As fãs implacáveis de Luan Santana

Depois da reportagem especial sobre o Luan Santana no Fantástico, o Twitter passou a ser palco de uma série de bate-bocas relacionados a alguns singelos e bem humorados comentários de algumas personalidades da TV e da música. O problema, no entanto, é que os fãs do Luan Santana não pareceram ter gostado muito da brincadeira.

A primeira vítima da multidão enraivecida foi o ator e humorista Bruno Mazzeo, filho do grande Chico Anísio. O pobre desavisado cometeu o singelo deslize (se é que isso pode ser considerado deslize, como se fosse um absurdo comentar qualquer coisa) de escrever o seguinte tweet durante a reportagem especial no Fantástico:

“Luan Santana. A versão vesga do Wagner Moura.”

De lá pra cá, uma avalanche de respostas nos mais diversos níveis de baixaria passaram a ser direcionados ao ator. E ele parece ter mesmo se incomodado com isso. Desde o fatídico tweet, já se passaram mais de dois dias e até agora ele está fazendo piada sobre o assunto e aproveitando para zoar o que ele considera “falta de inteligência” dos fãs, além é claro de distribuir centenas de blocks. Eis os mais hilários tweets do ator:

“Ok, gente, era mentira: o Luan Santana não é vesgo. E suas fãs xiitas também não cometem muitos erros de português.”

“São muitos comentários! Não tô conseguindo acompanhar! Tô até ficando vesgo!”

“Fim da polêmica. RT @weloveluan: @bmazzeo é Tão ignorante q ñ sabe a diferença entre Vesgo e Estrábico. Luan é Estrábico, Não Vesgo querido”

“Não q seje pobrema, mais fica xatu ficar retuitano sertas coiza q naum acressentão a qultura du paiz nem a cabessa dos peçoal tudo.”

“Sorte do John Lennon que ainda não existia Twitter quando ele disse que os Beatles eram mais populares que Jesus Cristo”

A lista é enorme. Cliquem AQUI para dar uma conferida até nos RTs que ele deu nos tweets mais “xingatórios”, como esse:

“A atitude é rock’n’roll! RT @AmoMuitoLuanS: SEEEU FILHO DA PXXXXX! ARRONBADOO! CHINGA TEU PAAI! EU SEI QUE É UNVEJA QUE VC SENTE DOO LUAN!!”

Até foto ele postou para continuar a zoação, hehe. A foto abaixo, tirada junto com alguns amigos como o Rodrigo Scarpa (o vesgo do Pânico) e a atriz Fernanda Rodrigues, veio acompanhada pelo seguinte comentário: “Pra fechar o assunto e me esclarecer. Nessa foto quem é vesgo e quem é estrábico?”

bruno-mazzeo-2

A batalha travada pelo Bruno Mazzeo contra as fãs ganhou alguns adeptos importantes, que ajudaram a engrossar a comédia ao lado do humorista. Entre eles, citemos e linkemos: O Criador (um dos tweets anônimos com o maior número de seguidores, no qual o personagem principal é ninguém menos que um sarcástico e hilário Deus), Marcelo D2, Pedro Neschling e o grupo Pedra Letícia.

No caso do grupo Pedra Letícia, a “polêmica” começou quando fizeram uma piada no twitter oficial da banda sobre a “reboladinha” do Luan Santana no vídeo e o “rímel” usado pelo cantor. O grupo acabou retirando o tweet do ar, mas ainda assim deixou vários outros em resposta aos brados da legião de fãs do Luan. No entanto, como o grupo é goiano da gema e consequentemente conhece bastante de música sertaneja, mesmo não gostando, ainda sobrou espaço para tweets sérios como o seguinte:

“Só faltou um “detalhe” na matéria do Luan Santana: pq ñ falam q foi o @Sorocaba_FeS q lançou o menino? Ainda existem sandálias da humildade?”

A reação do humorista Bruno Mazzeo às respostas à sua singela piada nos levam a concluir que as fãs levam a sério demais certos comentários e que ser xingado no Twitter é mesmo muito ruim. Eu que o diga. Já fui chamado de idiota no Twitter certa vez apenas por ter reclamado do preço do DVD original da dupla Victor & Leo (?!?!?!?!?!?!?!). O Bruno até criou um apelido para essa legião de fãs que leva as coisas a sério demais: TALIFÃS. O grupo Pedra Letícia parece ter se apegado mais ao termo FÃ BOMBA. O que fica dessa guerrinha é mesmo a constatação que algumas pessoas gostam mesmo de perder tempo com inutilidades.

Para fechar a postagem, mais uma foto singela do Bruno Mazzeo. Com mais uma piada no comentário, claro, hehehe: “uma foto vale mais que mil palavras, mesmo que escritas errado”.

bruno-mazzeo