TOP FIVE – Segundeiros que seguram as pontas

Na falta do primeira voz em um show, qual segundeiro pode dizer que consegue manter o show? Poucos, essa é a verdade. A lista de hoje tenta enumerar alguns dos segundeiros que se dariam (ou deram) muito bem na falta da primeira voz. Segundeiros que, ouso dizer, chegam às vezes a superar os companheiros.

HUGO

O Hugo sempre foi cantor solo. Depois do programa Fama é que resolveram montar a dupla. E como o Tiago canta ligeiramente melhor, acabou sobrando a segunda voz para o Hugo. Mas em uma música ou outra o cara canta em primeira voz, deixando o parceiro com a segunda. E extra-palco ele também consegue algum destaque sozinho. Vai até participar do filme sobre a carreira de Frank Aguiar.

MATEUS

Não fosse pelo show que ele fez sozinho dia desses, ele nem estaria nessa lista. Mas o fato de ele, sem o primeira voz, dar conta de um show inteiro sem deixar cair a peteca garantiu a ele essa colocação no Top Five. Fora que o cara tá tocando muito.

CHRYSTIAN

O cara já tinha gravado 11 discos solo antes de cantar com o irmão. Depois de muitos anos, durante um hiato da dupla, gravou mais um. Isso é ou não é segurar as pontas. Na falta do Ralf em um show, quem diz que o Chrystian não segura a galera? Fora que as vozes dele e do Ralf são parecidíssimas.

MATOGROSSO

Pra quem não sabe ainda, o Matogrosso é quem faz a segunda voz da dupla Matogrosso & Mathias. Ele canta a música em primeira voz e, durante os duetos, pula para a segunda. É uma habilidade não muito fácil de conquistar. E ele faz isso com maestria. Tanto com seu antigo parceiro quanto com o novo, ele fica totalmente em evidência. Os outros, coitados, ficam totalmente apagados diante desse vozeirão. Fora o punhado de discos solo que ele já gravou.

VICTOR CHAVES

O que garante esse lugar ao Victor? Primeiro: o cara é a cabeça da dupla, tanto para compor quanto para produzir. Segundo: a música de maior sucesso deles hoje é uma música em que ele canta na primeira voz. E incrível como o nome “Victor Chaves” por si só já significa algo. Não se ouve falar de Léo Chaves, é ou não é? Vai dizer que isso não é segurar as pontas? O cara é fera, disso ninguém pode duvidar jamais. Pode torcer o nariz, claro. Mas duvidar não.