A MAJESTADE, A VIOLA – Catimbau

No texto “Invente, tente, faça algo diferente” citei uma moda de viola como exemplo para a falta de conhecimento de repertório de grande parte das novas duplas. O nome da moda de viola era “Catimbau”. Provavelmente muita gente que leu ficou por entender de que música se tratava.

Pois bem, a música “Catimbau” conta a história de um romance entre um peão, o Catimbau, e uma moça, que lhe prometera dar o primeiro beijo durante a festa de São João. Na ocasião da festa, o pai da Rosinha resolveu propor um desafio aos peões, sabendo que o único capaz de vencer seria o próprio Catimbau. O desafio consistia em montar o mais perigoso de todos os bois da região.

Depois que todos os peões arregaram, sobrou para Catimbau, que só aceitou realizar o desafio depois que Rosinha prometeu que lhe daria o beijo, depois que ele descesse do touro. Acontece que durante a montaria o boi deu um solavanco que fez com que uma corda se enroscasse no pescoço de Catimbau e, dada a força do tranco, a cabeça do peão fosse decepada. Mesmo com tamanha tristeza, Rosinha cumpriu a promessa e deu o beijo que prometera em Catimbau, isto é, na sua cabeça decepada.

Vejam o vídeo abaixo (com algumas fotos do Tião Carreiro) e confiram: