Na estrada – Edy Britto & Samuel enfim gravam primeiro DVD

Na estrada – Edy Britto & Samuel enfim gravam primeiro DVD

Após duas semanas intensas, acompanhando diversos eventos e ainda por cima lidando com uma mudança residencial, conforme já falei por aqui, finalmente encontrei um tempinho para começar a colocar os posts com as coberturas de todas essas ocasiões em dia. Para começar, uma gravação que acompanhei há duas semanas, em Goiânia, e que demorou um bocado de tempo para enfim sair do papel: a gravação do DVD da dupla Edy Britto & Samuel.

Os dois ciganos, que despontaram para o grande público com o hit “Ponto G”, acabaram conquistando uma posição de respeito perante a parcela mais conservadora do público sertanejo. Acontece que, mesmo com todas as mudanças que a música sertaneja sofreu e sofre com o passar dos tempos, a ala conservadora ainda é uma parte considerável dos ouvintes. E é um erro comum a muitos artistas ignorar essa fatia e focar o trabalho apenas na parcela mais atuante do público.

Tal erro fez com que os amantes de um estilo mais tradicional fossem ficando cada vez mais carentes de novos artistas com essas características. Essa é uma das explicações para a expectativa gerada pelo sucesso de Edy Britto & Samuel e do hit “Ponto G”. Bem, essa e o evidente talento vocal da dupla, que salta aos ouvidos. São bons demais. Uma das melhores duplas da atualidade.

O passo seguinte na carreira da dupla seria, claro, um DVD. Mas problemas na esfera administrativa adiaram, por muito tempo, esse projeto e acabaram deixando a dupla sob risco iminente de perderem o timing, esse pequeno carrapato que insiste em sugar o sangue de um punhado de gente todo santo dia neste mercado cada vez mais competitivo.

Felizmente, a carência de artistas dessa qualidade e com essas características mais tradicionais contribuiu para que o público cativo que a dupla havia conquistado não abandonasse o barco, o que geralmente acontece com artistas do mainstream que sofrem com esse tipo de problema. A gravação deste DVD, por mais que tenha demorado, ajuda a consolidar a posição da dupla e os mantém como boa aposta do gênero.

Uma das melhores características de Edy Britto & Samuel sempre foi o bom gosto nos arranjos. Conhecidos por interpretarem canções que em seu formato original soam, na falta de uma palavra melhor, bregas, eles sempre conseguem, junto com o produtor Marquinhos Nascimento, baterista do Rick Sollo que assina a produção das músicas da dupla e deste novo DVD, promover uma transformação gritante, de forma que elas acabam se tornando canções requintadas. Assim foi com “Ponto G”, “Mudar pra quê” e outras, e assim aconteceu novamente neste DVD.

Por falar nestas duas canções, numa atitude louvável de reconhecimento, Edy Britto & Samuel convidaram Os Nonatos, compositores e intérpretes originais das suas músicas mais conhecidas, para participarem da gravação. E em outra atitude louvável, a dupla convidou também Gusttavo Lima para uma participação. O fato dele ter regravado “Ponto G” em seu disco mais recente provocou certo buchicho no meio e junto ao público, que até agora achava que os três fossem inimigos, o que está bem longe de ser verdade.

Padrinho da dupla, Rick Sollo também participou do DVD, que também contou com João Neto & Frederico e o cantor Julio Cesar. O DVD focou bastante nas canções que a dupla já havia trabalhado, com algumas inéditas. A direção de vídeo ficou a cargo do Rafael Terra, que há um bom tempo já mantinha um bom relacionamento com a dupla e já vinha ensaiando uma participação mais ativa no projeto, o que agora pôde enfim acontecer.

É curioso como as gravações em Goiânia costumam reunir quase sempre as mesmas pessoas. E olha que acompanho boa parte delas. Mas no caso desta, o que vi foi um público diferente, o que ressalta o que falei mais acima sobre o público cativo e mais tradicional da dupla Edy Britto & Samuel. Eles definitivamente não fazem parte do circuito competitivo e parecem se sentir muito à vontade quanto a isso. Correm por fora, trabalhando junto a um público pouco explorado pela maioria dos artistas. Junto à parcela mais conservadora do público, eles são provavelmente uma das ou talvez a maior aposta do momento. E já que a quantidade de artistas dessa vibe é tão escassa, eles têm tudo para nadar de braçada, ainda mais agora que todos os problemas na esfera administrativa foram enfim sanados e que o primeiro DVD finalmente vai sair.

Abaixo, fotos da gravação tiradas pelo mestre Rubens Cerqueira.

Deixe seu Comentário

seu endereço de e-mail não será publicado.