A Música Sertaneja de Luto – Morre Pena Branca!

Morreu decorrente de um infarto na noite desta segunda-feira (8) em São Paulo o cantor e compositor Pena Branca.

pena-branca-foto-2

José Ramiro Sobrinho, o Pena Branca, nasceu em Igarapava, interior de São Paulo, em 1939, mas foi criado em Uberlândia. Pena Branca e seu irmão Xavantinho formaram uma das mais importantes duplas caipiras da história. Mesmo após a morte de Xavantinho em 1999, Pena Branca seguiu em frente e seu primeiro CD solo, Semente Caipira, ganhou o Grammy Latino em 2001 na categoria “Melhor Disco Sertanejo”.

Pena Branca estava em casa quando sentiu fortes dores no peito. Foi socorrido por vizinhos mas não resistiu. A esposa do cantor chegou a se sentir mal quando soube da noticia. Segundo amigos o cantor tinha uma boa saúde. No último sábado (6), Renato Teixeira e Sérgio Reis reverenciaram Pena Branca durante a gravação de um DVD Ao Vivo em São Paulo. Várias histórias foram lembradas pelos amigos:

“O Pena me ligou outro dia e disse: ‘Serjão, chegô uma carta lá em casa dizeno que eu ganhei um prêmio, um tar de grammm…gramme…grammmiiii…’

Grammy, Pena…é Grammy. Fale “grêmio” mas tire o “O”. E esse prêmio é um reconhecimento do mundo inteiro, só para os melhores.

‘Mas é mesmo?’ Indagou o cantor já chorando do outro lado da linha. ‘Então quando esses muleque novo que só grita vier falá comigo eu vô dizê: Primero ocêis tem que ganhar um “gremi”, pra depois vim falá comigo'”.

Renato Teixeira lembrou outras histórias e o cantor foi homenageado na canção “Amizade Sincera”. Parecia até mesmo um prenúncio. Entre os sucessos de Pena Branca e Xavantinho estão “Cuitelinho”, “Calix Bento” e “Cio da Terra”. Entre os grandes parceiros estão o próprio Renato Teixeira e Milton Nascimento.

O corpo do cantor será enterrado hoje em São Paulo.

Obs.: Por causa da triste notícia, a cobertura da gravação do DVD do Sérgio Reis e do Renato Teixeira, que seria postada hoje, será trazida amanhã.