravadora independente do grupo Audiomix. A música é uma versão do angolano Anselmo Ralph e foi composta pela própria dupla em parceria com o Ênio Garcia. O clipe tem a direção do grande Anselmo Troncoso e produção musical do Otávio Netto.

Como eu mesmo já disse no texto com as apostas para este semestre, a dupla chama muita atenção por conta da voz de altíssima qualidade do Filipe e da qualidade das composições, algumas delas mencionadas mais acima. Um nome de peso como o da Nuxx envolvido no projeto só reitera o fato de que eles são, sem sombra de dúvida, uma dupla na qual se deve prestar muita atenção durante as próximas temporadas. Eles mesmos são categóricos ao dizer que não pretendem iniciar essa nova fase de uma forma agressiva, mesmo tendo toda a estrutura pra isso. A idéia é fazer com que o projeto cresça pouco a pouco para que, quando estiver consolidado, a dupla possa se manter por muito tempo entre os grandes nomes da música sertaneja. Um projeto de carreira, enfim, e não meramente de momento.

Assistam abaixo o clipe da ótima “Não me toca”.

2 comentários
  • Thiago Elias: (responder)
    13 de agosto de 2013 às 22:00

    Incrivelmente bons.
    Mas, serei mais direto; na minha vitrola pessoal, sai Fred e Gustavo (pela merda do término), e entra Paulo Vitor & Filipe. Vaga assumida.

    Podem bater perninhas, ficarem bravinhos (os críticos chatões de plantão), mas não se esqueçam de anotarem o comentário que estou deixando. E me cobrem.

    Beijos, negada.

    • Paulo Ricardo: (responder)
      15 de agosto de 2013 às 09:03

      Pensei a mesma coisa. Dueto mto bom.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.