04 nov 2010 | Lançamentos
Voltamos à estaca zero?

Desde que o Blognejo surgiu, sua clara intenção sempre foi trazer à tona uma abordagem inédita de um assunto sempre tratado com desdém e preconceito pela imprensa: a música sertaneja. E o crescimento do site sempre foi constante. Não houve queda no número de visitas em nenhum período desde que o site surgiu. Ao contrário, o interesse pelo Blognejo subiu consideravelmente, principalmente de um ano e meio pra cá. Vejam no gráfico abaixo, que leva em conta o mês de julho de 2009 como marco inicial (quando o domínio blognejo.com.br foi registrado).

No entanto, mesmo com esse interesse crescente dos leitores pelas matérias do Blognejo, tenho percebido atualmente, ainda que de forma sutil, uma tendência cada vez maior tanto dos fãs como dos artistas pelo apoio a textos com abordagens menos incisivas e mais favoráveis aos artistas.

Podemos dizer que nosso blog acompanhou e ajudou a consolidar o sucesso dos artistas da “nova geração” sertaneja, outrora chamados de “universitários”. Mais ainda, ouso dizer, o Blognejo ajudou até a enterrar de vez o termo “sertanejo universitário” e a consolidar a influência pop na música sertaneja, coisa que foi mencionada por mim num “Top Five” intitulado “Tendências para o ano de 2010”, publicado na primeira semana de janeiro, e depois repetido em grandes veículos de imprensa, como a Folha de São Paulo, até ganhar a notoriedade que ganhou hoje, com festivais de música levando o termo “pop” junto ao termo “sertanejo”. Longe de mim dizer que esse termo foi criação minha, mas é FATO que o Blognejo foi o primeiro veículo a apontar essa tendência. Fora que o Blognejo já tinha apostado em diversos artistas que hoje são realidade na música sertaneja antes mesmo deles terem um trabalho consolidado, como Luan Santana, Maria Cecília & Rodolfo, Marcos & Belutti, Marco & Mário, Jorge & Mateus (isso lá em 2007 ainda, pode pesquisar se estiver duvidando).

Esse processo de fortalecimento da nova música sertaneja com a pequena ajuda do Blognejo veio acompanhado de uma árdua defesa dos novos artistas, produtores e demais profissionais que estão fazendo a atual música sertaneja. Mais do que ninguém, o Blognejo levantou a bandeira dos novos talentos, sem medo das represálias que poderia enfrentar, afinal de contas boa parte da “mídia sertaneja” ainda era voltada aos veteranos, única e exclusivamente. E esse trabalho sempre foi feito através de críticas a cada álbum de grande expressão lançado no segmento. E tanto fazia se o álbum era de um artista novato ou de um veterano, a crítica sempre foi imparcial. Se hoje muitos dizem que o Blognejo puxa a sardinha dos “novos”, é justamente porque o trabalho destes “novos” é de qualidade realmente superior à do trabalho de boa parte dos veteranos.

E assim o Blognejo foi se consolidando como o único veículo realmente imparcial sobre música sertaneja da Internet. O prestígio do site foi aumentando de maneira grandiosa, e o Marcão aqui por vezes foi tratado como celebridade. Não sei porquê isso, aliás, mas realmente fui tratado assim em alguns momentos. Com isso, deveríamos esperar, portanto, o surgimento de mais algum ou alguns veículos com abordagem similar. Mais ainda, poderíamos esperar uma mudança séria nos bastidores do segmento sertanejo, com uma tendência dos artistas em divulgar trabalhos de qualidade, mas cientes de que as críticas poderiam repercutir de forma negativa e, por isso, a busca por trabalhos com qualidade cada vez maior deveria ser constante.

O que tem acontecido nos últimos tempos, no entanto, foi quase o inverso disso. O Blognejo não foi copiado por ninguém. Pelo contrário. Surgiram vários sites sobre música sertaneja nos últimos meses, mas a avassaladora maioria deles optou por seguir uma linha light, com abordagem pouco ou nada crítica, mais ou menos no estilo do que já havia no segmento antes do surgimento do Blognejo. Ou seja, ainda não se percebe a influência do Blognejo na criação de outros blogs e sites sertanejos da Internet, mesmo com a evidente importância e prestígio conquistados por nós nos últimos tempos.

Não que eu ache que os outros sites devam sempre se espelhar no Blognejo. Pelo contrário, cada um deve seguir sua própria linha, mas não consigo pensar no fato de sermos o único site com postura crítica como sendo algo favorável, já que não há mais ninguém desse jeito na net. Imaginem só como seria a música sertaneja se os artistas, produtores, empresários e etc tivessem que se preocupar com as opiniões não de uma só pessoa, mas de várias. Imaginem só se a postura crítica fosse mais constante no segmento. Afinal de contas, diversos outros segmentos musicais contam com essa dádiva. Infelizmente, apesar das tentativas constantes do Blognejo, isso ainda não acontece com a música sertaneja.

Com o twitter e com boa parte dos sites adotando posturas nada críticas com relação aos trabalhos lançados, o que se tem visto hoje em dia é um festival de frivolidades, de puxações de saco, de cafunezinhos na cabeça, de tietagem. Os artistas da atualidade estão aos poucos caindo na velha armadilha de se importarem apenas com o que dizem de bom sobre eles. Coisa que sempre aconteceu na música sertaneja, mas que eu, na condição de defensor de uma postura mais crítica, esperava sinceramente que não atingiria a nova geração sertaneja.

Smithers, um dos maiores puxa-sacos da TV

Eu esperava, talvez até de forma pretensiosa, que as novas e até as velhas gerações sertanejas pudessem realizar seus respectivos trabalhos com o mínimo de preocupação em realmente fazer da música sertaneja um segmento inovador e respeitado. No entanto, poucos são os profissionais da área nos quais se enxerga essa preocupação. Não preciso nem citar nomes aqui, porque todos conhecem minhas preferências.

E no público de hoje, ainda mais com a evolução da Internet e tudo mais, eu esperava encontrar uma postura mais crítica e menos “de fã”. Para alguns fãs, ouso dizer, o ídolo pode lançar qualquer porcaria que mesmo assim já sai todo mundo batendo palma. Muitos fãs, aliás, me pedem ansiosamente reviews sobre um novo trabalho de um ídolo já imaginando os elogios que poderão ler no referido texto. Quando o que sai no texto é uma crítica, no entanto, já se observa aquele pandemônio costumeiro.

Recentemente os fãs de uma banda de rock cujo nome eu não me recordo no momento fizeram um abaixo assinado pedindo a aposentadoria da banda, alegando que eles não teriam conseguido atingir a mesma qualidade em nenhum outro álbum após um que eles gravaram no início da década de 90. Dá pra imaginar uma coisa dessas acontecendo na música sertaneja? Nunca, jamais. Pelas costas sim, mas na hora de postar no twitter ou em blogs a abordagem é a mesma de sempre: a de puxação de saco pura e gratuita.

Não quero puxar para o Blognejo a responsabilidade de nada e nem exigir que ninguém siga a mesma abordagem que seguimos aqui. O que pedimos é apenas um pouco mais de imparcialidade. O artista precisa entender que um trabalho por ele realizado não precisa servir apenas a um momento da indústria fonográfica. Os trabalhos podem ficar para posteridade. Podem não, devem. É isso o que sempre sonhamos para a música sertaneja. Sonhamos ainda com o dia em que a revista Veja falará de música sertaneja de uma forma nada preconceituosa, privilegiando os aspectos técnicos e não apenas a “breguice” e as “guitarras barulhentas” costumeiras. Mas isso provavelmente só vai acontecer no dia em que o próprio público sertanejo passar a mostrar que é exigente e não ficar apenas puxando o saco e batendo palmas para os seus artistas favoritos, seja qual for a merda que lançarem.

42 comentários
  • Santos Casbarro: (responder)
    14 de julho de 2013 às 16:45

    I just want to mention I am new to blogging and site-building and absolutely savored you’re web-site. Most likely I’m want to bookmark your blog post . You surely have good posts. Thanks a lot for sharing your website page.

  • Dylan Turbes: (responder)
    17 de julho de 2013 às 03:38

    for black ops 2 cheat it awesome

  • why not find out more: (responder)
    17 de julho de 2013 às 20:17

    An outstanding share! I have just forwarded this onto a co-worker who was doing a little research on this. And he in fact bought me dinner simply because I stumbled upon it for him… lol. So allow me to reword this…. Thanks for the meal!! But yeah, thanx for spending time to talk about this topic here on your blog.

  • seo companies uk: (responder)
    18 de julho de 2013 às 15:54

    Pretty! This was a really wonderful post. Thank you for supplying these details.

  • find more info: (responder)
    18 de julho de 2013 às 19:16

    Hi, I do think this is an excellent site. I stumbledupon it ;) I am going to return once again since i have book marked it. Money and freedom is the greatest way to change, may you be rich and continue to guide other people.

  • notariusz grodzińska: (responder)
    25 de julho de 2013 às 14:18

    great !

Redes sociais
Sobre o autor
Marcus Bernardes é bacharel em direito e entusiasta da música sertaneja. Criou o Blognejo com o intuito de falar de maneira séria e digna sobre o segmento. Hoje é o veículo mais respeitado do meio, sendo referência em coberturas de eventos, lançamentos, entrevistas e análise de mercado.