O Coronel

fernando-e-sorocaba

Há alguns anos, a revista Veja publicou uma reportagem sobre os artistas sertanejos de sucesso e suas formas de investirem seu dinheiro. No referido texto, eles apelidaram Zezé di Camargo de “o coronel da música sertaneja”, dado o seu apelo popular e grande prestígio que possuía junto à classe. A música sertaneja foi mudando, a era AMIGOS definitivamente passou, sem dar sinais de que um dia possa voltar, ainda que em outro formato. Nos dias de hoje, um artista em especial está assumindo esse posto de “coronel”, ainda que lentamente. Torçam o nariz, mas essa é a mais pura verdade. O Sorocaba, com seu chapéu imponente e seu faro para os negócios, é o melhor exemplo de “coronel” que a música sertaneja tem hoje.

Inbclusive, uma comparação tem sido inevitável em diversas rodas de conversa. Fernando & Sorocaba estão se tornando o “Rick & Renner” da nova geração. Vejam bem, o Rick produz, canta, compõe (para si e para outros), ajuda duplas e artistas em busca do sucesso e várias outras coisas. O Sorocaba também. As semelhanças do Fernando com o Renner, inclusive físicas, impressionam. Têm praticamente o mesmo biotipo, uma voz parecida, além de cantarem em segunda voz, com alguns poucos pedaços de algumas poucas canções em primeira voz. Os estilos das duas duplas não têm quase nada a ver. Mas essas características peculiares são bem semelhantes entre as duas.

O fato de cada vez mais os artistas estarem recorrendo ao Sorocaba, seja para uma música inédita, uma participação especial, um auxílio no desenvolvimento das carreiras, comprova essa minha teoria. Para enumerar alguns que de certa forma contaram e contam com o apoio do Sorocaba em algum aspecto de seus trabalhos: Luan Santana, Tradição, João Neto & Frederico, Marcos & Belutti. Todos esses têm ou terão no repertório composições do Sorocaba ou contam com seu apoio em algum outro ponto da carreira. E essa posição assumida pelo Sorocaba nos últimos tempos foi meio que um pano de fundo de nossa conversa durante a gravação do especial de fim de ano da Record e aniversário da Paranaíba FM.

Tudo transcorria perfeitamente, até que foi anunciada a chegada da dupla Fernando & Sorocaba à sala de imprensa do evento, onde eu me encontrava. Já me posicionei entre os dois para ser o primeiro a ser atendido, a fim de poder gravar a entrevista de forma mais tranquila. O Fernando à minha esquerda e o Sorocaba à direita. Antes que eu começasse a conversa, o Sorocaba deu uma olhada na logomarca do Blognejo estampada em meu peito e disse: “Blognejo. Bom o nome hein!!!”. Com o ego massageado, conversamos o que deu tempo de conversar. Senti no momento que deixei uma boa impressão. Afinal, o Sorocaba é um cara hoje em dia a quem realmente vale a pena impressionar.

Fim de festa, último dia de gravação, vou até o hotel para buscar os DVDs da dupla Jorge & Mateus que estavam guardados em meu nome no lobby. Chegando lá, ao descer do carro, o Luiz Cláudio me chama para uma conversa descontraída, elogiando meu trabalho e explicando os motivos que o levaram a seguir a carreira solo. Nesse momento, chega o Sorocaba, que sem cerimônia se juntou à nossa conversa. E o Luiz Cláudio, numa atitude que me emocionou inclusive, começou a me elogiar para o Sorocaba. Um momento inusitado e incrível, diga-se de passagem. E o Sorocaba, por sua vez, reiterava os elogios, dizendo ter se impressionado com minha destreza durante a entrevista, com as perguntas e tudo mais. No transcorrer da conversa, chegou até a revelar alguns dos próximos passos da carreira.

Eu lá, com 10 DVDs numa sacola de plástico envolta nos braços, e dois dos maiores cantores e compositores da música sertaneja elogiando o trabalho que desenvolvo no Blognejo. Dali eu iria direto para minha casa, deitar minha cabeça no travesseiro e dormir da forma mais tranquila que já dormi desde a época em que decidi me submeter às dores de cabeça que o Blognejo me proporciona. Ali sim eu soube enfim que estava no caminho certo.

Daqui a pouco, o vídeo da entrevista com a dupla Fernando & Sorocaba. E em breve o texto final da cobertura do evento.