16 mar 2012 | Notícias,Reviews
REVIEW – João Neto & Frederico – “Ao Vivo em Palmas – Tá combinado”

Já estava na hora de uma repaginada e de uma nova arrancada. João Neto & Frederico, que outrora poderiam ser facilmente incluídos numa lista de precursores do sertanejo universitários, já não estavam na mesma situação. Disco após disco, uma música ou outra se destacava, mas nada comparado ao “Pega Fogo Cabaré” ou ao “Só de Você” de outros tempos. A que mais se aproximou disso foi a “Não vou mais chorar”, mas mesmo assim ainda faltava aaa moda ou ooo disco.

E mesmo sendo eles uma das duplas dessa nova geração que mais gravou DVDs (esse já é o quinto), ainda faltava para o curriculum da dupla um DVD de grandes proporções. Em outra ocasião eles tentaram fazer um DVD de grande porte na cidade de São José do Rio Preto, mas o DVD não conseguiu passar a impressão de um mega show. Ficou parecendo um show normal.

E continuou até bem recentemente essa impressão de que o trabalho deles era conduzido em banho-maria. Não havia uma estratégia agressiva como a de outros escritórios. Parecia que faltava também aquele olho mais clínico para o repertório. Na onda do “Pega fogo Cabaré”, a dupla tentou durante os discos seguintes emplacar sempre alguma outra canção que tivesse alguma frase chavão, palavra ou expressão que caísse na boca da galera. Nisso vieram “Aqui não pica-pau”, “Marmiteiro” e várias outras que não conseguiram chegar nem perto da “Pega Fogo Cabaré”.

De repente parece que acordaram. Talvez o surgimento de dezenas de outros artistas, vários deles com estratégias ousadas de divulgação, com repertório bem selecionado, abriu os olhos da Work Show para o real papel da dupla João Neto & Frederico enquanto precursores desse movimento. Acertaram em colocar o projeto da dupla nas mãos da equipe do produtor Ivan Miyazato (Ivan, Pepato, Catatau e cia.) e em optar enfim pelo retorno à intenção de outrora de filmar um megashow.

Outra sacada inteligente foi a escolha da cidade. Já é sabido que uma cidade manjada já não é tão interessante e acaba não atraindo tanto a atenção do público, principalmente no momento da gravação. Agora imagina gravar um DVD numa cidade que nunca recebeu esse tipo de evento. O público até parece participar de maneira mais empolgada. Fora a quantidade de gente. Gravar o DVD em Palmas foi uma sacada e tanto.

Visualmente, por se tratar de um megashow, o risco de algo dar errado costuma ser maior. Mas aparentemente correu tudo perfeitamente. O resultado visual, aliás, salta aos olhos. Uma bela distribuição dos LEDs e organização das cores, com destaque para a disposição um pouco mais à esquerda tanto da banda no palco quanto dos detalhes de iluminação, dando uma impressão meio “Picasso” do cenário. O pessoal do trio de metais ficou completamente à direita, acima de uma escada, com o resto da banda à esquerda, o que deu um aspecto muito interessante ao posicionamento da mesma. Bem à direita do palco, as iniciais da dupla eram destacadas principalmente nas imagens aéreas.

Talvez somente a entrada da dupla não tenha sido tão valorizada. É que a idéia era colocar os dois entrando dirigindo uma Mercedes conversível, por conta da música “Meu coração pede carona”, não foi tão bem aproveitada no momento da edição. Pegaram praticamente apenas o momento final da entrada, com os dois já saindo do carro. No final do show, no entanto, a utilização do carro foi bem mais explorada.

Mas creio que o maior acerto do disco foi o repertório. Diferente dos discos anteriores, com a busca incessante por chavões nos primeiros discos e a falta de músicas com potencial pra se tornar hit nos outros, este DVD traz enfim um repertório bem selecionado, com uma distribuição adequada de estilos e diversas músicas extremamente trabalháveis. Tanto que a dupla está atualmente com pelo menos duas músicas em alta (“Tá Combinado” e “Le le le”), sendo que uma delas os trouxe de volta ao patamar de outrora. Curiosamente, a tática é similar à do início da carreira, mas adaptada à atual realidade da música sertaneja. A música “Le Le Le” se tornou um grande hit da temporada sendo que o chamariz dela é uma “expressão”.

Mas não são só essas as duas músicas do repertório que chamam a atenção. Entre as dançantes, temos que destacar “Emergência” e “Tô morando sozinho”. Mas as melhores deste trabalho sem dúvida são as românticas “Emboscada”, “Mais um sonhador” (excelente) e a fantástica “Minha Herança”, que sem dúvida já figura entre as melhores canções do ano (o áudio do disco foi liberado no ano passado, mas o DVD completo só saiu esse ano). Ainda assim, há um ou outro escorregão no repertório, com a regravação deveras tardia da ótima “Por ti” (que já perdeu o fôlego depois de ter sido trabalhada por dois ou três artistas) e “Vai ter balanga”, que lembra demais a “Dança Kuduro”.

Tecnicamente falando, já é sabido que o Ivan Miyazato é um dos profissionais com maior apuro técnico, com melhor noção de mixagem do segmento sertanejo. Seus trabalhos são os que melhor demonstram o som dos intrumentos. E é sabido também que sua parceria com o Pepato deu aos trabalhos produzidos pelos dois uma identidade muito mais identificável. Uma ótima idéia a utilização de instrumentos de sopro, que quase ninguém se arrisca a usar hoje em dia mas que, de fato, dão um aspecto mais grandioso às músicas, o que condiz com a idéia do DVD. O trabalho foi todo editado de forma a não deixar cair a peteca. De fato, é um disco bem contagiante, do início ao fim.

No fim das contas, o DVD da dupla João Neto & Frederico já é um dos “maiores” do ano, por conta de toda a estrutura empregada e todo o excelente trabalho de pós-produção. O disco já conseguiu cumprir a primeira missão, que era resgatar a dupla João Neto & Frederico do iminente ostracismo e trazê-los de volta ao rol dos grandes artistas do segmento. E a dupla, por conta de seu talento evidente, é merecedora do posto. A torcida é para que não deixem de novo a coisa começar a desandar. Só senti falta nesse disco de um trocadilho no final: “Uma salva de palmas a Palmas”. Mas aí ia ser “Zorra Total” demais.

Nota: 9,0

29 comentários
  • Luiz Fernando: (responder)
    16 de março de 2012 às 08:26

    Sempre curti João Neto & Frederico. Acho meio exagerado dizer que saíram do ostracismo. Eles sempre estiveram em um nível legal. Nunca foi a “maior dupla”, mas sempre teve seu espaço. As músicas tocam muito nas rádios, nunca ficaram fora do movimento. E manter esse sucesso, mesmo que estável por tanto tempo não é pra qualquer um né.

  • Yuri: (responder)
    16 de março de 2012 às 09:43

    Nota 8,0. Dificilmente darei notas maiores que 8,5. Também sei ser birrento.

  • Rafael Sertanejo: (responder)
    16 de março de 2012 às 10:23

    Arrisco que é melhor trabalho deles !! e provavelmente um dos melhores do ano !! ficará entre os 5 !!!

  • Joni: (responder)
    16 de março de 2012 às 10:23

    gostei bastante desse disco, uma dupla que merece!!

  • Turco: (responder)
    16 de março de 2012 às 11:02

    Os meninos são muito bons…..

  • André Cruz: (responder)
    16 de março de 2012 às 11:16

    O repertório é 80% Matheus e Kauan os outros 20% é Marília Mendonça. Mas é um baita DVD, e tem muita música que pode ser trabalhada, que tem tendência a pegar na boca do povo.

  • emerson: (responder)
    16 de março de 2012 às 11:29

    Sempre achei eles grandes artista vindo de boa escola sertaneja sertan eja, com musicas romanticas, agitadas e modoes, alias seu cd de modoes e um dos melhores que tem, sua carreira precisava de sprint mesmo, sempre tiveram grande musicas mas sempre faltou aquel “boom” , acho que chegou momento, basta ele trabalhar a parte do markenting bem atraves da midia, isto e mto importante, eles costumam te rmto contato com fa no faceboome twiiter e isto ajuda a populariza, acredito que est ano caminho certo e terão grande ano pela frente.

    Fugindo do assunto..Marcao vc que parceiros do homi, qnd Joao Carreiro e Capataz vai gravar outro dvd?já esta na horaaaa…abraço do tamanho do brasil :)

  • Fábio Roque: (responder)
    16 de março de 2012 às 12:10

    A dupla é boa demais, talvez umas das melhores dessa safra que foi colhida de 2006 pra cá! Pra mim uma das precurssoras do Sertanejo Universitário.
    O Repertório é muito bom nesse disco.
    Os metais, pura ousadia, mas que ajuda a diferenciar o trabalho do resto do mercado, já que ninguém tem usado desse naipe de instrumentos hoje em dia.
    Enfim um ótimo acerto na carreira de uma das duplas que mais contribuíram pra renovação do gênero.

    Que venham mais trabalhos nesse nível de qualidade!!!

  • Leo: (responder)
    16 de março de 2012 às 12:30

    Ficou muito bom o trabalho deles!!

    Marcão olha a famosa música que Victor Chaves compôs! Já está no youtube e vai estar no próximo DVD.

    http://www.youtube.com/watch?v=t0bagpn0xj4&feature=player_embedded

    • Leo: (responder)
      16 de março de 2012 às 12:31

      Beijo De Luz!!!

  • Joao Paulo sanf: (responder)
    16 de março de 2012 às 12:47

    soh fiquei decepcionado por eles nao terem usado sua banda original que acompanha sempre nos shows, acho q ali tem muito musico capacitado e que daria de dez em musico de estudo como o caso do placido, que pra mim esta entre os 5 melhores sanfoneiros atualmente dessas duplas

  • leandro: (responder)
    16 de março de 2012 às 13:25

    alguem ai tem o link pra baixar o dvd???
    marcao depois faz o do f e s qui ficou top!

  • Bruno ZT: (responder)
    16 de março de 2012 às 19:10

    Só música boa. A Le Le Le é a piorzinha de todas

  • marcus vinícius: (responder)
    16 de março de 2012 às 21:49

    Quanta inglória em falar da produção. Se fosse o tal dudu, com todo esse aparato ja citado pelo próprio blogueiro ele lhe daria um 10 com louvor.

    • Marcus Vinícius: (responder)
      18 de março de 2012 às 20:10

      Opa pro Dudu Borges eu daria 12, mais que 10. Ele é lindo, perfeito, gostoso, tesudo, pauzudo, aaaaaiii que delícia!!!

  • Teco: (responder)
    17 de março de 2012 às 10:35

    Eles já estavam ricos e eu pobre, e eles vão ficar mais ricos e eu esperando ficar menos pobre !!!

  • Victor235: (responder)
    18 de março de 2012 às 19:36

    O DVD deles de São José do Rio Preto foi excelente, depois por alguma razão fizeram aquele DVD no estacionamento que deixou muito a desejar. Agora voltaram a tona. JN&F foi uma das primeiras duplas dessas mais novas que passei a ouvir e acompanhar.

  • Nam Spieker: (responder)
    14 de julho de 2013 às 17:21

    I just want to mention I’m newbie to weblog and really enjoyed you’re web blog. Almost certainly I’m going to bookmark your site . You surely come with perfect writings. Regards for revealing your webpage.

  • Cecil Salmans: (responder)
    17 de julho de 2013 às 01:39

    After study a few of the blog posts on your website now, and I truly like your way of blogging. I bookmarked it to my bookmark website list and will be checking back soon. Pls check out my web site as well and let me know what you think.

  • harlequin interior: (responder)
    17 de julho de 2013 às 14:49

    Hello, I just hopped over to your web page using StumbleUpon. Not somthing I would usually browse, but I appreciated your views none the less. Thanks for making something well worth reading.

  • view website: (responder)
    17 de julho de 2013 às 23:39

    You made some first rate factors there. I seemed on the internet for the problem and located most people will go together with along with your website.

  • visit their website: (responder)
    19 de julho de 2013 às 17:23

    Excellent article. I will be facing a few of these issues as well..

  • navigate to this website: (responder)
    20 de julho de 2013 às 09:51

    Hi there! I simply wish to give you a huge thumbs up for your great info you have right here on this post. I will be coming back to your site for more soon.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.