TOP FIVE – OS MELHORES SEGUNDEIROS AINDA EM ATIVIDADE

Galera, me desculpem por não ter atualizado o blog ontem. É que meu computador deu um piripaque generalizado (tive até que formatá-lo), mas agora já está resolvido. Em compensação, hoje vou postar dois textos: o TOP FIVE e o DIÁRIO DE UM CANTOR SERTANEJO.


TOP FIVE: OS MELHORES SEGUNDEIROS DO BRASIL AINDA EM ATIVIDADE

Criei a lista de hoje tendo por base apenas os cantores que ainda estão na ativa. Com certeza tem muite gente que provavelmente é até melhor que um deles, mas eu levei em conta duplas mais conhecidas. Qualquer sugestão, utilizem os comentários.


MATOGROSSO

Matogrosso e Mathias foram uma das duplas mais populares da segunda fase da música sertaneja. Arrebataram muitos fãs durante seus 30 anos de carreira juntos. A formação mudou, mas dificilmente algum segundeiro vai se igualar em qualidade ao Matogrosso. Primeiro porque ele possuía (e ainda possui) uma das mais belas e marcantes interpretações da música brasileira. Sua primeira voz é inigualável. E a facilidade com que ele passeia entre a primeira e a segunda voz é invejável. Sua segunda voz, aliás, é potente e destacada. Não se tem notícia, na música sertaneja, de alguém que alterne tão bem a primeira e a segunda voz quanto o Matogrosso. Por isso, o primeiro lugar é dele, merecidamente, diga-se de passagem.


Paulinho

O Paulinho, da dupla César e Paulinho, merece esse segundo lugar simplesmente porque consegue fazer a segunda voz com perfeição até sem a primeira voz acompanhando. Isso mesmo: ele grava a segunda voz antes da primeira. E quem conhece a dupla César e Paulinho sabe o quanto eles são afinados.

Chrystian

Chrystian & Ralf são a dupla mais afinada do Brasil. Só por este título conquistado, já se imagina porque o Chrystian é tão bom de segunda. Eles são os inconfundíveis, os inimitáveis, os inigualáveis. Ninguém consegue realizar interpretação semelhante de uma canção. E por saber acompanhar com perfeição o timbre inconfundível do Ralf, O Chrystian é o terceiro lugar nessa lista.

Chico Rey

A dupla Chico Rey e Paraná nunca foi primeiro lugar nas paradas. Eles são praticamente do submundo da música sertaneja. Só quem gosta de música sertaneja conhece seu trabalho. Mas quem conhece essa dupla maravilhosa sabe o quanto eles são afinados. Conseguem alcançar tons altíssimos nas músicas que interpretam. E não é fácil pra um segundeiro segurar a peteca de uma primeira voz tão alta quanto a do Paraná.

Hudson

Os motivos que puseram o Hudson neste quinto lugar são os mesmos citados acima. Os tons alcançados pela dupla Edson e Hudson, a belíssima interpretação que o Edson faz de cada canção e um diferencial: ninguém consegue tocar a guitarra e interpretar a segunda voz ao mesmo tempo e de maneira tão perfeita quanto o Hudson.
Esse é o TOP FIVE de hoje. Deu pra notar que nenhuma dupla da atualidade figurou nesta lista. É porque, como eu já disse em outros posts, não se dá mais o devido valor à segunda voz como antigamente (influência da dupla Bruno e Marrone). Isso não quer dizer que não tenhamos hoje grandes segundeiros. Só pra citar alguns: César Menotti, Victor (Victor e Leo)…

Mais tarde, o nosso diário.

Deixe seu Comentário

seu endereço de e-mail não será publicado.