Na estrada – Munhoz & Mariano gravam DVD depois de adiamento regado a chuva e choro

Na estrada – Munhoz & Mariano gravam DVD depois de adiamento regado a chuva e choro

Este texto vai ser meio complicado de escrever, por dois motivos: primeiro porque todo mundo já sabe o que deveria e o que não deveria saber a respeito do evento devido à enorme quantidade de informações espalhadas na mídia desde o último sábado; segundo porque eu não pude comparecer ao segundo dia da gravação, informado após o adiamento de sábado, devido a alguns problemas familiares bastante sérios ocorridos aqui em Uberlândia. Por isso, vou escrever com base no que eu pude testemunhar no sábado e nas informações e fotos que recebi a respeito da última terça, estas tiradas pelo grande Maurício Antônio.

Alguma coisa já dizia que sábado não seria dos mais fáceis. Mesmo antes de partirmos para Presidente Prudente, já recebíamos informações que davam conta da possibilidade de se adiar a gravação, já que a previsão do tempo não era das melhores. O local escolhido para a gravação, o Estádio Prudentão, é um espaço totalmente aberto. Não haveria cobertura no palco, o que significa que uma simples chuva teria o poder de causar muito estrago e até de impedir a continuidade da gravação. Mesmo assim a data precisava ser cumprida, é claro.

Por conta disso, havia desde o começo uma certa tensão entre os convidados para a gravação e a equipe. Diversas pancadas de chuva durante o dia prejudicaram em parte o processo de montagem das estruturas, o que acabaria prejudicando, ainda que apenas um pouco, o resultado final.

Já no Prudentão, fui para os bastidores acompanhar o que ocorria por lá. Depois de falar com o Munhoz e o Mariano, subi até o camarim onde estavam o Fred Liel e a dupla Thiago & Graciano para cumprimentá-los. Foi quando aconteceu o que todos temiam: uma chuva forte começou a cair, repetindo as diversas pancadas de chuva ocorridas no decorrer do dia. Mas desta vez a chuva não parou.

A partir dali, a decisão sobre o adiamento começou a ser tomada. Minutos antes, haviam decidido apenas informar ao público que a gravação atrasaria, mas que aconteceria normalmente. Mas com a chuva e depois de debaterem no camarim com o empresário, a dupla decidiu realmente adiar a gravação, sem uma data prevista para que ela fosse realizada.

A própria dupla subiu ao palco para fazer o anúncio e se desculpar com o público. Fui até o palco para acompanhar, ainda que da parte de trás, o momento. Ambos chorando muito e recebendo um surpreendente apoio do público. Depois de anunciarem que a gravação não poderia mais ocorrer naquele dia, por risco à segurança do público e pelo potencial prejuízo ao resultado final, a dupla ainda permaneceu um bom tempo no palco, chegando a cantar um trecho da música “Balada Louca” com a participação do público.

Na saída do palco, dei um abraço solidário no Mariano, que ainda soluçava em prantos. Foi quase impossível para boa parte dos presentes não se solidarizar naquele momento com a decepção da equipe. Muitos deles choravam e, surpreendentemente, o mais tranquilo era o Joaquim, empresário da dupla, que manteve a serenidade e mesmo com a expressão tristonha buscava aceitar a decisão de Deus, entendendo que a gravação realmente não era pra ter acontecido.

Abaixo, um vídeo liberado no canal oficial da dupla na terça de manhã, que traz todos os momentos do anúncio do adiamento.

E como tudo na vida realmente tem um propósito, as informações que recebi e as fotos que vocês estão conferindo no decorrer da postagem dão conta de que tudo deu certo na terça-feira. Como se realmente os problemas de sábado tivessem ocorrido com o intuito de dar ainda mais gás à gravação na terça. A projeção mapeada no público da arquibancada, planejada para acontecer no sábado mas que não teria sido feito por conta da chuva, aparentemente não encontrou empecilhos na terça. As participações, que em teoria poderiam ter declinado do convite devido à mudança de última hora e possibilidade de compromissos na terça (o Tiaguinho, por exemplo, tinha uma gravação de TV marcada que se estenderia até a meia-noite), compareceram sem problemas. Além do Tiaguinho, o Luan Santana também participou, além, é claro, do Fred & Liel e da dupla Thiago & Graciano.

Realmente houve, depois do anúncio do adiamento, uma movimentação nos dias subsequentes de solidarieade por parte de outros profissionais do circuito sertanejo, entre artistas, empresários e outros. A dupla e o empresário receberam ligações de vários deles oferecendo, sim, algum tipo de ajuda ou pelo menos um apoio moral. Não que a dupla precisasse, claro, já que este DVD vinha sendo anunciado há algum tempo como o maior DVD sertanejo de todos os tempos, por conta do alto custo de produção, que com certeza sofreu um considerável aumento depois do adiamento.

Mas a gana da dupla ainda no sábado, depois que a gravação foi mesmo adiada, já demonstrava que não havia qualquer preocupação com a realização num novo dia, mesmo com todo o choro e decepção. E o mais engraçado é que se a gravação tivesse ocorrido no sábado, o resultado não seria tão positivo quanto foi na terça. Houve um aumento no público, não houveram problemas na montagem dos equipamentos como no sábado, entre diversas outras coisas. Mesmo com a pressa em se realizar o evento o mais rápido possível, já que os equipamentos alugados para o DVD precisavam seguir para montagem em festas de carnaval, tudo ocorreu sem maiores problemas.

Não pude comparecer, pelos motivos que já expliquei. Mas se formos analisar bem, e quem for supersticioso pode até concordar comigo, não sei se minha presença num DVD da dupla é tão interessante assim, hehe. Vejam só: na ocasião do primeiro DVD eu compareci apenas ao lançamento. Já no segundo DVD, perdi o vôo da conexão e cheguei a Campo Grande horas depois do término da gravação. E desta vez, comigo presente, uma chuva torrencial obrigou a dupla a adiar o show, que foi realizado com toda a pompa na terça, desta vez sem mim. Engraçado, né? Três DVDs gravados e eu não consegui assistir a nenhuma das gravações. Mas mesmo assistindo ou não, a maior satisfação é saber que tudo deu certo. E se o destino um dia permitir que eu acompanhe a gravação de pelo menos um DVD da dupla, sem que isso represente nenhum prejuízo a qualquer superstição, com certeza estarei lá, hehehe.