TOP FIVE – Regravadores / Regravados

Nessa história antiga de regravações de músicas de trabalho de outros artistas, que hoje em dia confesso já não mais encarar da mesma forma, afinal de contas existem vários lados e várias pessoas prejudicadas ou favorecidas, fica notória a preferência que alguns artistas têm pelo repertório de uma dupla ou artista em específico para regravar em seus discos. O Top Five de hoje traz uma lista com algumas destas situações, isto é, algumas duplas e artistas que geralmente caminham juntos nessa relação “regravador/regravado”, sem entrar no mérito de porque essas regravações ocorreram e muito menos se foi por ou não por desonestidade dos respectivos compositores.

CESAR MENOTTI & FABIANO e CHAPARRALL

O grupo Chaparral, composto pela cantora Noli e mais alguns rapazes cujos nomes eu não consegui saber quais são, é conhecido na noite de Belo Horizonte. A cantora Noli seguiu carreira solo por um tempo recentemente. Mas agora o grupo está de volta. Na verdade, não é uma banda com tradição na indústria fonográfica. Ainda assim, a dupla César Menotti & Fabiano já regravou três canções do curto repertório de canções inéditas do Chaparrall. A primeira delas, “Caso Marcado”, chegou a ficar conhecida com a participação da Noli, inclusive, naquele CDzinho do Observatório que a dupla soltou no início da carreira. Mais recentemente, a dupla ainda regravou as músicas “Kid Lampião” e “Vento” (ambas no CD “Retrato”), que também faziam parte do antigo repertório do Chaparrall. Foram gravadas em 2001, num CD do Chaparrall que chegou a ser lançado pela extinta Abril Music.

ZEZÉ DI CAMARGO & LUCIANO e ATAÍDE & ALEXANDRE

O Zezé é amigo pessoal do Alexandre, que por sua vez é um dos compositores brasileiros com o maior número de canções gravadas. Acontece que em seus discos mais recentes, a dupla Zezé di Camargo & Luciano tem selecionado várias canções que já faziam parte do repertório da dupla Ataíde & Alexandre. No mais recente disco, Zezé & Luciano gravaram inclusive uma canção que acabou de ser lançada pela dupla Ataíde & Alexandre como sendo de trabalho, intitulada “Um novo Cara”. Em discos anteriores, eles regravaram ainda “Estrada do Amor”, “Nóis namora” e outras.

JOÃO BOSCO & VINÍCIUS e LUAN SANTANA

Luan Santana começou a carreira com a música “Falando Sério”, da compositora Elizandra Santos. Acontece que essa mesma música entrou tempos depois no repertório da dupla João Bosco & Vinícius. O mesmo aconteceu com a música “Sufoco”, composta pelo Adylliel e também gravada primeiro pelo Luan Santana. Fora essas duas músicas, João Bosco & Vinícius ainda regravaram a música “Faz de Conta”, com o nome de “Curtição”. Essa música, também da Elizandra Santos, foi gravada pelo Luan Santana naquele primeiro disco dele, ainda com o apelido de “gurizinho”.

RIONEGRO & SOLIMÕES e DI PAULLO & PAULINO

A dupla Di Paullo & Paulino sempre foi muito admirada pelos profissionais do segmento por conta da grande e diferenciada qualidade vocal. Uma das duplas que deixa essa admiração mais em evidência é Rionegro & Solimões. No disco “Ensaio Acústico”, regravaram duas canções da dupla Di Paullo & Paulino, fazendo de uma delas a música de trabalho. As canções em questão eram “Tô por aí”, composta pela Valéria, e “Tô Indo Embora”. E agora se preparam para lançar uma nova música de trabalho, que é nada menos que uma regravação da música “Amor de Primavera”, um dos maiores sucessos da dupla Di Paullo & Paulino.

LEONARDO e JULIANO CÉSAR

Já não é de hoje que o Leonardo gosta de buscar no repertório do Juliano César canções para seu próprio repertório. Desde a época da dupla Leandro & Leonardo isso ocorre. Dois dos maiores sucessos da época da dupla, “Não Aprendi a Dizer Adeus” e “Rumo a Goiânia”, faziam parte do repertório do Juliano César. Já na carreira solo, Leonardo ainda regravou a canção “A Malvada” e, mais recentemente, “Rodo sem Borracha”, todas já gravadas anteriormente pelo Juliano César.