20 ago 2008 | Lançamentos
TOP FIVE – OS "PÁRIAS" DA MÚSICA SERTANEJA
O Top Five de hoje é, na verdade, baseado apenas nas minhas impressões acerca dos artistas mencionados. Consiste num ranking de artistas sertanejos que desenvolvem seu trabalho à margem dos outros artistas, sem participar de panelinhas como a maioria. São artistas que trabalham por conta própria, por assim dizer, seja por vontade de trabalhar dessa forma, sem querer se misturar com os outros, ou porque os outros artistas simplesmente lhes viraram as costas.

EDUARDO COSTA

Até antes do lançamento do DVD do cantor Eduardo Costa, ele poderia ser considerado o maior “pária” da história da música sertaneja. Desde que ele lançou seu primeiro trabalho, com a música “Coração Aberto”, comparações foram feitas e muitos fizeram questão de não saber quem ela aquele cara que cantava praticamente imitando o Zezé di Camargo. O próprio Zezé, segundo boatos, teria entrado em contato com as principais rádios do Brasil exigindo que elas não tocassem canções de Eduardo Costa. Por causa disso, muita gente do meio lhe virou as costas, sem querer lhe dar qualquer chance de mostrar seu trabalho. Só que o tempo foi passando e ele foi fazendo sucesso em várias partes do Brasil, se consolidando como um artista do povão. Vendo tamanho sucesso, parece que os “grandes” se arrependeram de ter torcido o nariz pra ele. Acabou de gravar um CD com produção de César Augusto, com uma composição inédita do Zezé e participação especial de Bruno e Marrone. Fora a participação do Leonardo no DVD.

VICTOR & LEO

Antes deles estourarem Brasil afora, poucos sabiam da existência da dupla. Cresceram apenas com a ajuda das rádios (principalmente a Paranaíba FM), sem ter sido necessário que nenhum mega artista levasse a dupla a participar de nenhum programa de TV. Eles sempre foram sozinhos a esses programas. Nada de Bruno & Marrone irem no Faustão apresentá-los como uma dupla de amigos, como já aconteceu tantas vezes. E mesmo com o sucesso, eu não tenho notícia de Victor & Léo participando de nenhum DVD ou CD de qualquer outro cantor fora os deles próprios. Bruno & Marrone gravaram uma música do Victor, só que o próprio Bruno disse em um show realizado aqui em Uberlândia que não sabia que o compositor da música era o Victor Chaves.

CHRYSTIAN & RALF

Depois da volta da dupla, em 2001, parece que eles se distanciaram um pouco dos outros cantores sertanejos. Apesar de serem uma unanimidade pra qualquer artista ou fã de música sertaneja, NUNCA participaram de nenhum CD ou DVD de outros artistas, como já fizeram tantas outras duplas e artistas consagrados no mesmo nível que eles. Acho até que esse distancimento acontece por imposição das gravadoras, que não querem seus artistas envolvidos com o homem por trás do “SMD”, projeto que pode, não ainda, mas talvez um dia acabar com a hegemonia das grandes companhias.

MATOGROSSO & MATHIAS

Na verdade, o quarto lugar é da dupla Matogrosso & Mathias e não do Matogrosso, individualmente. O fato é que, depois do rompimento do Matogrosso com o antigo Mathias, ninguém mais deu papo para a dupla, mesmo eles tendo lançado uma canção de relativo sucesso (Um século sem ti). Os outros artistas não engoliram muito bem o rompimento e, quando acontece de haver uma participação da dupla em algum outro trabalho, o Matogrosso vai sozinho (veja os DVDs de Luiz Cláudio & Giuliano e de Teodoro & Sampaio, por exemplo)), não levando seu sobrinho e atual parceiro.

GILBERTO & GILMAR

Mais uma dupla que nunca participou de outros trabalhos, mesmo tendo lançado no decorrer da carreira tantas canções inesquecíveis (Música da Saudade, Só mais uma Vez, Capa de Revista, Assino com X, etc.). No DVD da dupla, lançado recentemente, eles só convidaram a dupla Pedro Bento e Zé da Estrada. Muitos artistas sertanejos são fãs de Gilberto & Gilmar assim como são de Chrystian & Ralf. Então é fácil pensar que talvez sejam eles que recusem convites por parte dos outros artistas. Só não dá pra saber se esse pensamento é correto.

2 comentários

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.