TOP FIVE – 2009, o ano final de muitas parcerias

O ano de 2009 está acabando. Mais um mês e já era. E ao fim de tudo o saldo terá sido em boa parte negativo. Creio que há muito não se via um ano com tantos anúncios de separações, de fins de parcerias, morte de grandes cantores, e tudo de uma vez. O Blognejo traz uma listinha com os casos mais importantes de dissoluções de parcerias no decorrer do ano.

MATOGROSSO & MATHIAS

matogrosso-e-matias

A dupla Matogrosso & Mathias “original” já tinha se desfeito há alguns anos. Entrou o Isaac Jr, sobrinho do Matogrosso, no lugar do Anísio, o primeiro Mathias. Com essa formação, a dupla gravou um disco e estava finalizando um DVD gravado em Itumbiara. No entanto, por problemas ainda desconhecidos, a formação se desfez novamente, e o Mathias foi novamente substituído, desta vez por um jovem chamado Rafael, que é filho do Matão, atual parceiro do antigo Mathias, na dupla Matão & Mathias. De certa forma , essa nova formação alimenta a idéia de que o Matogrosso e o Anísio não estavam brigados conforme se imaginava, afinal formaram parceria um com o pai e o outro com o filho. A nova música de trabalho da mais recente formação já está sendo executada e se chama “Se nos amamos”.

TRADIÇÃO

tradicao-novidades

O grupo Tradição, com sei lá quantos anos de estrada, já passou antes por algumas mudanças de formação, inclusão de novos membros, etc. Mas na época dessas mudanças, ainda não eram sucesso em todo o Brasil. No ano de 2009, o grupo registrou duas severas baixas. Saíram o vocalista Michel Teló e o sanfoneiro Gérson Douglas. Para os vocais, convidaram o jovem Guilherme Bertoldo, que era do grupo “Os 4 Gaudérios”, e para o acordeon Jefferson, do grupo Zíngaro. Com a saída do Michel, que era quem coordenava boa parte da produção, notou-se uma inevitável porém sutil mudança no estilo, função que ficou a cargo dos mais antigos membros. O novo CD, “Caixinha de Surpresas”, foi lançado recentemente e já vem sendo intensamente trabalhado.

LUIZ CLAUDIO & GIULIANO

luiz-claudio

Hoje foi feito o anúncio da separação da dupla. Considerada por profissionais do segmento a mais preparada de todas as duplas sertanejas do Brasil, Luiz Claudio & Giuliano colecionam elogios desde o início da carreira. O Luiz Claudio é tido como um dos maiores intérpretes do Brasil, dada a sua intensa capacidade e aguçada técnica vocal, que o permitem interpretações memoráveis em suas canções. O Giuliano é maestro, produtor, instrumentista, arranjador e excelente segundeiro. Enfim, uma dupla como poucas. Segundo o proprio Luiz Claudio, não houve qualquer desentendimento, apenas divergências de idéias quanto ao futuro da dupla e necessidade de seguir um novo caminho.

FELIPE & FALCÃO

falcao1

O mais triste dentre todos os fins de parceria do ano de 2009. Vitimado por uma doença na pele, Falcão faleceu há alguns meses, deixando o parceiro Felipe sozinho pra seguir com a carreira. Os dias que se antecederam à morte do Falcão foram dramáticos, afinal o cantor encontrava-se na UTI, com um estado de saúde muito instável. Uma pena mesmo que o Brasil tenha perdido uma voz tão bela e poderosa quanto a do grandioso Falcão. Felipe declarou recentemente que pretende encontrar um novo parceiro.

EDSON & HUDSON

edson-e-hudson1

Tida como uma das melhores duplas de todos os tempos, a separação de Edson & Hudson talvez tenha sido a mais complicada de que se tem notícia. É que desde que anunciaram a separação, a dupla se divide em declarações polêmicas, entrevistas bombásticas e um contrato que não permite falar uma palavra sequer sobre os rumos das carreiras de cada um a partir do ano que vem. Mesmo assim, na ocasião da morte do Michael Jackson, “vazou” uma canção da banda do Hudson. Recentemente, também “vazaram” algumas canções do novo disco do Edson. Em um desses momentos “polêmicos”, o Hudson chegou a revelar que sua esposa teria sido agredida pelo Edson, o que poderia ser comprovado com o Boletim de Ocorrência que foi lavrado na ocasião. Muitos panos quentes depois, a situação aparentemente se normalizou. Mas a partir do dia 1º de janeiro de 2010, as atenções da dupla se voltarão aos próprios trabalhos, separados um do outro.

Não dá pra dizer se essas parcerias (exceto Felipe & Falcão, claro) serão retomadas num futuro próximo ou talvez num bem distante. O fato é que chances existem. No caso de Edson & Hudson, creio muito num retorno daqui a uns 2 ou 3 anos. Afinal estamos falando de uma dupla de irmãos, e isso conta muito nesse tipo de situação (alguém lembra do Chrystian & Ralf, por exemplo?). Luiz Claudio & Giuliano, por exemplo, não têm esse fator na equação. Nem o grupo Tradição ou a dupla Matogrosso & Mathias. Talvez por isso as chances de voltarem à antiga formação sejam menores.