“Pode até rolar”, o novo clipe de Mônica Guedes

“Pode até rolar”, o novo clipe de Mônica Guedes

O Blognejo foi um dos veículos escolhidos para o lançamento oficial do novo single da cantora Mônica Guedes, com direito a um super videoclipe. A música abre os trabalhos do novo CD, produzido pelo Rodrigo Costa e que ainda traz outras duas músicas inéditas: “Uma noite só não satisfaz” e “Coração Teimoso”. Duas das três músicas inéditas deste novo disco são assinadas pela própria Mônica Guedes em parceria com o Michel Alves.

CAPA CD

.

.

.

Capa do novo CD.

A canção escolhida para a estreia do novo disco, “Pode até rolar”, aproveita o atual momento da música sertaneja, mas faz uma defesa da classe feminina, destacando que, ao contrário do que boa parte das atuais canções sertanejas pregam, nem toda mulher na balada é fácil. A própria Mônica ressalta que esta é uma canção autobiográfica.

O clipe dirigido por Fernando Falcon com fotografia de Fabiano Torres ajuda, aliás, a ressaltar esse lado femme fatale e de mulher difícil da personagem vivida pela própria Mônica e pelas amigas que a acompanham durante o vídeo. O clipe ainda traz coreografias e uma grande produção.

Gravado no Gravodisc Studios, em São Paulo, o single teve produção e arranjos de Rodrigo Costa, com a participação de grandes músicos: contrabaixo de Lau Gomes; bateria de Anderson Karan; piano, teclado e hammond de Rodrigo Costa; guitarras de Marcio Kwen; violão e mandolin de Franco Alencar; percussão de Marcus César; acordeom de Jordão Mota; e backing vocals de Karyn Ebony e Rodrigo Costa. No posto de técnico de gravação, Guido Baldacin, e na mixagem, Aquilino Simões Filho.

A história da Mônia Guedes na música começou na infância, enquanto ela andava pelos bastidores, camarins e backstages de vários artistas, para os quais o pai trabalhou como produtor durante muito tempo. Aos 15, após assistir ao musical “Grease”, decidiu que a música era de fato o caminho que queria seguir e estudou teatro, canto, dança e TV. Fez ainda faculdade de Produção Musical.

Profissionalmente, começou como vocalista de uma banda de pop rock, com a qual se apresentava na noite paulistana. Em 2009, já como artista solo, lançou seu primeiro disco, “Coleção de Instantes”. No ano seguinte, teve duplo trabalho ao produzir sozinha seu novo disco, intitulado “Vai Valer a Pena”, que contava com 6 canções inéditas e 4 regravações, entre elas “Primeiros Erros”, do Kiko Zambianchi, que acabou ficando em primeiro lugar entre as mais pedidas do litoral paulista.

Em 2011, decidiu voltar às suas raízes e lançou o primeiro single no segmento pop sertanejo, “Enquanto a chuva cai”. Já em 2012, iniciou a parceria com o produtor Rodrigo Costa com o CD “A Mil Por Hora”, feito no lendário Gravodisc Studios. Com 12 faixas inéditas, o trabalho obteve grande destaque em Minas e Goiás, mas principalmente no interior e no litoral do estado de São Paulo.

O disco foi pré-selecionado no Brasil para concorrer na categoria “álbum sertanejo” do Grammy Latino 2013. Acabou virando um DVD promocional, gravado no Villa Country, que incluiu as canções do disco e alguns clássicos sertanejos, como “Nuvem de Lágrimas” e “Ainda Ontem Chorei de Saudade”.

Mônica Guedes, com o apoio da Yamaha Musical do Brasil, além de uma parceria com a Torau Equipamentos Profissionais e o apoio cultural da Fort House, continua o bom trabalho com o clipe “Pode até rolar”, que você confere logo abaixo.

Para conhecer mais sobre a Mônica Guedes, basta visitar o site oficial: www.monicaguedes.com.br.