10 abr 2013 | Artigos,Notícias
Produtor Musical e Artista: é possível se dar bem nas duas carreiras?

Para ser produtor musical, é óbvio que a pessoa tem que entender de música, dããã. É comum, inclusive, que um produtor musical se arrisque a encarar uma carreira musical como líder de uma banda ou até intérprete, bem como um intérprete ou líder de uma banda encarar uma carreira de produtor musical. Não estou me referindo, claro, aos músicos profissionais, aqueles que acompanham os artistas, já que no mínimo 80% dos músicos de hoje em dia são produtores musicais também.

Esse assunto me veio à tona nos últimos dias, assim que eu soube que um produtor estava encerrando mais um projeto, enquanto outros produtores estavam se unindo para dar início a outro. A história da música sertaneja tem exemplos de casos que deram e de casos que não deram certo. Por isso, é meio complicado responder à pergunta feita no título desta postagem de forma definitiva. Vejamos alguns exemplos.

Aquele que é tido por muitos como o maior produtor sertanejo de todos os tempos, Cesar Augusto, já tentou emplacar no mínimo dois projetos como intérprete. O primeiro deles, a dupla Cesar & Cesar, chegou a fazer um certo burburinho no início dos anos 90, mas nada comparado aos grandes artistas da época, com os quais o Cesar Augusto se consagrou como produtor musical.

cesar e cesar

A dupla era formada pelo Cesar Augusto e um de seus mais saudosos parceiros de composição, Cesar Rossini. Os dois juntos foram responsáveis por canções como “Não olhe assim”, da dupla Leandro & Leonardo, só pra vocês sentirem a responsa. O projeto acabou não emplacando por muito tempo e a dupla lançou apenas alguns poucos discos. Anos mais tarde, o Cesar Augusto tentou emplacar outro projeto, a banda BR100, mas mesmo com uma parceria com a gravadora Universal a banda não chegou nem a fazer barulho na mídia. Fez apenas algumas pouquíssimas aparições em programas de TV e só. Vejam abaixo um vídeo da banda:

Como eu disse lá no começo, é comum também ver artistas pegando o caminho da produção. Não estou falando aqui de artistas que produzem os próprios discos apenas, porque essa lista é enorme, mas sim de artistas que produzem não só os próprios discos como também o de outros artistas. Nesse ponto, temos mais exemplos positivos, de artistas que conseguiram emplacar nas duas carreiras, do que negativos.

O Rick, por exemplo, sempre produziu os próprios discos (Rick & Renner) e ainda emplacou projetos de artistas como a dupla Gino & Geno e o cantor Daniel, obtendo êxito em ambas. O Fernando, da dupla com o Sorocaba, foi responsável pelos recentes projetos da sua dupla e pelo discos mais recente do Luan Santana, pelo DVD da dupla Thaeme & Thiago e pelo novo disco dos medalhões Chitãozinho & Xororó, vejam só. E tanto o Rick quanto o Fernando conseguiram conciliar suas duas carreiras de forma que nenhuma das duas degringolasse.

Mas existem exemplos de artistas que embarcaram no ramo da produção e acabaram vendo a carreira de intérprete se perder. O caso mais evidente é do produtor Giuliano Matheus. Depois de 18 anos de parceria com o Luiz Cláudio numa das melhores duplas da história sertaneja recente, cujos discos eram quase todos assinados por ele, o Giuliano já tentou emplacar 3 projetos, pelo menos: o Shakundun e as duplas Daniela & Giuliano e Giuliano Matheus & Rodrigo. Nos três casos, apenas um single chegou a ser lançado em cada um, além de um puta clipe do projeto Shakundun, mas nenhum dos três projetos foi levado adiante. O projeto mais recente, uma dupla com o cantor Rodrigo Arantes, que teve um single lançado e tocado até no BBB13, acabou apenas há alguns dias atrás e o Rodrigo Arantes já prepara a retomada de seu projeto solo.

Em contrapartida, como produtor o Giuliano está indo de vento em popa. Emplacou recentemente um projeto de sucesso com o Trio Bravana e a música “Mãe, tô na balada”, de autoria dele. Depois, compôs e produziu as músicas “I Love You”, da dupla Marcos & Belutti, e “Monalisa”, com Guilherme & Santiago. Acabou fechando com esta última dupla a co-produção do novo projeto, onde, segundo consta, ele ficará responsável pela parte romântica do disco.

A novidade mais recente dessa junção entre “artista” e “produtor”, que vai ser tema de uma postagem mais completa muito em breve aqui no Blognejo, é uma banda de Pop Rock recém formada. O nome não poderia ser mais propício: Los Produtores. Entre os integrantes, tirando o vocalista e o baixista, apenas profissionais renomados da produção musical no gênero sertanejo: Orlando Baron, respeitadíssimo produtor e arranjador do sertanejo a partir de sua fase “universitária”; Diego de Souza, um dos mais promissores produtores da nova safra; Everson Félix, que assinou os primeiros projetos da dupla Fernando & Sorocaba; e Marquinhos Garcia, filho do cantor Predileto, da dupla Preferido & Predileto, falecido recentemente.

Captura de Tela 2013-04-10 às 15.01.41

Como se não bastasse, a banda ainda tem como integrantes o baixista Alysson Kallil, dono e diretor de uma das principais rádios sertanejas do interior do Brasil, a Graúna FM, e empresário da dupla Evandro & Agnaldo, e o vocalista Ivo Pessoa, que além de ter uma baita de uma voz emplacou hits em diversas novelas da Globo depois de sua passagem pelo programa Fama. Aliás, a banda já começa emplacando novidades grandiosas, que eu só vou revelar numa próxima postagem. O que já demonstra que o projeto é, sim, ambicioso e com grande potencial.

Como eu disse lá em cima, é complicado constatar de forma definitiva se um produtor pode dar certo como artista ou se um artista pode dar certo como produtor ou se tudo isso é apenas uma doce ilusão. Em ambos os casos há exemplos positivos e negativos. Eu só citei alguns mais claros no texto, mas a lista é grande. Eu sou da opinião de que um produtor musical pode, sim, tentar emplacar um projeto e, aliás, ele tem muito mais chances de dar certo do que um leigo, afinal de contas entende muito mais de música. Se não dá certo, não é porque o cara é produtor, mas sim por uma falha no planejamento apenas. Fora que, muitas vezes, o cara ganha tanto dinheiro como produtor que acaba deixando esse sonho de emplacar como artista de lado. Ou prefere se dedicar ao seu estúdio, ficar em casa com a família, a pegar a estrada 5 dias por semana ou mais, arriscando a vida e não aproveitando as outras boas coisas que a vida oferece além da possibilidade incerta do sucesso.

27 comentários
  • CARLOS CESAR SOUZA: (responder)
    10 de abril de 2013 às 16:12

    DOS MAIS NOJOS QUE EXISTEM NO MEIO SEM DUVIDA É O GIULIANO, É ENROLADO, DE TODOS OS PROJETOS QUE PARTICIPOU COMO ARTISTA NENHUM DEU CERTO E A CULPA FOI UNICA E EXCLUSIVAMENTE DELE,ENROLA ATE NA HORA DE PAGAR OS COMPOSITORES,FALEI

    • Assis: (responder)
      10 de abril de 2013 às 21:45

      Menos, não precisa exagerar, Luiz Claudio e Giuliano deu certo sim, 18 anos é tempo hein

      • Rafa Sicuto: (responder)
        11 de abril de 2013 às 11:40

        Deram certo? pra mim dar certo não é somente 18 anos, é a vida toda, pra mim dar certo é, milionario e jose rico, chitão e xororó, zezé e luciano, duplas que ficam até o fim de suas vidas juntos, mesmo com todas as dificuldades que a estrada leva, Marcos vinicius esta completamente certo com essa postagem, é isso mesmo, sou musico a 15 anos e produtor tbm, tenho certeza que se um dia eu conseguir alcançar meu objetivo e o sucesso vou fazer o melhor e o impossível pra conseguir conciliar os dois…

  • Daniel Assis: (responder)
    10 de abril de 2013 às 23:05

    Os caras trabalham com sertanejo e montam uma banda de Pop Rock! Que ecleticos!auhsduahsduhasd

  • deco pires: (responder)
    11 de abril de 2013 às 00:25

    A realidade que no Brasil,
    produção musical ainda é feita por amadores.

    O mercado inteiro pratica “musicalização infantil”
    comparado aos nomes “medianos” dos USA.
    Agora se for comparar aos bons, ai foge da realidade mesmo. Não tem ninguém formado em musica, e um exemplo é o dudu borges que nem partitura sabe ler, enfim, aos que reclamam do tiririca não saber ler, o Lula que não tinha nem o ensino medio e acham que esse tipo de conhecimento não influi num trabalho de um musico, ainda mais como produtor, então totalmente equivocados, e nem adianta contrariar essa opinião, pq não apareceu nenhum produtor que teve um “antes e depois”.

    Enfim, um produtor de sucesso sem formação tem a mesma visão de um pedreiro bom. E um produtor de sucesso com formação enxerga a musica trabalhada como um engenheiro competente enxerga uma projeto/planta.

    Mas essa realidade a gente só vê lá fora, por isso que o som dos sertanejos aqui ta sendo cada vez mais “gringo” em relação á distancia da nossa brasilidade. Pq os produtores só sabem copiar, não tem noção de uma analise de harmonia pra desenvolver nosso produto com cara de brasil.

    • Marcus Vinícius: (responder)
      11 de abril de 2013 às 03:11

      vish agora alguém me explica o que isso tem a ver com o assunto do texto…

      • deco pires: (responder)
        11 de abril de 2013 às 16:29

        PRODUTOR MUSICAL E ARTISTA: É POSSÍVEL SE DAR BEM NAS DUAS CARREIRAS?

        Sr.Marcus Vinicius, vamos lá:
        Ps: Antes, não precisa usar irônia meu amigo,
        venho ao seu blog em respeito a seu trabalho e
        quando comento, não é pra vc, e sim pros outros que vão ler os comentários. Esse blog não gira em torno da materia em questão, e sim, nas discussões sobre a realidade da nossa musica hj, lida nos comentários. Então cara, respeite os seus leitores e pode pedir pra quem comentou te explicar mesmo, não precisa mandar um “vishh agora ALGUÉM me o que isso tem a ver com o assunto do texto…” com ironia e tom de chacota. Ou será pq citei o dudu e vc se ofendeu? kkk enfim, vamos lá!

        1º Quando vc não tem uma base fundamentada, sólida naquilo que vc faz, ou seja,
        quando vc não é um profissional na sua profissão; O vento que te empurra se chama “EGO”.
        Uma pessoa lambe saco chega e te fala que é bom, outro vem e fala, vem mais um e fala,
        assim o “pseudo-artista-que-não-sabe-nada-de-musica-e-também-é-compositor-comprador-de-letra”
        acredita que é fodão e sente que tbm é capaz de fazer o que um produtor faz tbm, aí entra
        em estudio e sai falando ‘ahhh o violão eu quero assim, batidão mesmo, assim, tipo,
        com uma nota forte assim e ai vc faz um solinho assim sabe, ta ligado no que eu to falando?’
        … e assim o cara faz com a bateria e assim faz com a sanfona, baixo e etc.
        E se auto-promove um PRODUTOR MUSICAL.

        Continua…

      • DECO P: (responder)
        11 de abril de 2013 às 16:33

        PRODUTOR MUSICAL E ARTISTA: É POSSÍVEL SE DAR BEM NAS DUAS CARREIRAS?

        Sr.Marcus Vinicius, vamos lá:
        Ps: Antes, não precisa usar irônia meu amigo,
        venho ao seu blog em respeito a seu trabalho e
        quando comento, não é pra vc, e sim pros outros que vão ler os comentários. Esse blog não gira em torno da materia em questão, e sim, nas discussões sobre a realidade da nossa musica hj, lida nos comentários. Então cara, respeite os seus leitores e pode pedir pra quem comentou te explicar mesmo, não precisa mandar um “vishh agora ALGUÉM me o que isso tem a ver com o assunto do texto…” com ironia e tom de chacota. Ou será pq citei o dudu e vc se ofendeu? kkk enfim, vamos lá!

        1º Quando vc não tem uma base fundamentada, sólida naquilo que vc faz, ou seja,
        quando vc não é um profissional na sua profissão; O vento que te empurra se chama “EGO”.
        Uma pessoa lambe saco chega e te fala que é bom, outro vem e fala, vem mais um e fala,
        assim o “pseudo-artista-que-não-sabe-nada-de-musica-e-também-é-compositor-comprador-de-letra”
        acredita que é fodão e sente que tbm é capaz de fazer o que um produtor faz tbm, aí entra
        em estudio e sai falando ‘ahhh o violão eu quero assim, batidão mesmo, assim, tipo,
        com uma nota forte assim e ai vc faz um solinho assim sabe, ta ligado no que eu to falando?’
        … e assim o cara faz com a bateria e assim faz com a sanfona, baixo e etc.
        E se auto-promove um PRODUTOR MUSICAL.

        Continua…

      • DECO P: (responder)
        11 de abril de 2013 às 16:34

        continuando…

        2º Quando vc lida com um cara profissional de formação, que tem notoriedade e
        sabe enxergar a musica como um engenheiro lendo uma planta/partitura.
        Quem é o corno pseudo artista que vai discutir com um cara desse?
        Quem é que vai peitar? Só faz isso se quiser passar vergonha com a ignorancia
        adquirida na vida pela estrada. Agora quando o cara da certo como musico e
        produtor aqui no brasil, especificando na musica sertaneja, primeiro q nem musicos são,
        pq são todos meia boca. E outra, copiam tudo de fora como eu citei, então o cara que
        canta e produz é pq tem um senso critico ainda intacto, ou não.
        Daí que vem os erros e acertos da carreira. Quando ele sabe q o que fez ainda não ta bom,
        mesmo com um monte de idiota falando q tá o maximo.

      • DECO P: (responder)
        11 de abril de 2013 às 16:34

        continuando de novo…

        Agora se esse mesmo fosse profissional formado, um musico bacharelado ou com uma
        base teorica forte, sem duvidas o contexto seria diferente, mais exigente, mais fino,
        mais cuidadoso ao fazer as coisas, não essa merda q é o cenário q todo mundo toca
        mesma cadencia nas musicas. (balada boa, ta combinado,amo noite dia, camaro amarelo,
        gatinha assanhada, tchu tcha tcha, pode chorar, chora me liga, de tanto te querer,
        Tudo do fernando e sorocaba, enfim, tudo com a mesma cadencia(I V VI IV ou VI IV I V) –
        quem é musico vai entender isso.

      • DECO P: (responder)
        11 de abril de 2013 às 16:35

        pra fechar o comentário…

        Então eu te explico Sr Marcus Vinicius, é isso que tem a ver com o assunto.
        Se o artista é profissa, ele sabe fazer o trampo de um produtor profissa, pq consegue
        analisar a estrutura e harmonia do que da certo e aplicar quando vai fazer sua propria
        produção. Agora quando o cara não é profissa e tenta dar continuidade ao trabalho de
        outro produtor não profissa tbm, ele ta sujeito a sorte. Pq se o artista não sabe, e o
        produtor não tbm mas esse acerta…Só resta ao artista ter a “sorte” de conseguir fazer
        igual ao anterior. Como todos os casos que vc citou na matéria. Entendeu?

        • sacolé: (responder)
          12 de abril de 2013 às 08:13

          Deco Pires precisa ser internado, urgente

  • Rafael: (responder)
    11 de abril de 2013 às 04:27

    Cesar augusto, e giuliano tb, os dois sao produtores diferenciados. Tops sempre

  • Renan: (responder)
    11 de abril de 2013 às 06:29

    Marcão isto quer dizer o quê,que eles sempre foram do pop rock e tomaram algumas vantagens do sertanejo e agora estão voltando as origens depois de disvirtuar o rumo da boa musica sertaneja?e outra coisa,este layout dos caras esta totalmente por fora,vamos lá, o Alysson esta com cara de Marcos(Marcos e Dalton)o Orlando com cara de lutador de Ufc,o Ivo Pessoa com cara de Jean Willis,este outro que nem sei quem é ao lado do Ivo Pessoa com cara de Cezr do (Cezar e Paulinho) e os outros ao lado com cara de Zé RIcardo e Tiago,é assim que eles querem emplacar no pop rock? só podem estar de sacanagem.

  • Guatambú: (responder)
    11 de abril de 2013 às 08:38

    César Augusto e Giuliano num cantam porra nenhuma!!! Por isso não emplacaram. Se o Giuliano arrumar outro primeira voz tão bom quanto o Luiz Claudio, pode até ser que chegue em algum lugar.
    Essa banda de Rock, tem chances!
    O cantor eu pensei que era o Evandro do Evandro e Agnaldo, hehehe. Esse Ivo Pessoa canta bem!
    Fazer sucesso necessita do fator sorte, não é igual bolo, não tem receita!!!

  • Emilio Carlos: (responder)
    11 de abril de 2013 às 11:01

    Guatambu você ouviu a musica Beijar e Beber que o Giuliano gravou (Giuliano Matheus e Rodrigo) a musica andou bem viu, só não entendi porque eles nao feiz show e nao divugou mais a musica

  • Danilo: (responder)
    11 de abril de 2013 às 17:43

    Sou fã dos dois produtores

  • Victor235: (responder)
    14 de abril de 2013 às 03:08

    Estranho, esse vídeo do Shakundun não tinha milhões de acessos? Porque tá com 118 mil? Bem que eu desconfiava de algo na época que de um dia pro outro o vídeo ganhou milhares de exibições. PS: não estou acusando ninguém de nada!

  • ricardo: (responder)
    3 de julho de 2013 às 01:13

    o negocio é o seguinte tem produtores e produtores cesar augusto só vendeu 150 milhões de discos como produtor, alguém chega perto….ganhou 5 grammys, troféu imprensa e o que imaginar esse lance da banda dele deve ser uma curtição, pq acho que financeiramente esta bem, e ele pode escolher quem produz,entao tem cara que fala muita bobagem sem pesquisar as coisas….certo guatambu

  • Mariano Thivener: (responder)
    14 de julho de 2013 às 21:32

    I just want to mention I am just all new to blogs and actually savored your website. Probably I’m planning to bookmark your blog . You certainly have great posts. Kudos for sharing with us your webpage.

  • Major Cabon: (responder)
    17 de julho de 2013 às 04:24

    I was very pleased to find this web-site.I wanted to thanks for your time for this wonderful read!! I definitely enjoying every little bit of it and I have you bookmarked to check out new stuff you blog post.

  • visit the site: (responder)
    17 de julho de 2013 às 21:45

    There is definately a great deal to find out about this topic. I love all of the points you made.

  • see here now: (responder)
    19 de julho de 2013 às 20:49

    Right here is the right website for anybody who really wants to understand this topic. You understand a whole lot its almost hard to argue with you (not that I really will need to…HaHa). You definitely put a brand new spin on a subject which has been written about for many years. Excellent stuff, just wonderful!

  • browse around these guys: (responder)
    20 de julho de 2013 às 01:32

    You’re so cool! I do not think I’ve truly read through a single thing like that before. So great to find somebody with unique thoughts on this subject. Really.. many thanks for starting this up. This web site is one thing that is required on the web, someone with a little originality!

  • amanda: (responder)
    21 de junho de 2014 às 16:02

    gente quem é o produtor atual do Fernando e Sorocaba ????

  • LUIS ALVES CORDON: (responder)
    24 de fevereiro de 2016 às 17:56

    Graça e Paz Sou Cantor / Compositor /Músico / intéprete RJ Luis Alves Cordon, apresento meu inédito e autoral trabalho
    em estilos pop e estilos diversos para serem analisados e assim ser gravados por seus Cantores
    (clientes) tel 21)45039713 residência 21)968564594 whatsapp

    E-MAIL: mclual.alves76@gmail.com
    E-MAIL:missionarioluiscordon@gmail.com

    Deus Abençoe a todos em nome de Jesus Cristo! CANTOR E COMPOSITOR RJ LUIS ALVES CORDON

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.