09 nov 2011 | Artigos,Notícias
TEXTO DO LEITOR – As influências da Country Music na Música Sertaneja

Depois de algum tempo, estamos de volta com mais um texto enviado por um de nossos fiéis, queridos e amados leitores. Desta vez, o autor é o grande parceiro Fábio Roque, radialista e membro da dupla Rodrigo Sullivan & Jean, grande fã de country music. Por isso o tema deste texto. Uma explicação bem detalhada sobre as influências do country music na música sertaneja. Leiam abaixo.

Muita gente diz que a nossa musica sertaneja está para nós brasileiros assim como a country music está para os americanos. Guardando-se algumas ressalvas, talvez as semelhanças entre esses dois estilos musicais sejam muitas e bem maiores do que muita gente imagina, por mais óbvio que pareça.

Esses dois estilos musicais tiveram seus primeiros registros no inicio do século XX e já foram chamadas de caipira. É isso mesmo, a música country até os anos 40 foi chamada de hillbilly music (em português, “musica caipira”) e pelo mesmo motivo do nosso estilo veio a mudar de nome. Muita gente achava que era degradante ser chamado assim, de caipira.

Na sua origem, a música country era representada pelo homem do campo com instrumentos rústicos como o Banjo, Rabeca e o Violão, assim como a música sertaneja era também era representada pelo homem do interior, mas com a viola de 10 cordas. As primeiras gravações de ambos os estilos datam da década de 20. E já que esses dois estilos têm tanto em comum, nada melhor do misturá-los. Na música sertaneja, muitos artistas importaram as influências do country para os seus trabalhos.

Talvez os precursores dessa idéia sejam Leo Canhoto e Robertinho. Em vários discos deles as músicas contavam histórias de faroeste e tinham arranjos que remetiam as músicas feitas pras bandas de lá tanto na questão ritmica como no instrumental com gaita e banjo.

Um bom exemplo disso é a música “Pedro Querosene”, logo abaixo:

Mais tarde, no ano de 1985, Chitãozinho e Xororó gravaram “Ela chora chora” com pegada e arranjos bastante influenciados pela country music. Essa influência acabou aparecendo em vários trabalhos posteriores da dupla, que acabou gravando um disco inteiro em Nashville nos Estados Unidos no ano de 1998.

Leandro e Leonardo e Zezé di Camargo e Luciano também gravaram algumas músicas com essa influência, dentre elas “Dia de rodeio” e “Estrela só”.

Uma dupla que chamou a atenção do público e acabou aparecendo pra todo o Brasil por trazer em seus trabalhos essas influências foi Rionegro e Solimões. Num disco em que tanto os arranjos como a maneira de cantar remetiam muito à musica dos gringos os destaques eram “Boiadeiro e Violeiro”, “Frio da Madrugada”, “Peão Apaixonado” e “De São Paulo a Belém”.

Desde então essa fusão, country e sertanejo sempre teve o seu lugar cativo no coração dos brasileiros. No ano de 2002 surgui para o Brasil uma dupla que sempre teve como diferencial a influencia do Country com uma pitada de Rock no seu trabalho. Edson e Hudson têm como um de seus maiores sucessos a música “Festa Louca” que é versão de “Mi Vida Loca”, de Pam Tillis.

Atualmente os representantes mais marcantes dessa mistura que deu certo são Fernando e Sorocaba. No seu mais recente trabalho essa influência está bastante presente nos arranjos. Mas a demosntração mais clara de que o country é uma forte influência da dupla está no 1º DVD com o Sorocaba tocando Gaita e Rabeca na música “Take me home / Country Roads”. Sem esquecer também da Paula Fernandes, cuja semelhança com o estilo country americano já lhe rendeu diversas comparações com a cantora Shania Twain.

Os brasileiros tiveram a super inteligente sacada de misturar o country ao sertanejo, será que algum dia os americanos terão a idéia de misturar o sertanejo ao country?!

Por Fábio Roque

1 comentário
  • CLAUDIA: (responder)
    10 de agosto de 2016 às 22:54

    ESCUTO A 106.9 OMEGA GM (COUNTRY MUSIC) E ADORO!!!
    É DESTE ESTILO / FUSÃO QUE VOCÊS ESTÃO FALANDO?

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.