06 ago 2010 | Top Five
TOP FIVE – Músicas com sobrevida

Algumas canções sertanejas de sucesso demoraram certo tempo a alcançar esse patamar. Temos na história do segmento várias canções que foram lançadas, trabalhadas, mas que não chegaram “de primeira” ao merecido reconhecimento. Mas com o relançamento após alguns anos, numa nova roupagem e uma nova realidade, acabaram atingindo o coração da galera de forma muito mais intensa que na época original de lançamento.

Há casos também de músicas que fazem um grande sucesso e que, depois de anos, voltam a ser gravadas e acabam repetindo a dose, se tornando de novo um sucesso.

A lista abaixo traz músicas que se encaixam numa dessas situações. Músicas que tiveram uma segunda chance ou, como eu costumo chamar, músicas com sobrevida. A ordem não é de importância. É apenas aleatória.

TELEFONE MUDO (Franco / Peão Carreiro)

Lançada sei lá há quantos anos pelo Trio Parada Dura, essa música atravessou anos e anos no gosto do pessoal que curte um modão de verdade, desses que fazem até subir aquele friozinho na nuca. Mas foi definitivamente na fase “universitária” da música sertaneja que ela se tornou praticamente um hino. Foi gravada por centenas de artistas, principalmente de uns 10 anos pra cá. Não foi com apenas um desses artistas que ela ressurgiu para o sucesso. É uma das poucas músicas sobre as quais podemos dizer que se tornaram suceso apenas porque não há quem não goste dela, independente de quem tenha gravado.

* Trio Parada Dura

* Victor & Léo

NO RANCHO FUNDO (Ary Barroso / Lamartine Babo)

Uma música que, apesar de não ter sido composta por artistas do gênero, é definitivamente uma das canções mais sertanejas da história. Apesar também, de ter sido gravada originalmente no ritmo de samba-canção. Foi composta em 1931 (!!!) a partir de uma música de Araci Cortes chamada “Na grota funda” (duvidam? Cliquem AQUI). Atravessou décadas e décadas sendo considerada um clássico. Até que, na década de 1990, a dupla Chitãozinho & Xororó resolveu regravar esse clássico. A versão com a dupla chegou a fazer parte de uma trilha de novela e é considerada, sem dúvida, uma das mais belas gravações que a dupla já fez. Hoje em dia, aliás, não há quem não remeta a canção à dupla Chitãozinho & Xororó, assim que se ouvem os primeiros versos.

* Orlando Silva

* Chitãozinho & Xororó

O MENINO DA PORTEIRA (Luizinho / Teddy Vieira)

Em 1955, a dupla Luizinho & Limeira gravou pela primeira vez a canção “O menino da porteira”. Quase 20 anos mais tarde, tentando mostrar de verdade que poderia se tornar um cantor sertanejo de sucesso, a despeito do que poderiam pensar devido ao seu histórico na jovem guarda, Sério reis regravou a canção. O ano era 1973. O sucesso foi tão grande que a música acabou se tornando um filme, protagonizado pelo próprio cantor. Recentemente, o filme foi lançado novamente, numa versão com o cantor Daniel no papel principal, e com a música-tema do fime tocando em várias rádios.

* Luizinho & Limeira

* Sérgio Reis

DEUS E EU NO SERTÃO (Victor Chaves)

Esse é um exemplo do ditado “água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. A dupla Victor & Leo gravou essa canção em TODOS os trabalhos da carreira, exceto os dois primeiros discos ao vivo. No total, são 5 ou 6 discos da dupla que contam com essa música no repertório. É evidente, portanto, que a dupla tem muito amor pela referida canção. Lançada no primeiro disco da dupla, ainda numa fase desconhecida. ela acabou se tornando sucesso de verdade apenas no ano passado, quando foi tema de abertura de uma novela da Rede Globo. Demorou quase 10 anos para que isso acontecesse, mas é fato: aconteceu.

* Versão do CD “Vida Boa”

* Versão do CD “Ao Vivo e em cores”

DORMI NA PRAÇA (Fátima Leão / Elias Muniz)

Assim como no exemplo apontado acima, essa música fez parte do primeiro disco da dupla Bruno & Marrone. Chegou a fazer um certo sucesso, mas apenas nas regiões onde a dupla atuava. Isso por volta de 1994. Em 2001, no entanto, num disco que talvez seja o responsável por mudar os rumos da música sertaneja recente, a música “Dormi na praça” se tornou um hit de proporções épicas. É um dos maiores sucessos da história da música sertaneja. A dupla resgatou a primeira canção de trabalho da carreira, mudou a roupagem e emplacou nada menos que 2 milhões de discos vendidos com esse álbum.

* Versão de 1995

* Versão do CD Acústico Ao Vivo

28 comentários
  • Donella Rothwell: (responder)
    14 de julho de 2013 às 17:37

    I just want to say I am just new to blogging and site-building and absolutely enjoyed your web-site. Very likely I’m going to bookmark your website . You definitely come with outstanding articles and reviews. Cheers for revealing your blog site.

  • Preston Tointon: (responder)
    17 de julho de 2013 às 02:29

    for black ops 2 cheat it awesome

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.