Top Five Especial Fim de Ano – Os micos do ano

Durante algumas conversas com amigos, resolvi postar um Top Five com os maiores micos do ano de 2008, envolvendo, é claro, artistas do nosso segmento. Coisas que nos fazem pensar: o ano bem que podia ter passado sem que eu fosse obrigado a ver/ouvir uma coisa dessas.

1� NGELA BISMARCHI VIRA CANTORA SERTANEJA

A mulher das trocentas plásticas decidiu que ia cantar. E o pior: cantar música sertaneja. Se já não bastasse a tiração de sarro com a nossa música por parte de tanta gente, acontece mais uma dessas que atrai atenção, só que para o lado negativo. Infelizmente, mais um motivo para os idiotas de plantão fazerem graça conosco. Quem não pôde ver a performance da musa dos cirurgiões plásticos, eis o vídeo:

E hoje eu descobri mais um vídeo que poderia até ter sido postado ontem. ngela Bismarchi testando quanto tempo aguenta ficar cantando “galopeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeira”. Reparem na cara de descrença do Donizetti.

2� LUCIANO DECLARA: “EU SOU MESTRE”

Durante as entrevistas de divulgação do novo disco da dupla Zezé di Camargo & Luciano, o segundeiro cometeu o despaltério de atacar as duplas ditas “universitárias” dizendo coisas do tipo: “eles são repetentes, eu sou mestre”. Clique AQUI para ler a entrevista na íntegra ao portal de notícias G1. Tudo porque as duplas regravam antigos sucessos da dupla em novas roupagens. Zezé ainda engrossou o coro chamando tais duplas de “mentira musical”, mas tratou de abafar o caso depois no palco do Faustão. Vale o mico porque, que eu saiba, mestre essa dupla só tem um e não é o Luciano.

3� SERGINHO PINHEIRO REGRAVA “CABRITINHA”

Outro DVD que não precisava de uma música tão tosca. Como eu mesmo já disse no review sobre o trabalho do Serginho, o disco ficou legal. Mas pelo amor de Deus – regravar uma música com um verso dizendo “eu gosto de mamar nos peitos da cabritinha, mamo na hora que eu quero porque a cabrita é minha” é muita tosquice. Ainda mais se ouvirmos o restante do repertório do CD, que prezou por uma linha mais romântica e séria. O pior são os backing vocals (todos da banda BR 100) repetindo a frase “eu gosto de mamar”. Mico, sem dúvida nenhuma. Ouçam no player abaixo:

4� PEDRO & TIAGO REGRAVAM “MULHER DE FASES”

Um dos clássicos da banda Raimundos foi regravado pela dupla Perdo & Tiago em seu novo DVD. Até aí tudo bem, não fosse pela tosquíssima versão country que fizeram da música. Um versão inspirada naqueles countries norte-americanos bem do interiorzão mesmo. Começa legal e depois degringola. O DVD ficou bom (aguardem o review), mas essa música… Ouçam com os próprios ouvidos:

5� ANDRÉ & ADRIANO CANTAM COM LATINO A MÚSICA “PANCADÃO OU SERTANEJO”

Alguns dizem que não ficou tão ruim assim, mas ficou. Pô, é uma música do Latino, um dos maiores poetas de sua geração (sic!). O mico é também pela forçação de barra em cima da dupla André & Adriano por parte da Som Livre. Fazer o Latino gravar com uma dupla que não está, digamos, no auge é no mínimo estranho. Tal como inserir duplas que ninguém nunca ouvir falar em trilha de novela só pra divulgar os contratados da gravadora. Fora a quantidade de propaganda do DVD que a Som Livre veicula através da Globo. Essa nova fase de André & Adriano, que querem a qualquer custo passar a impressão de que são uma dupla jovem, com a Som Livre tentando a todo custo nos empurrá-los pela goela abaixo, chega a ser vergonhosa. Eu gostava muito mais deles antigamente, na época do “Água de Coco”, “Tá legal” e outras. Ah, eis o clipe da música com o Latino (perto de 500000 visualizações no Youtube):

“No mexe-mexe com a dança do Lalá” é barra!!!