Na Estrada – Lucas Ferreira renova fôlego do sertanejo teen em gravação de DVD

Na Estrada – Lucas Ferreira renova fôlego do sertanejo teen em gravação de DVD

Por algum tempo cheguei a pensar que o sertanejo teen já não pudesse mais ter representantes de peso depois da febre Luan Santana. Afinal, se o próprio já buscou o amadurecimento e tem do sertanejo teen de outrora apenas a idade média das fãs, o que poderíamos dizer de outros artistas que buscavam a mesma vertente?

Pois bem. Na semana passada, fui convidado a acompanhar a gravação do primeiro DVD de um jovem cantor chamado Lucas Ferreira. Eu ainda não conhecia o trabalho do guri, mas de cara já senti que se tratava de uma aposta interessante, já que o diretor geral do projeto é ninguém menos que o Ivan Miyazato, que coincidentemente foi um dos responsáveis pela explosão Luan Santana lá no começo. É óbvio que o Ivan não toparia encabeçar um projeto no qual ele não acreditasse.

A cidade escolhida para a gravação foi o município de Lençóis Paulista, interior de São Paulo, o que de cara já configura uma boa sacada, comum aos recentes DVDs produzidos pelo Ivan: a opção por cidades pouco acostumadas com esse tipo de evento. O último do Ivan ao qual compareci, da dupla Diego & Diogo, foi gravado em São José do Rio Pardo, outra cidade pouco acostumada a gravações. O resultado foi uma participação maciça do público.

Em Lençóis Paulista, a realidade foi a mesma. Uma participação intensa do público. Porém, vantagem de um lado, desvantagem de outro. Se a galera participa com muito mais vontade, o horário tem que ser seguido à risca. Aquela história de que “no outro dia todo mundo trabalha” é a lei em eventos nessas localidades. 22:00 hs e já tinha gente reclamando do atraso, vejam só. Imagina se fossem a um DVD em Goiânia, São Paulo ou alguma cidade nessa linha?

Além do fato de todo mundo trabalhar no dia seguinte, é bom salientar que o público alvo do Lucas Ferreira, conforme visto durante a gravação, é de fato o público teen, ou seja, a galerinha mais nova, principalmente menininhas e tudo mais. Logo, o horário realmente tinha que ser um pouco mais cedo. Na verdade, apesar de eu não estar muito acostumado com isso, foi até bom, já que por volta da 00:30 a gravação já tinha sido encerrada, o que foi um alívio para quem vinha de uma jornada de horas somando avião e 300 km dentro de uma van.

Essa coisa do público teen foi mesmo muito bem planejada para esse DVD do Lucas Ferreira. Primeiro que ele é, de fato, muito influenciado pelo trabalho do Luan. O jeito de se portar no palco, de cantar, de interagir com o público, tem muito de Luan Santana. É claro que o Ivan, com toda sua experiência, já tratou de dar mais identidade ao garoto a partir desra gravação, o que deverá ficar ainda mais evidente quando ele cair na estrada.

Mas falo isso de forma positiva, já que o Lucas, pelo menos pelo que vi durante a gravação, trouxe muita coisa que seu antecessor tinha entre as qualidades. O Lucas Ferreira tem, por exemplo, uma presença de palco fenomenal. Interage com o público como se já fossem seus fãs há anos. E o mais bacana é que o público passa de fato a acreditar no garoto como se já conhecesse o trabalho dele há tempos. A fila de menininhas que se estendeu na porta do camarim após a gravação era de se espantar. Tudo isso para um garoto em começo de carreira.

O vestuário do Lucas durante a gravação, o envelopamento do violão com a sua logomarca, as faixinhas distribuídas para que as fãs enfeitassem a cabeça, os balões de ar quente e até os ursinhos de pelúcia personalizados, tudo isso fazia parte da estratégia de atingir esse público mais jovem. Até a música escolhida para a participação especial da dupla Munhoz & Mariano, a única da noite, fugiu bastante do repertório costumeiro deles e foi de encontro à galerinha teen: “Papel de bala”. A regravação de “A namoradinha de um amigo meu”, resgatando o teen de uma outra época, não poderia ser um exemplo melhor de tudo isso que acabei de falar.

Desde que optou por trabalhar um pouco à margem do mercado, priorizando projetos dos quais é sócio, o Ivan Miyazato tem dado a cara pra bater em projetos de repercussão um pouco menor, exceto por Munhoz & Mariano. Além disso, ele tem trabalhado atualmente com parceiros que não eram seus habituais de outrora. O Junior Jacques tem sido responsável pela direção visual de seus últimos DVDs e o Juninho Sarpa pelos arranjos e co-produção musical. Estratégia de mercado nova, equipe nova, o que faz bastante sentido.

E ao resgatar o sertanejo teen (que ele próprio ajudou a consolidar) através do Lucas Ferreira, o Ivan não só prova que ainda entende do assunto, já que depois do amadurecimento do Luan esse público anda bem carente de novos artistas sertanejos (prova disso é a gritaria das meninas durante toda a gravação e a fila que elas formaram para tirar uma foto com o Lucas depois do DVD gravado), como também mostra que ainda tem muita bala na agulha. São vários os artistas que tem levado a marca “Ivan Miyazato”, com a maioria começando a despontar, e com boas chances de obterem destaque nas próximas temporadas. E pelo que vi na última quarta-feira, o Lucas Ferreira tem pode tranquilamente ser o próximo da lista.

Abaixo, uma galeria de fotos da gravação, by Marcão.

Deixe seu Comentário

seu endereço de e-mail não será publicado.