TOP FIVE – Apostas para 2015

TOP FIVE – Apostas para 2015

Como já é tradição aqui no Blognejo, começamos o ano com uma lista de apostas com nomes de artistas que eu particularmente acredito que têm grandes chances de se destacar nacionalmente entre os maiores artistas e duplas sertanejas do país. Para quem chegou ao Blognejo há pouco tempo, eu posto uma lista como essa a cada seis meses, no primeiro post do referido semestre.

Apesar de achar que não seria necessário explicar pela milionésima vez algumas das diretrizes básicas das nossas listas de apostas, eu vou perder meu tempo de novo para tentar amenizar um pouco do choro e do ranger de dentes que costuma suceder este tipo de post explicando novamente as diretrizes:

a) A lista de apostas não se refere apenas ao período em questão. O artista pode não se destacar em 2015. É uma lista de artistas que podem se destacar nacionalmente de hoje em diante, podendo ser em 2016, 2017, 2028, 2079… Ou nunca, afinal nem sempre dá pra acertar todas, mesmo nossa taxa de acertos sendo bastante satisfatória. Basta pesquisar as listas desde o começo do blog.

b) A lista de apostas não se refere à qualidade dos artistas. Aliás, a grande maioria dos artistas que costumam ficar em primeiro nestas listas são do tipo que figuram no meio das polêmicas levantadas pelos adeptos mais conservadores do gênero sertanejo, que infelizmente não aprendem a enxergar o segmento sertanejo como um mercado. Aliás, qualidade pra mim sempre foi um conceito subjetivo: o que é bom pra alguns é ruim pra outros e vice-versa. Lidem com isso.

c) Os artistas já indicados em outras listas não são indicados novamente nas listas seguintes, exceto se ele tiver sido incluído apenas como menção honrosa, não fazendo parte da lista propriamente dita. Então, antes de reclamar da falta de algum nome, confira as listas anteriores. É sério. Incrível a quantidade de pessoas que reclamam antes de conferir.

d) Nem preciso dizer de novo que se trata de uma lista baseada em opiniões subjetivas, né? É o que EU acho que pode acontecer, o que não quer dizer que a lista seja uma verdade absoluta. Então não precisa agir, caro leitor, como se eu tivesse dado um tiro na cabeça de um membro da sua família. Caso discorde, basta deixar sua opinião na área de comentários.

Dito isto, vamos à lista.

LUIZ HENRIQUE & LÉO

Eles não fazem parte, ainda, do mainstream, não são contratados de nenhum grande escritório, mas passo a passo têm feito um trabalho invejável nas regiões em que já atuam. Recentemente, eles ganharam um empurrão a mais com a inclusão de sua principal música no repertório do DVD do Cristiano Araújo, que, em troca, gravou uma participação em uma outra ótima música da dupla. “Hoje eu tô terrível”, que o Cristiano regravou, tem tudo pra ser a música sertaneja mais executada do carnaval, o que com certeza vai render ótimos frutos a Luiz Henrique & Léo. Sem falar do incrível trabalho que a dupla faz junto aos principais veículos da Internet. Ao abraçarem de forma tão forte o trabalho de divulgação via sites de prestígio, eles não só ganharam mídia, mas apoiadores fervorosos, que foram responsáveis pelo sucesso de grandes artistas nos últimos anos. Sem falar no enorme carisma da dupla, claro, que é sem dúvida uma de suas principais características.

GUSTAVO MIOTO

Antes de ler o restante deste parágrafo e emitir a opinião pré concebida que você talvez esteja pensando em emitir, peço que imagine o seguinte cenário: um artista com forte apelo jovem, que vem sendo preparado há anos, com uma marcante presença de palco e um show contagiante, com um DVD produzido pelo Dudu Borges e dirigido pela Hit Music, gravado em sua cidade natal e com o apoio maciço da população de lá, sem falar das participações de peso (Luan Santana, Cristiano Araújo e Bruninho & Davi) e o apoio da Sony Music, que distribuirá o projeto. Será que um artista desses vai trabalhar pouco? E se o cara ainda for empresariado pelo maior contratante de shows do Brasil, responsável pela programação de algumas das maiores feiras e festas do Brasil? Bom, o cenário é esse. Será que com todo esse aparato montado em volta dele, faz mesmo alguma diferença o contratante de shows ser também o pai dele? Então não me venham com mimimi.

ZÉ FELIPE

Outro artista cuja história começa no berço. Ele é filho de ninguém menos do que o Leonardo. Depois de participar do DVD de 30 anos do pai e chamar bastante a atenção pelo talento e carisma, o Leonardo vestiu de vez a camisa e já colocou o garoto na Sony, na Talismã e em todos os programas de TV dos quais participou recentemente. O disco gravado pelo Zé Felipe, que é quase 100% bachata e arrocha, surpreendeu pela qualidade. Foi uma ascensão bem rápida se levarmos em conta que há um ano e meio atrás quase ninguém imaginava que o Leonardo tinha outro filho além do Pedro com aspirações artísticas. Pois é. E olha que, além da aspiração, o garoto parece ter mesmo puxado de berço o dom da família.

MARÍLIA MENDONÇA

Há quem diga que o sertanejo feminino só funciona com cantoras de perfil “diva”. Sinto uma ligeira inclinação para a valorização, entretanto, de cantoras com um perfil mais próximo do público nos últimos tempos. Baladeiras, extrovertidas, brincalhonas. E dentro desse perfil, um dos nomes que mais vem se destacando é o da Marília Mendonça. A compositora mais requisitada do Brasil na atualidade é, por acaso, uma cantora incrível, dona de um talento enorme. Sabendo disso, a Work Show, escritório responsável pela dupla Henrique & Juliano, já abraçou a causa há algum tempo, tornando-a parte do casting de artistas do escritório. A Marília é co-responsável por algumas das principais músicas do mais recente DVD da dupla Henrique & Juliano e tem entre seus fãs artistas como o Jorge, só pra se ter uma idéia. E além de todo esse know how, devemos levar em conta o sucesso da dupla Henrique & Juliano, que já atingiu um patamar tão elevado que deve, com certeza, puxar o dos demais artistas da Work Show, como Zé Neto & Cristiano, já mencionados aqui no blog na última lista de apostas, e a própria Marília Mendonça.

BRENO & CAIO CÉSAR

O mercado assistiu ao crescimento dessa jovem dupla no decorrer dos anos. Eles fazem parte do circuito desde crianças, sempre com os olhos dos grandes sobre eles. Aparentemente, era aguardado apenas o momento certo. Durante esta já longa carreira, eles construíram uma base de fãs considerável na Internet. E agora, já incrivelmente maduros do ponto de vista musical e donos de uma humildade admirável, eles passaram a integrar o casting de artistas da Brothers, que vem de empreitadas muito bem sucedidas nos últimos anos com artistas como Michel Teló e Jads & Jadson. Breno & Caio César parecem uma aposta certa do escritório. Jovens, talentosos, carismáticos e queridos pelas fãs, parecem ser o tipo de dupla destinada ao sucesso. Demorou até que eles aparecessem em uma de nossas listas de apostas, diga-se de passagem. Mesmo assim, algo me diz que 2015 tem tudo pra ser um ano de consagração para a dupla. Vem DVD por aí, inclusive.

____________________

Como não poderia deixar de ser, alguns nomes que não figuraram na lista podem chamar bastante a atenção, como Max Moura & Cristiano, que agora contam com uma equipe forte e um bom DVD, recém lançado, e podem ser os próximos grandes nomes oriundos de Campo Grande. Lucas Reis & Thácio têm tudo para herdar a considerável parcela do público da dupla João Carreiro & Capataz que não quis migrar automaticamente para a dupla Carreiro & Capataz. Fábio & Rafael podem ser o próximo estouro do Paraná. Léo Moreira, novo artista do escritório da dupla Fred & Gustavo, também promete, assim como o Thiago Matheus, filho do Giuliano, que já vem se destacando. Entre outros.

Como eu disse, a lista é subjetiva e cada um de vocês, amados leitores, tem direito à própria opinião, que pode ser emitida de forma educada nos comentários abaixo.