Day & Lara estreiam projeto já com DVD e reforçam o promissor mercado de novas duplas femininas

Day & Lara estreiam projeto já com DVD e reforçam o promissor mercado de novas duplas femininas

Não, não vamos falar aqui, de novo, do quanto o sertanejo feminino se fortaleceu desde o ano passado. Esse assunto já é óbvio e não há mais porquê escrever textos e mais textos a respeito dele, que já virou habitué em 10 de cada 10 veículos sobre música sertaneja. Até a Revista Veja, que quase nunca abre as portas para o gênero, já trouxe uma matéria sobre esse tema. Sem falar que o Blognejo foi o primeiro a cantar a pedra e levantar essa bandeira. Mas dentro dessa nova realidade, o crescimento de um formato ainda mais específico merece um pouco mais da nossa atenção: o das duplas femininas.

Parte importantíssima na construção da história da música sertaneja, com nomes como As Galvão, Irmãs Barbosa, Irmãs Freitas, As Mineirinhas, As Marcianas, entre outras, o formato “dupla feminina” andava em baixa. O mega sucesso alcançado pelas gêmeas Maiara & Maraísa, no entanto, trouxe novamente o interesse para este tipo de “produto”. Além de dar  um novo gás a duplas tradicionais, como Patrícia & Adriana, por exemplo, que vão gravar DVD esse ano, a volta do sucesso do dueto feminino fez surgir uma grande quantidade de novas duplas formadas por mulheres.

E entre todas essas novas duplas femininas que começam a chamar a atenção do público, uma delas já surge com o respaldo de um grande escritório, dezenas de músicas gravadas por outros artistas, um DVD de peso e, claro, um puta talento vocal: Day & Lara.

Membros ativos de uma nova fase da cena musical goiana, que hoje se baseia principalmente na intensa atividade dos compositores, produzindo hits para os dois principais escritórios do Brasil na atualidade, ambos situados em Goiânia, e para diversos artistas de fora, Day & Lara emplacaram, como compositoras, diversos sucessos junto aos mais variados nomes da música sertaneja. “Made in Roça” (Loubet), “Só não deixa eu tomar birra”, “Bebo Dobrado” (Lucas Lucco), “Zé Trovão” (Jads & Jadson), “Você faz falta aqui” (Maiara & Maraísa) são só algumas das músicas que levam a assinatura das duas.

O sucesso como compositoras logo chamou a atenção para o lado intérprete, afinal ambas vêm de projetos anteriores como cantoras, a Day solo e a Lara em dupla com o irmão, já como segunda voz. Aliás, boa parte dos compositores que têm feito de Goiânia a potencia que é hoje na criação de músicas tem uma história semelhante: deixam de lado, temporariamente, a carreira como intérpretes para investir no lado compositor para, tempos e muitos royalties depois, tentarem novamente emplacar como artistas. Mesmo assim, elas ainda não eram dupla, isto é, não como intérpretes mas apenas na composição. Mas a qualidade da intepretação das duas, a amizade criada e o atual momento da música sertaneja não poderia fazer surgir outra coisa que não uma parceria entre elas também nos palcos.

Sob o respaldo do empresário Rodrigo Byça, responsável pela carreira do Lucas Lucco, a dupla não seguiu o cronograma padrão de novos artistas neste começo de carreira. Ao invés de uma apresentação inicial para o mercado, uma música de abertura, um CD e, com o tempo, um DVD, Day & Lara pularam todas as etapas iniciais e partiram já para o DVD com menos de 60 dias depois que a dupla tinha sido oficialmente apresentada através das redes sociais. Mas essa estratégia é totalmente coerente, haja vista que o momento das mulheres é agora e o interesse sobre duplas femininas voltou a ficar forte depois de décadas. Esperar para quê, então?

Em um show na Santafé Hall no começo do mês passado, a dupla subiu ao palco pela primeira vez e gravou um DVD com produção do Jenner Melo, queridinho da nova safra de produtores, e direção de vídeo do André Caverna. Num cenário simples, porém classudo, a dupla surpreendeu a classe sertaneja presente (contratantes, principalmente), com um pipoco atrás do outro e um dueto vocal de encher os ouvidos. Eu já tinha ouvido a Day cantando uma certa vez e sabia da sua enorme qualidade, mas confesso que fiquei ainda mais feliz ao ver a reação dos presentes à dupla que subia ao palco pela primeira vez. Duplaça!!!

Foram apenas duas participações no DVD: Munhoz & Mariano (que acabaram de lançar uma música delas, “Ripa na Chulipa”) e Maiara & Maraísa. A participação das gêmeas, aliás, foi celebrada como um reconhecimento da importância delas para a formação de novas duplas femininas. É difícil imaginar qualquer dupla feminina surgindo sem que Maiara & Maraísa tivessem escancarado as portas para esse nicho até então tão marginalizado.

Um outro aspecto interessante a ser salientado é o fato de que a Day decidiu não usar a carta do sobrenome. Até então trabalhando como Dayane Camargo, a filha do Camargo (da dupla Cleiton & Camargo) e, portanto, sobrinha de Zezé di Camargo & Luciano, não só não convidou nenhum dos parentes para participar do DVD como demonstrou uma intenção muito louvável de conquistar com as próprias pernas (e as da Lara) o sonhado sucesso. O que seria óbvio num primeiro momento, portanto, simplesmente passou despercebido, já que tudo o que ela e a Day conquistaram como compositoras até então passou longe do crivo ou da ajuda da família Camargo.

É gratificante observar não ó o crescimento das mulheres, mas também o fortalecimento das duplas femininas depois de tanto tempo longe dos holofotes. Se Maiara & Maraísa ajudaram a redescobrir esse nicho, Day & Lara mostram que ainda há muito nele a ser explorado. Que venham cada vez mais duplas com esse nível enorme de qualidade.

Abaixo, algumas fotos da gravação. E em breve o lançamento da primeira música do projeto.