Roger & Robson ousam e lançam 3 modões como músicas de trabalho

Nascidos e criados no ABC Paulista, David Nonato e Márcio Silva tiveram uma infância marcada pelo contato direto com a música de raiz. Coube à tradicional moda de viola ser a base para o início da carreira dos artistas. Tanto que os filhos de mineiros radicados em São Paulo batizaram a parceria com o nome de Roger & Robson em homenagem a dupla da velha guarda, Bob & Robson, de quem são fãs incontestáveis.

Antes mesmo de rodarem o Brasil afora com seus shows, os admiradores de outros ícones do sertanejo nacional, como Tonico & Tinoco e Milionário & José Rico, já tinham sido influenciados pelo som marcante da sanfona acompanhada do choro da viola. “Eu ouvia muita música de raiz em casa quando era criança. Meu pai era muito fã de Tonico & Tinoco e desde aquela época eu passei a gostar do ritmo,” conta Robson que não dispensa o famoso trio bota, chapéu e cinturão por onde vai.

Carentes de novas gravações, os amantes da música de raiz já podem esperar por novidades. Na busca pela conquista do coração dos fãs do gênero, Roger & Robson apostam no lançamento de três modões inéditos para emocionar o público.

“De volta pro meu sertão”, composta por Lucas & Luan; “A dor da Solidão”, de autoria da dupla Guto & Nando e Jonathan Félix e “Dia a Dia de Caboclo” de Jairo Góes e Mário Taveira, são as novas músicas no repertório da dupla que conta com a produção e direção musical de Bozzo Barretti. A música “A dor da Solidão” ganhou a participação da dupla Teodoro & Sampaio. Enquanto a absoluta maioria dos artistas buscam espaço com canções de baixo nível, sem raiz, ou apenas repetições dos sucessos mais recentes, Roger & Robson inovam ao sair à luta om 3 modões como músicas de trabalho.

O próprio produtor Bozzo Barretti resume alguns detalhes acerca dessa nova empreitada: “… sempre procurei vibrar na mesma frequência que eles, buscando em parceria, uma linguagem que traduzisse toda a gama de músicas que eles são capazes de interpretar. Na novela Paraíso, investigamos uma sonoridade bem “brejeira” onde a leveza da música traduzia a linguagem do campo. Neste novo trabalho, valorizamos a música de raiz e tudo que ela gerou até hoje. O timbre de voz privilegiado do Roger nos fazia pensar em gravar algo assim, no entanto, fomos presenteados com três modões inéditos, coisa rara de se achar, mas tivemos esta sorte e, sem dúvida alguma, gravamos as três“.

São mais de 13 anos de carreira. Após os primeiros shows em bares e casas noturnas do ABC paulista, surgiu a oportunidade para a gravação do primeiro CD. Assim, foram aprimorando o talento, fazendo amizades e conhecendo pessoas. Em 2003, Roger & Robson receberam um convite para serem titulares do Villa Country. Já em 2006, a dupla finalizou o segundo CD e seguiu rumo a Barretos para divulgá-lo. Em 2007 voltaram a Barretos como dupla contratada.

Em 2008, o Villa Country foi palco para lançamento do terceiro CD da carreira com um grande show. O álbum intitulado “Na Estrada” tem como carro-chefe a faixa “Apaixonado Adolescente”, que conquistou seu espaço nas principais rádios do País, além de canções como “Fazer bebꔝ, “Você não vale nada”, “Quem Ama Cuida” e “Linda Menina” presente na trilha sonora da novela “Paraíso” da Rede Globo.

No ano seguinte, a dupla embarcou em viagens pelo litoral brasileiro. Ainda em março, foram atração musical no cruzeiro “É o Amor” comandado por Zezé di Camargo & Luciano e em novembro estiveram presentes no “Navio Sertanejo” com Jorge & Mateus. Após a boa repercussão, foram convidados para repetir a dose em 2010.

E o último ano da década foi marcante para Roger & Robson. Além da participação nos navios temáticos, os artistas viram a música “Livre, Leve e Solto” tornar-se um hit e conquistaram o carinho do público com apresentações nas principais casas de show da Grande São Paulo e também da região do Vale do Paraíba.

Local de encontro da torcida brasileira na Copa do Mundo em São Paulo, o Vale do Anhangabaú foi palco para a apresentação irreverente e carismática da dupla assim como a grande quantidade de pessoas reunidas no Parque do Carmo para celebrar o Dia da Amizade e no Campo de Marte na Festa do Trabalhador do 1º de Maio.

No final de 2010, Roger & Robson gravam “Química” com participação do cantor Eduardo Costa. A música caiu no gosto do público e logo ganhou espaço nas principais rádios do país, figurando entre as mais pedidas.

Após comandar apresentações para grandes multidões, a dupla segue na expectativa para a gravação do primeiro DVD da carreira, no qual não poderão faltar as insubstituíveis modas de viola. Os preparativos para as gravações deste projeto já estão sendo feitos.

Ouçam abaixo os 3 modões recém lançados pela dupla.

* A dor da Solidão

* De volta pro meu sertão

* Dia a dia de caboclo