Top Five – Gravadoras

Dizem que, no Brasil, o ano começa depois do carnaval. No meu caso, acho que é depois do carnaval que vou, finalmente, descansar.

Então vamulá!!! Hoje, uma listinha das gravadoras que eu considero mais importantes junto ao segmento sertanejo. Na verdade, a maioria deles não tem feito mais o papel de “gravadoras”, mas apenas o de distribuidoras dos trabalhos dos respectivos contratados. Outro fato importante a se destacar é que quase nenhuma delas consegue ganhar dinheiro com a venda de discos. O negócio hoje é coordenara venda de shows e tirar uma gorda porcentagem.

ATRAÇÃO


Está na lista por ser uma das poucas que ainda guarda espaço para duplas e artistas não mais tão populares, como Gian & Giovani, Chico Rey & Paraná, Juliano César, Di Paulo & Paulino, e outros.

EMI


Entrou na lista por ter dado espaço a jovens artistas como João Neto & Frederico, Nelson & Davi, mas também por ter em seu casting nomes como Edson & Hudson e Gino & Geno, mesmo que não costume dar muita abertura para a música sertaneja.

SOM LIVRE


Uma das que encontrou na música sertaneja uma válvula de escape. O selo das coletâneas e trilhas de novela agora conta com artistas como André & Adriano, Rud & Robson, Hugo Pena & Gabriel, Nechivile, Tchê Garotos, e, recentemente, fez o que eu considero o melhor negócio denre os mencionados: assinou com o grupo Tradição para o próximo trabalho.

UNIVERSAL


Ela deu o pontapé inicial desse fechamento desenfreado de contratos das gravadoras com artistas sertanejos em ascensão. Antes, tinha em seu casting artistas como Leonardo, Rionegro & Solimões, etc. Mas agora dá preferência sempre para novos nomes, como César Menotti & Fabiano, Jorge & Mateus, Fernando & Sorocaba, Maria Cecília & Rodolfo e muitos outros.

SONY BMG


A Sony era conhecida por ser uma gravadora que fazia questão de pôr seu contratado no topo das paradas. Fez isso com Zezé di Camargo & Luciano, Bruno & Marrone, Victor & Léo. Mas agora aderiu à febre e assinou com várias duplas, como Marco & Mário, João Bosco & Vinícius e, mais recentemente, Zé Henrique & Gabriel. Resta saber se vai dar pra pôr todos eles no topo, como fizeram com aqueles que mencionei.

Até logo.