10 dez 2013 | Notícias
Três lançamentos…

Saíram neste começo de semana três lançamentos de artistas “novatos” que, acredito eu, têm grandes chances de despontar para o mercado nas próximas temporadas. Abaixo, o Blognejo traz cada um destes lançamentos para a devida apreciação, hehe.

A primeira música é o mais novo lançamento do cantor Loubet. A música é a primeira do DVD que ele gravou recentemente em Campo Grande. A bela guarânia “Mil Anos” traz a participação da cantora Laís. Os dois, aliás, são duas grandes apostas da Som Livre para os próximos meses. Eu gravei uma entrevista com cada um aqui para o Blognejo. A do Loubet vai pro ar já na segunda-feira. A entrevista com a Laís em algumas semanas. Ouçam abaixo a música “Mil Anos”, do compositor Junior Braga, que também assina a produção do DVD. O vídeo da música deve sair em breve.

Captura de Tela 2013-12-10 às 18.55.50

O segundo lançamento da nossa lista é a nova música de trabalho da dupla Fiduma & Jeca. Os caras chegam com uma proposta de irreverência. Tanto pela foto quanto pela música já dá pra sacar que eles vão priorizar o bom humor. O projeto conta ainda com o apoio do Zé Renato Mioto, produtor da dupla João Carreiro & Capataz. A música “Anjo Chapadex” é uma composição do Diego Kraemer, do Tiago Marcelo e do Aleksandro, da dupla Conrado & Aleksandro. Ouçam abaixo.

Captura de Tela 2013-12-10 às 19.27.25

E a terceira música do nosso post é a nova da dupla Gabriel & Rafael. A dupla goiana é a mais nova contratada do escritório Efeitos, comandado pelo Cristiano Araújo, que inclusive participa desta nova música dos caras. Para quem não sabe, a dupla é a compositora da atual música de trabalho do Cristiano, “Maus Bocados”. Ouçam abaixo o lançamento “Dez despedidas”.

Captura de Tela 2013-12-10 às 17.48.39

23 comentários
  • Renato Mandyamota: (responder)
    10 de dezembro de 2013 às 20:03

    Fico muito chateado quando vejo que a internet tem perdido toda aquela democracia que a caracterizou. Antes um cara com uma câmera descartável fazendo uma musiquinha no quarto de casa tinha exatamente o mesmo espaço que os artistas de grandes gravadoras. Mas os empresários, publicitários e outros logo entraram na net e com eles muitas pessoas passaram a trabalhar na rede como único meio de vida. E o dinheiro finalmente contaminou a internet, a última sobrevivente da alienação que há muito parasita rádios, jornais, revistas e televisão.

    Sim Marcão, talvez esses artistas sejam “novatos”, mas estão cercados de muito dinheiro, produções extravagantes e não necessariamente de TALENTO. São músicas razoáveis, de bons/médios produtores. Nada na musicalidade desses três lançamentos traz algo de diferente, inovador e criativo num sentido que desperte o interesse do público e que esses caras despontem. Qualidade vocal média para ruim. A possibilidade deles chegarem à “elite” do sertanejo existe somente se eles souberem dançar bem essa dança nojenta do músico/empresário de hoje em dia. A “fabricação” de música. Não a CRIAÇÃO.

    Sinceramente, não acredito que você esteja 100% isento e imparcial para afirmar e formular uma crítica desses rapazes. É impossível que não haja influência, interesses comerciais e mais nada que te permita falar sobre eles como se fossem qualquer outro que está por aí vagando pela internet. Existe um pessoal aí começando que não tem grife, compositores do caramba, cantores extraordinários, sem grandes produções e influências. Não são filhos de empresários.
    Amigos de cantores famosos. Fazendeiros com influência. São SIMPLESMENTE MÚSICOS, de alma e coração, sertanejos de espírito. Resumindo, CARAS BÃOS MEMO.

    Você é um cara que pode mudar esse cenário Marcão. Procure uns caras bons de verdade que você sabe que vai achar. Você é muito inteligente. Ajude esses caras pela música, por nada mais. Eles não tem dinheiro para divulgações, mas carregam a viola nas costas só esperando a sua oportunidade. A internet e essa divulgação milionária desses cantores com a carteira cheia está acabando com as chances do público brasileiro ganhar um novo artista. Ajude-os. Não entra nessa onda desses caras não, você sabe que o jogo dos escritórios e a competição dos artistas está acabando com o sertanejo.

    Um abraço de um fã do Blog. Desculpe pela sinceridade no desabafo, mas eu precisava.

    • Val: (responder)
      11 de dezembro de 2013 às 14:17

      Renato Mandyamota, Você fez um brilhante comentário e pelo jeito bastante emocionado, porque foi isso que deu pra sentir, e acho que é realmente uma excelente sugestão pro marcão poder dizer que realmente está fazendo algo por esses talentos sem padrinhos que a gente acha de vez em quando na net!

      • JhonathanDraw: (responder)
        12 de dezembro de 2013 às 09:01

        Brilhante comentário amigo.

      • Renato Mandyamota: (responder)
        12 de dezembro de 2013 às 17:09

        Muito obrigado Val! Eu posso dar um exemplo de um pessoal bom, que ninguém conhece e são muito talentosos. Esses aqui eu achei fuçando muito na internet.

        http://www.youtube.com/watch?v=PEnzHlgnzqI – Esse rapaz aqui parece que é de Goiânia. As músicas originais que ele canta não são tão boas, mas olha a voz dele! Canta muito! Alguém poderia facilmente investir nesse rapaz com algumas músicas de qualidade. Canta muito mais que quase todos esses de nova geração.

        http://www.youtube.com/watch?v=PEnzHlgnzqI – Esse aqui não sei de onde é. É bom cantor, nada incrível, mas melhor que a maioria e ainda por cima é menino novo e um compositor do caramba! Tem um material muito bom de autoria dele por aí.

        Dois exemplos de caras que ninguém conhece e tem realmente coisa a oferecer.

        • Renato Mandyamota: (responder)
          12 de dezembro de 2013 às 17:12

          Eu na realidade copiei dois links iguais, desculpa.
          ESSE é o segundo rapaz que eu me referia, compositor -> http://www.youtube.com/watch?v=QWt_nmPTo_Y

          • Val: (responder)
            12 de dezembro de 2013 às 19:06

            Gostei demais desse tal de “PATU” essa música:Boas Lembranças é linda! até me inscrevi no canal dele pra ver outras depois com calma mas é um grande achado! E digo mais, não sei se o Renan-SP que gosta de arte vai concordar, Coloca muitos que pagam pra tocar no chinelo brincando!

  • Rafael Cesar: (responder)
    10 de dezembro de 2013 às 20:13

    Avaliando as 3 musicas a primeira até passa, mas não é aquelas coisas não, essa cantora tem uma pegada pop, ela cantando uma Guarania não deu certo não, o cara ai não faz bem o estilo que curto, a letra e o arranjo foram bons, mas os interpretes vão ficar por aposta da som livre mesmo.
    Sobre a segunda musica, ruim mais ruim demais da conta, os caras são xerox ruindade do Munhoz e Mariano, nem comento mais.
    A terceira musica, começa muito bem até a entrada do Acordeom, e depois aquele ritmo enjoativo de sempre, outra musica fraca.

  • Cleber: (responder)
    10 de dezembro de 2013 às 20:44

    Nó essa Dupla Fiduma & Jeca,e que nem ouvir a Dupla Pedro Henrique e Fernando.

  • Ze Victor: (responder)
    10 de dezembro de 2013 às 20:52

    E PINGA VEEEEM, E PINGA VAAAAAII.. FIDUMA E JECAAAAAAA KKKKKKKKKKKKKK MT TOPPP

  • Renato Augusto: (responder)
    10 de dezembro de 2013 às 21:00

    DIEGO KRAEMER E TIAGO MARCELO OS MAIORES COMPOSITORES DO BRASIL SIL SIL SIL !!!! SO LETRA FERAAAAA HAHAHHAAHAHHAHA CHUPEM CRITICOSS PODEM FALAR O QUE FOR

  • Renan - SP: (responder)
    10 de dezembro de 2013 às 21:30

    “MIL ANOS”: Fraca, é aquela que a pessoa não vê sentido em parar pra escutar.
    “ANJO CHAPADEX”: Música pra criança e adolescente que nunca sentiu adrenalina na vida, típica música de quem não sai do Facebook.
    “DEZ DESPEDIDAS”: Essa é aquela que daqui um mês ninguém lembra mais, serve pra encher linguiça.

    • LUCIANO SILVA: (responder)
      11 de dezembro de 2013 às 10:27

      Renan, esses três lançamentos seriam uma bananada ou uma marmelada?

      • Renan - SP: (responder)
        11 de dezembro de 2013 às 13:05

        Luciano, bananada em arranjos e marmelada na carreira, afinal como explicar o fato desses e outros conseguirem gravar um cd e terem espaço na mídia?
        Só pode ser marmelada.

        • LUCIANO SILVA: (responder)
          11 de dezembro de 2013 às 13:46

          Eu não sou contra o Jabá(marmelada), mas a falta de critério e senso musical das grandes gravadoras para escolher: músicos e músicas tem sido incrível.

          • Rafael Cesar: (responder)
            11 de dezembro de 2013 às 13:54

            É muito dinheiro jogado fora com cantores ruins, musicas pessimas, nossa quando é que vai lançar um artista com qualidade, que saiba cantar, que cause aquele impacto que antes era causado, que traga uma coisa inovadora.Cada novidade que é lançada é mesmice nada diferente.
            Quando o Mercado era fechado, só saía coisa boa, agora o mercado é aberto pra qualquer um , pra qualquer coisa, se continuar assim a tendência é só piorar a cada ano, e isso vem acontecendo desde 2009.

        • Val: (responder)
          12 de dezembro de 2013 às 19:10

          Renan, dá uma olhada no link que o Renato Mandyamota postou, não sei o que vai achar, mas eu ví algo muito bom nesse tal de “Patu”.
          Olha o link dele lá:

          http://www.youtube.com/watch?v=QWt_nmPTo_Y

          • Renan - SP: (responder)
            12 de dezembro de 2013 às 22:46

            Val, já tinha visto o link pelo Renato, na verdade esse Patu canta bem, mas sinceramente é o mais do mesmo, primeiro teria que mudar esse nome e depois apresentar um bom repertório (tarefa dificil hoje em dia), mas sem dúvida é melhor que muitos universitários que estão na midia.

            • Xande: (responder)
              12 de dezembro de 2013 às 23:34

              Esse kra aí Patu é diferente até no nome kkkk mas confesso que tem um som criativo. eu curti bastnte, boa letra tb. bom compositor e cantor. Pra ter repertório bom precisa ser compositor ou ter mto contato. Como esse fera aí tá começando, é mto bom ser compositor… concordo com vcs, melhor que MUITA gente por aí

  • Lucas: (responder)
    11 de dezembro de 2013 às 13:59

    Loubet é um cara mto simples e humilde merece o sucesso… pelo talento como compositor e humildade , mas como interprete é limitado!! o resto ai é td artista a guela baixo !! caminhão de dinheiro… essa lais é pop e teima querer falar que é sertaneja!!! pqp

  • Cleide Noronha: (responder)
    11 de dezembro de 2013 às 15:01

    Aff… cada bosta que esse povo escreve, o povão quer ouvir música animada e ponto final, chega de melancolia… pra cima Fiduma e Jeca… música muitoo loucaaa, já tá no Pen-drive!

  • Zé Neto: (responder)
    11 de dezembro de 2013 às 17:39

    Gostei de muita coisa, inclusive Gabriel e Rafael, pra quem mora em Goiania e frequenta os bares sabe da qualidade tanto em suas composições quanto como interpretes, além de serem duas pessoas incriveis e que merecem meu respeito. A música é legal, não é uma “maus bocados” é claro, mas creio que irá rodar bem, ainda mais agora na Efeitos Produções. Enfim, são merecedores e sou muito fã! Vocês merecem irmãos!

  • Jessika Mariana: (responder)
    12 de dezembro de 2013 às 00:01

    Esse Anjo chapadexx ai ta bombando aqui em Goiania, o rogerio magalhaes ta regasssando aqui… muitooo doidaaaaaaa ele chego no ceeeu dando trabai pra deeeeussssssss

  • Luciana: (responder)
    13 de dezembro de 2013 às 17:40

    Primeira música: eu não conheço os trabalhos do Loubet, então guardo-me o direito de ficar calada apesar de ter gostado do timbre vocal dele e particularmente não gostei da 1a voz da Laís nessa música, apesar de achá-la dona de uma boa voz, mas achei a última parte da música (quando ela entra fazendo 2a) muito bem interpretada.
    Segunda música: do jeito que a coisa anda, a letra da música é baseada em fatos reais, rs.
    Terceira música: virou arrocha como não curto, descartei.

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.