POST DE SEGUNDA ESPECIAL – Falcão, um segundeiro fora de série

A voz acachapante do Falcão proporcionava momentos inesquecíveis para quem ouvia as canções da dupla. O diferencial dele como cantor era a grande capacidade de oscilar entre a primeira e a segunda voz. A beleza de seu timbre grave era tanta que em algumas canções era impossível deixá-lo só com a segunda voz. O felipe caía para uma terceirinha bem colocada, deixando o Falcão impactar o público novamente com mais uma maravilha de interpretação.

No vídeo abaixo, uma música que demonstra esse impacto que a voz dele causava. A cação é “Um grito de amor”. Na maior parte da canção, ele simplesmente declama a letra, entrando cantando na primeira voz no refrão.

No próximo vídeo, uma música que demonstra muito bem essa incrível facilidade que ele tinha de oscilar entre primeira e segunda voz. A música é um dos maiores sucessos da dupla: “Hoje não é nosso dia”, composição do Zezé e da Fátima Leão.

Descanse em paz, Falcão. Ninguém nunca vai conseguir suprir essa perda tão grande para a música sertaneja. Que Deus te acolha com todas as honras que você merece.