30 dez 2008 | Lançamentos
Pedro & Thiago – Ao Vivo

Leandro & Leonardo formaram uma das duplas mais populares que já existiu, sem dúvida. Vender 25 milhões de discos em apenas 9 anos de existência não é pra qualquer um. E o caminho natural de duplas de sucesso sempre foi dar origem a duplas “derivadas” formadas por parentes ou afilhados musicais. Quando Pedro & Thiago surgiram no meio artístico, a empatia do público foi instantânea. De certa forma o pessoal matava as saudades do Leandro vendo seu filho se destacando no meio artístico junto com o primo Pedro, filho do Leonardo.

Os filhos dos artistas, no entanto, sempre foram compelidos a seguir uma linha pop. Sandy & Junior, por exemplo, começaram com um CD infanto-sertanejo. Depois de uns dois discos, abraçaram a linha infanto-pop. E assim permaneceram por alguns anos, até crescerem e se verem obrigados a assumir a roupagem pop adulta, com um objetivo evidentemente comercial, apesar do refinado gosto musical e talento que sempre tiveram, a despeito do que qualquer um possa dizer.

Porém, tanto Sandy & Junior quanto Wanessa Camargo sempre tiveram uma aparente consciência de que o trabalho que faziam era o que achavam correto. Pedro & Thiago, no entanto, foram empurrados para o seguimento pop contra a vontade. Depois de um primeiro CD evidentemente sertanejo, mas já com traços pop, alguém de cima achou por bem transformá-los em cantores na linha dos outros filhos de cantores sertanejos. Eu lembro de ler as fofocas da época do segundo e terceiro CD dos dois e de como as notícias eram de que eles não estavam à vontade.

É claro que quando uma pessoa ou dupla não faz aquilo que gosta de fazer, a tendência é o fracasso. Foi o que aconteceu. Pedro & Thiago sumiram da mídia de uma hora pra outra. Apagaram-se por completo. De repente assumiram a paixão pelo estilo que seus pais ajudaram a consagrar, se traiaram como dupla sertaneja e lançaram um CD totalmente diferente de tudo o que haviam feito. O CD não fez sucesso. Nem divulgado foi direito. Aparentemente, foi um teste com o público. Afinal de contas, será que o povo engoliria a mudança de estilo da dupla?

O fato é que, apesar do fracasso, eles parecem ter sido aprovados na mudança. Ainda que tenha o nome “Leonardo” envolvido em todo o processo, a gravadora parece realmente ter submetido os dois ao teste da mudança. Convenhamos que se fosse apenas pelo nome que sustenta essa dupla, a gravadora poderia muito bem ter divulgado o primeiro CD 100% sertanejo dos dois e colhido os frutos. Mas a Universal parece ter realmente decidido observar primeiro para depois investir.

Nesse observar e depois investir, a Universal lança esse novo disco, em CD e DVD, que definitivamente insere a dupla no segmento sertanejo. Não há mais nenhum traço de música pop nesse novo CD. É tudo sertanejo meeeesmo. Assim como o último, mas dessa vez com todo o aval da Universal. A música de trabalho, “Entre um Gole e Outro”, já está sendo bem executada nas rádios. Participação especial do “pai” Leonardo na música “Laço Aberto”, regravação de Ataíde & Alexandre. O repertório, aliás, reflete essa mudança da dupla, com regravações de grandes sucessos sertanejos como “A Loira do Carro Branco”, “Ladrão de Mulher”, “O Campeão”, “Dia de Rodeiro”, “Laço Aberto” e outras.

As inéditas, bem como as que já haviam sido gravadas pela dupla em outros CDs também seguem a mesma linha. Até as músicas da época pop da dupla ganharam uma roupagem mais sertaneja, como a faixa “Quatro semanas de amor”. Apesar de um escorregão com a fuça no chão (a regravação fatídica de “Mulher de fases”), o restante do repertório até que foi bem escolhido. Uma jogada interessante foi a inserção no repertório de um pout-pourrie com músicas de Leandro & Leonardo. Sem sentimentalismo barato, mas é legal ver o filho cantando as músicas do pai, que sem dúvida é um dos caras que mais faz falta na música sertaneja.

Sobre a produção do CD, a cargo de Ney Marques, nada de mais, exceto pela participação do Pedro e do pai Leonardo no processo, pelo menos de acordo com os créditos. Sem querer parecer pretensioso, me atrevo a dizer que eles poderiam ter assumido uma linha mais jovem, mais ligada ao sertanejo universitário. O estilo adotado no CD é meio retrô, com músicas country e tudo mais, daquelas voltadas ao público dos rodeios. O fato é que tais músicas andam meio apagadas atualmente. Mesmo nos rodeios, o pessoal tem gostado mais de músicas na linha universitária. O vídeo também é comunzinho. Gravado no Villa Country, não teve nada de inovador. Os mesmos painéis de LED que se vê em quase todos os DVDs sertanejos. Aliás, o pessoal tá precisando se ligar mais nessa parte. Os DVDs andam muito parecidos visualmente. Vamos inovar, minha gente.

É um DVD normal, essa é a verdade. Não é segredo pra ninguém que Pedro & Thiago deixam a desejar quando o negócio é garganta. Mesmo assim, vale pelo visível desprendimento dos dois. Eles enfim estão fazendo o que gostam. Podem não ser tão bons quanto os pais, mas pelo menos estão tentando.

Nota: 7,5

6 comentários
  • Anônimo: (responder)
    20 de março de 2012 às 20:23

    sao lindos de mas

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.