20 mai 2010 | Top Five
TOP FIVE – Só gravo o que eu componho

Dando prosseguimento ao Top Five da semana passada, hoje traremos uma lista de duplas que praticamente só gravam músicas que eles próprios (ou um deles) compuseram. Pelo menos tem sido essa a regra nos discos dos artistas da lista. Isso ajuda a fortalecer o nome do compositor em questão, além de evitar problemas com liberação de músicas para outros artistas, coisa costumeira entre um elevado número de compositores. Sem mais delongas, vamos ao ranking.

MARCO & MÁRIO

No primeiro DVD, que não chegou a ser lançado por nenhuma gravadora, a dupla Marco & Mário teve alguns problemas com canções que foram liberadas para eles e, logo depois, mesmo com contrato e tudo, liberadas para outros artistas. (“Uma Chance a Mais”, por exemplo, gravada pelo Nechivile). Talvez por isso eles tenham preferido gravar no último DVD praticamente apenas canções compostas pela própria dupla. Com o tempo, foram ganhando força como compositores e emplacaram até o maior sucesso da dupla Bruno & Marrone no 2º semestre de 2009 e 1º de 2010 (“Amor não vai faltar”).

ZÉ HENRIQUE & GABRIEL

O último DVD da dupla trouxe somente músicas compostas pelo Zé Henrique. Até as regravações do DVD eram de canções que foram compostas por ele e gravadas por outros artistas, como “Quando o Coração se apaixona” (gravada por Daniel), “Sem Direção” (gravada por Rick & Renner), “Inevitável” (gravada por Bruno & Marrone). É um dos compositores mais respeitados da música sertaneja, dada a imensa qualidade nas suas canções, tanto em letra quanto em melodia. São, como li num recente review do último DVD, músicas com começo, meio e fim.

RICK & RENNER

rick-e-renner

Em todo disco da dupla Rick & Renner, ocorre a total predominância de canções compostas pelo Rick, que por vários anos seguidos dominou a lista de compositores com maior arrecadação no ECAD. Isso não só por conta das canções da dupla Rick & Renner, mas também as da dupla Gino & Geno e Ataíde & Alexandre, quase todas assinadas por ele (boa parte delas em parceria com o Alexandre). O cara é bom de verdade, isso é inegável, apesar de ter o pequeno defeito de se preocupar primeiro com quantidade e depois com qualidade. O lado bom disso é que muito raramente sai uma música ruim de sua caxola. A imensa maioria costuma ser bem legal.

FERNANDO & SOROCABA

As únicas canções gravadas nos discos da dupla que não levam a assinatura do Sorocaba são as regravações de sucessos internacionais (“Country Roads”, “Sorry” e outras). TODAS as outras foram compostas por ele, às vezes junto com o parceiro, mas muito “às vezes” mesmo. Ele tem um objetivo na vida: ser o maior arrecadador de direitos autorais no Brasil. Tanto que agora tem aproveitado a veia comercial para incluir suas canções nos discos de artistas aos quais ele tem dado uma força, como o Luan Santana (“Tô de Cara”, “Meteoro”, “A Louca”, etc.).

VICTOR & LEO

Outro caso em que só as regravações costumam ser de outros compositores. No mais, todas as canções da dupla levam a assinatura do Victor Chaves, que hoje lidera a lista de arrecadação do ECAD. O mais impressionante disso é que o cara se tornou o maior arrecadador somente com as músicas da própria dupla, afinal só de alguns meses pra cá é que ele tem sido mais explorado por outros cantores. Um Top Five recente trouxe uma lista de composições dele recentemente gravadas por artistas de renome. E ainda tem uma com o Renato teixeira prestes a ser lançada e outra que a Roberta Miranda vai incluir no novo disco.

20 comentários

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.