“Histórico” no nome e no contexto, novo DVD de Zé Henrique & Gabriel deve mostrar ao mercado tudo o que a dupla já teve e ainda tem a oferecer

“Histórico” no nome e no contexto, novo DVD de Zé Henrique & Gabriel deve mostrar ao mercado tudo o que a dupla já teve e ainda tem a oferecer

O mercado sertanejo tem uma mania muito feia de tratar com descaso artistas e duplas que já viveram grandes momentos e que, eventualmente, seguem trabalhando, mas num patamar menor depois de um certo tempo. Aquela velha história de “chutar cachorro morto”, sabe? Artistas que já passaram por diversos escritórios ou que já receberam um grande investimento, mas que ainda não conquistaram o que se esperava deles, também costumam ser tratados da mesma forma.

Zé Henrique & Gabriel provavelmente se encaixam no primeiro grupo. A dupla não chegou ao topo das paradas, mas figurou entre os maiores nomes do sertanejo na fase “universitária”. Por conta disso, alguns profissionais do meio passaram a enxergar a dupla com esses tais olhos de desdém que mencionei. “Para quê continuar acreditando em Zé Henrique & Gabriel, afinal, se a dupla já teve a sua chance?”, pensam alguns.

Mas quando se fala de Zé Henrique & Gabriel, é importante lembrar que não se trata apenas de uma dupla que passou por uma boa fase. Mais do que isso, Zé Henrique & Gabriel se tornaram, desde o começo da carreira, referências. Para os veteranos, são referências na criação musical, com composições de sucesso gravadas por nomes como Bruno & Marrone (“Inevitável”), Daniel (“Quando o coração se apaixona”), Zezé di Camargo & Luciano (“Nosso Amor é Ouro”), Rionegro & Solimões (“Tô Mal”), Rick & Renner (“Sem Direção”) e outros. A qualidade das músicas compostas pela dupla também ajudou a chamar a atenção para o talento como intérpretes. Passaram a figurar em recorrentes listas de novos talentos promissores, apontados pelos próprios artistas veteranos, como Chitãozinho & Xororó, fãs assumidos dos dois.

Numa fase posterior, com o sucesso como intérpretes, a dupla se tornou referência também para a nova geração. Já consciente da importância da dupla, por conta das composições de sucesso, a nova geração passou a admirar também os novos sucessos dos caras. E, claro, o espaço para as composições prosseguia, como no caso da música “Flor”, gravada por Jorge & Mateus. Por serem uma dupla com uma linguagem nova mas ao mesmo tempo contarem com a admiração dos veteranos, eles tinham uma certa liberdade de circular entre os dois mundos. Por isso, acabavam sendo espelho para os novos artistas.

E é com o intuito de lembrar dessa condição de “referências”, que a dupla conquistou ao longo da carreira, que esse novo DVD foi gravado. Em um show em Itatiba – SP, com o providencial nome de “Histórico”, a dupla registrou um novo DVD, que mescla sucessos da carreira com canções inéditas. E o mais marcante: DEZ participações especiais, todas do primeiríssimo time, entre veteranos e artistas da novíssima geração sertaneja, todas cantando duas músicas cada, sendo uma inédita e um grande sucesso de Zé Henrique & Gabriel.

Das 24 músicas do repertório, apenas 5 foram cantadas só por Zé Henrique & Gabriel, Durante todo o restante do show, o palco virou praticamente um grande festival, com as participações entrando uma após a outra. Apenas Bruno & Marrone e Daniel fugiram do “padrão”, sem cantar nenhuma música inédita. Mas, em compensação, Daniel cantou dois sucessos da dupla ao invés de apenas um. Todos os demais artistas cantaram duas músicas cada.

A distribuição dos sucessos acabou ficando da seguinte forma: Zezé di Camargo & Luciano com “Dona do Meu Destino”; Chitãozinho & Xororó com “Instinto Animal”; Daniel com “Eu Amo te Amar” e “Muito Prazer”; Matheus & Kauan com “Te esquecer demora”; Marília Mendonça com “Um Louco”; Paula Fernandes com “O que combina comigo é você”; Maiara & Maraísa com “Calma, Respira”; Henrique & Juliano com “Solidão Dando Risada”; Bruno & Marrone com “Morro de Saudade”; Gusttavo Lima com “Declaração”. Dos maiores sucessos, talvez tenha faltado “Vou Dormir na Rua”, que já havia sido gravada com a participação de Rionegro & Solimões no primeiro DVD.

Entre uma participação e outra, é claro que a gravação contou com diversos momentos de grande emoção, com declarações de amor da dupla às participações, principalmente os veteranos, e de admiração dos novos por Zé Henrique & Gabriel e pela influência deles em suas carreiras. Depois de participarem de dois DVDs de Chitãozinho & Xororó, foi a primeira vez que a dupla pôde contar com a participação dos mestres, o que rendeu dois dos depoimentos mais sinceros da noite, um de cada lado. Xororó aproveitou para reclamar do fato de nunca ter conseguido gravar uma composição inédita do Zé Henrique, o que desta vez enfim aconteceu, com a belíssima “Um dia depois”, uma das melhores inéditas da noite. Outras inéditas que devem se sobressair são “Quase Amor”, com Zezé di Camargo & Luciano, e “Casa Comigo”, com Maiara & Maraísa, que rendeu até uma encenação de um pedido de casamento do Zé Henrique à Maiara.

Alguns fãs mais observadores podem sentir falta de canções do repertório mais agitado da dupla, que também tiveram lá a sua cota de relevância na carreira deles. Entre as participações, também, a dupla acabou não convidando nenhum artista que dividiu os holofotes com eles na mesma época do ápice do sucesso, preferindo saltar essa fase e partir já para os da novíssima geração. Bem que algumas composições de sucesso poderiam ter sido resgatadas, também, aproveitando os intérpretes originais ali no palco. Um dueto com Bruno & Marrone em “Inevitável”, por exemplo, teria sido fantástico.

O DVD “Histórico” celebra a importância da dupla Zé Henrique & Gabriel para a música sertaneja, tanto para a antiga quanto para a nova geração. Mas, ao mesmo tempo, vai servir também para colocar uma pá de cal em cima do descaso e do ceticismo da parcela do mercado que acha que o tempo deles já passou. Além de carimbar a importância deles no nosso segmento com o resgate dos maiores sucessos em novas e grandiosas vozes e a reunião de um time tão seleto de participações, a dupla soube escolher muito bem o repertório de inéditas. E os arranjos do disco são de extremo bom gosto. Ou seja, temos aqui um trabalho que, ao mesmo tempo, vai celebrar o melhor de Zé Henrique & Gabriel e mostrar que eles ainda tem muito a oferecer. São uma dupla do mais alto nível e a longa trajetória de altos e baixos, que incluiu inclusive uma quase desistência da carreira por problemas com as cordas vocais do Zé Henrique, com certeza ainda comporta muito tempo e muito trabalho. Ainda mais com um DVD que deve figurar entre os mais celebrados de 2017.

Abaixo, o teaser do DVD.

Abaixo, algumas fotos da gravação. Créditos: Igor Duarte.