28 mar 2013 | Lançamentos,Notícias
O novo e já polêmico clipe de Henrique Costa

O cantor Henrique Costa, natural de Nobres – MT, de apenas 18 anos, já toca desde os 8, quando começou nas aulas de piano e violão. Sempre se apresentava para a família e amigos. Passou a ficar conhecido na cidade por seu talento depois de se apresentar num projeto que sua escola organizava anualmente. Os primeiros shows vieram de forma inusitada. Durante uma apresentação da dupla Danilo & Rafael num bar da cidade, o Henrique foi convidado para fazer uma participação, que foi filmada por um amigo e logo depois postada no Youtube. Por causa deste vídeo, foram agendados 4 shows na região, que ele realizou com a ajuda de amigos músicos.

Depois de perceber o entusiasmo do filho, seu pai decidiu dar uma força na carreira, estimulando a mudança do Henrique para a cidade de Cuiabá, aos 16 anos, onde ele gravou o primeiro disco e começou a trabalhar de forma mais intensa no estado do Mato Grosso. Conseguiu chamar a atenção de uma equipe de empresários, que entraram de cabeça para deixar o projeto cada vez mais profissional. Entrou em estúdio recentemente para gravar o segundo CD, que deve ser lançado na primeira quinzena de abril. A produção ficou a cargo do Júnior Melo, parceiro aqui do Blognejo da Unidade de Áudio Ouro Preto.

O novo CD já começa a ser assunto nos mais variados veículos de informação por causa da polêmica envolvida na primeira música de trabalho e no clipe produzido pela In/Out Filmes, produtora cuiabana do Sidnei Rogério. A música, intitulada “Então se joga”, é uma composição do Gui Bittencourt, daqui de Uberlândia, onde o Henrique Costa montou sua base de trabalho. Assim como diversas músicas sertanejas contemporâneas, a música traz uma forte influência gringa. Principalmente na base da melodia cantada, livremente inspirada na música “Psycho Killer” do Talking Heads, lançada, vejam só, há 36 anos.

A polêmica foi lançada em diversos veículos da Internet, curiosamente os que não tem vínculo direto com a música sertaneja. O lançamento acabou sendo alardeado nestes veículos pura e simplesmente como uma versão da música “Psycho Killer”, o que provocou a ira dos fãs de rock, que atacaram tanto o conteúdo da letra da música quanto o fato de ela ter uma parte de sua melodia inspirada na música do Talking Heads.

Sobre essas críticas, Henrique Costa é categórico: a intenção é homenagear o hit e não “estragá-lo”, como alardeiam os críticos. Sobre as acusações de sexismo da letra por parte dos revoltosos, Henrique Costa explica que a idéia foi adaptar a música à realidade sertaneja contemporânea. Foi preciso modernizar a letra para que a música pudesse ser incluída na realidade sertaneja. Ou os críticos esperavam ouvir um arrocha falando da mente perturbada de um serial killer, tema da letra original? Já pensaram?

Houve inclusive quem dissesse que a música incita o homem a embebedar mulheres para tirar proveito sexual da situação. A música estimula apenas a diversão, fala de um jovem que sai para se divertir com sua turma, e que a bebida apenas deixa as pessoas mais desnibidas e, portanto, mais propensas à diversão. É óbvio que o Henrique Costa condena qualquer abuso contra as mulheres, como ele próprio faz questão de ressaltar.

A música acabou também gerando acusações ao próprio Henrique Costa enquanto artista, mais precisamente à sua real paixão pela música sertaneja, já que esta música encaixa-se muito bem no que podemos chamar de “sertanejo moderno”. Acusações como essas surgem o tempo todo e contra os mais diversos artistas que optam apenas por seguir a ordem natural das coisas. Se a galera quer curtição, cantam a curtição. Simples. Mesmo assim, o Henrique garante que, mesmo sendo essa a primeira música de trabalho, seu estilo agrega elementos das mais variadas vertentes sertanejas.

Sua intenção é, como ele mesmo diz, gravar o seu nome na música. Para tanto, ele sabe que precisa mostrar que entende de música sertaneja, cantando músicas apaixonadas, que falam de dor de cotovelo e outros temas similares. Mesmo assim, a consciência de mercado pede que ele também agrade a parcela do público que prefere dançar, curtir, ir pra balada, beber, etc. O CD vai conter músicas de ambas as vertentes.

Entre os ídolos e influências do Henrique Costa, só pra se ter uma idéia, estão Chico Rey & Paraná, Chrystian & Ralf, Leandro & Leonardo, Chitãozinho & Xororó, Zezé di Camargo & Luciano, entre outros. No mercado atual, ele se espelha principalmente em Jorge & Mateus e Cristiano Araújo, por considerar que eles tiveram uma história parecida com a que ele vem trilhando.

Quem quiser seguir o cantor Henrique Costa no Instagram, basta procurar por @henriquecosta0. Abaixo, vejam o clipe da música “Então se joga”, que já superou as 32 mil visualizações. E a tendência é de que continue aumentando cada vez mais.

Abaixo, algumas fotos do cantor:
* publieditorial
24 comentários
  • Dolynho: (responder)
    28 de março de 2013 às 14:54

    Só não consegue ser pior que o clipe do Lucas Lucco.

    Van van van vamo, van van vamo mexeeee

  • Sando: (responder)
    28 de março de 2013 às 15:08

    o diferente tambem é belo, quem disse que se pode misturar ritimos ? isso só faz bem pois une pessoas que gostam de estilos de musicas diferentes.. a junção de varios ritimos vem dando certo, como o funk e o sertanejo o samba/pagode com o sertanejo e por que nao o rock com o sertanejo ? é uma mistura que fico bacana e promete.. tenho certeza que vai estorarrr! #exprudiuuu

    • Jose Freitas: (responder)
      4 de abril de 2013 às 18:12

      Pq chamam de sertanejo universitário? Pq a maioria vendia pipoca perto de alguma faculdade? A maioria deles não tem capacidade de criar alguma coisa bonita,então avacalham,estragam o q os outros que tem criatividade e talento fizeram.A maioria desses “artistas” aí,agarram um violão,dedilham 3ou 4 notas e repetem 3 frases.E um bando de babacas,gente sem cultura,que nunca vai ser nada na vida,acha maravilhoso.

  • Artur Felippe: (responder)
    28 de março de 2013 às 15:13

    O HENRIQUE ATÉ QUE CANTA BEM,MAS,CONVENHAMOS A MÚSICA EM SI,É FRAQUINHA,GOSTEI NÃO!

  • Timpin: (responder)
    28 de março de 2013 às 15:17

    Não vejo nada de polêmico, mas sim de tentativa descarada de fazer um marketing da forma mais insidiosa possível. Quer dizer que ser sexista é adequar-se à realidade sertaneja? Quanta complacência, pelamordedeus!

    • Antonionetho: (responder)
      29 de março de 2013 às 12:21

      pelo titulo do post vim ler na hora, li e vi que e apenas uma jogada pura de marketing… #musicaruim

  • Renan: (responder)
    28 de março de 2013 às 15:36

    Esses vagabundos tentam de toda forma denigrir a imagem de nossos jovens e das mulheres Brasileiras,fazendo discaradamente apologia ao alcool e tratando as mulheres como putas de luxo,o ministerio da criança deveria intervir nessas letras,não é querer voltar ao tempo da ditadura não,mais temos que começar a ver como queremos que a nossa musica sertaneja seje lembrada daqui a 10 anos,que referencia a nova geração vai ter,a não ser a desses opurtunistas safados que surgem a todo dia,pensem nisso.

    • Leandro Chaves: (responder)
      1 de abril de 2013 às 10:01

      Concordo com você. Hoje o que vemos e ouvimos é só lixo. Salva apenas alguns veteranos que não viraram a casaca…

  • Cara: (responder)
    28 de março de 2013 às 15:45

    O menino é bom, é obrigado a fazer isso… nao pense q ele ta feliz. Afinal alguem tem q ganhar dinheiro.

    • Anônimo: (responder)
      9 de novembro de 2013 às 16:14

      Perfeito comentário “Cara”! Hj em dia é impossível se tornar cantor conhecido nacionalmente, sem ter q lançar uma música puxada para esse lado, e vcs q estão falando q ele só faz merda, e q não tem criatividade para fazer algo q presta, me respondam, vcs já ouviram alguma outra música dle antes de detonar toda a carreira do garoto?
      Uma dica para os críticos, vejam esse vídeo dle!
      http://www.youtube.com/watch?v=n85HesjNFSY
      Agora comparem o número d visualizações entre o clipe desse link acima, os views da “Então se joga”, conclusão como disse anteriormente, hj só faz sucesso, ou se torna conhecido músicas desse tipo, pq até msmo vcs críticos não procuram o bom e velho sertanejo!
      Só pra deicar claro q não gostei tanto dessa música, e repudio arrochas e esse sertanejo q vem sendo apresentado, mas sobre o Henrique, ele tem algo bom na carreira, e vim aki para mostrar esse lado para vcs críticos babacas!

  • Paulo Ricardo: (responder)
    28 de março de 2013 às 16:00

    Tanta briga por uma merda dessas.

  • Douglas Henrique: (responder)
    28 de março de 2013 às 17:23

    É, eu tenho que virar cantor sertanejo msm, é o que ta dando dinheiro. Nao tem outra. Se qualquer um consegue, eu tbm.

  • Vishi Perfeito: (responder)
    28 de março de 2013 às 19:10

    Sério que ele usou o PubliEditorial para isso? AhPQP!

  • André Medeiros: (responder)
    29 de março de 2013 às 00:07

    Prq a mania de dizer que mistura de ritmo e uma batida mais swingada é sertanejo?
    Pra mim se o cantor dissesse que era pop, eu ate iria gostar, mais dai dizer que é sertanejo pera lá! Sertanejo agr é festa, mais ainda num viro zona não!!!
    É só falar que é pop,soul, folk…sei lá, mais isso nao é sertanejo…batida de psycho killer viro sertanejo por causa da letra? AH CONTA OUTRA!

    • Jose Freitas: (responder)
      4 de abril de 2013 às 18:15

      André,nem ele sabe que ritmo é essa porcaria que ele gravou.

  • Ernani Neri: (responder)
    29 de março de 2013 às 10:09

    O que estao fazendo com nossa musica? Pelo amor de Deus, o que é isso, tem muita gente que está sem noção querendo o sucesso a qualquer custo, nao sei se está errado quem grava musicas assim ou o publico que escuta esse tipo de musica…nao vejo modernidade nenhuma e nem criatividade em um trabalho desses, cade a identidade dos artistas? garanto que se colocar esse artista e varios outros pra tocar nas radios ninguem sabe quem é quem pois nao possuem identidade um mesmo tipo de musica sem criatividade, melodia e sentimento…#prahojeéoquetem

  • Guatambú: (responder)
    29 de março de 2013 às 10:41

    Não toca em minha vitrola!

  • Artur: (responder)
    29 de março de 2013 às 19:14

    Muito polêmico mesmo ein. Conheço a música do talking heads, passo o dia inteiro no youtube e nas redes sociais e NUNCA ouvi falar dessa música ou desse menino. Jogada de marketing muito ruim ein. Saudade do antigo blognejo.
    E principalmente, QUE SAUDADE DO SERTANEJO DE 5,6 ANOS ATRÁS, que não tinha esse tanto de dinheiro envolvido, esse tanto de gente ruim, e esse tanto de mercenários. Saudade dos tempos que as duplas apareciam somente porque tinham qualidade.

  • Daniel Assis: (responder)
    30 de março de 2013 às 20:05

    A qualidade musical da musica sertaneja está igual ou melhor do que a de anos atrás, a unica diferença é que antigamente quem se destacava eram duplas ou artistas que apareciam porque a musica era boa! Atualmente, escritórios milionários acabam sufocando os artistas bons mas que nao tem capital suficiente pra investir em uma divulgação maciça!

  • Drumond: (responder)
    31 de março de 2013 às 10:41

    Muita gente de qualidade sem dinheiro pra investir,
    e muita bosta cheio de grana pra fazer merda e limpar com as notas!!!

  • Tina Kawai: (responder)
    14 de julho de 2013 às 14:51

    I simply want to mention I’m newbie to blogs and definitely savored your website. Likely I’m planning to bookmark your site . You amazingly have beneficial articles and reviews. With thanks for revealing your webpage.

  • Audie Goudge: (responder)
    17 de julho de 2013 às 00:35

    Sorry for the huge review, but I’m really loving the new Zune, and hope this, as well as the excellent reviews some other people have written, will help you decide if it’s the right choice for you.

  • my response: (responder)
    18 de julho de 2013 às 00:45

    As I website possessor I believe the content material here is rattling magnificent , appreciate it for your hard work. You should keep it up forever! Good Luck.

  • jose ney: (responder)
    16 de dezembro de 2013 às 19:35

    Pqp seis fica falando mal dele vai la e faz melhor enttao o cara e demais gente boa duvido que vcs q fala mal dele fassa uma musica melhor q a dele haha top

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.